Impacto da queima da cana-de-açúcar sobre internações hospitalares por doenças respiratórias

The impact of sugarcane burning on hospitalization due to respiratory diseases

Dionei Ramos Paula Roberta Silva Pestana Iara Buriola Trevisan Diego Giulliano Destro Christofaro Guilherme Yassuyuki Tacao Iris Cristina Coripio Aline Duarte Ferreira Ercy Mara Cipulo Ramos Sobre os autores

Resumo

O objetivo deste artigo é avaliar o impacto das emissões da queima da cana-de-açúcar sobre o número de internações hospitalares por doenças respiratórias em uma região canavieira. Registros de internações hospitalares por doenças respiratórias foram adquiridas a partir da base de dados referentes ao sistema de informações hospitalares do sistema único de saúde (SIH-SUS), no período de 28 de março de 2011 a 28 de dezembro de 2012. Níveis de MP10, NO2, O3, temperatura e umidade relativa foram registradas. Modelos de regressão logística foram construídos para analisar a associação entre o número total de internações, poluentes atmosféricos e variáveis meteorológicas. Foram registradas 1.179 internações, dentre elas a pneumonia mostrou aumento significativo no período de queima (p = 0,005). Neste mesmo período observou-se que o cluster MP10 e NO2 influenciou 67,9% (IC95%: 11,111-2,537), seguido do cluster MP10, NO2, O3 e temperatura que influenciou 91,1% (IC95%: 1,116; 3,271) no número total de internações. Durante o período de queima houve maior número de internações por doenças respiratórias, principalmente de pneumonia, quando foi observada a influência dos poluentes e temperatura no processo de adoecimento da população.

Palavras-chave
Poluentes atmosféricos; Cana-de-açúcar; Doenças respiratórias; Pneumonia; Modalidades meteorológicas

ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br