Completude das fichas de notificação de Tuberculose nos municípios prioritários da Bahia para controle da doença em indivíduos com HIV/AIDS

Monique Lírio Normeide Pedreira dos Santos Louran Andrade Reis Passos Afrânio Kritski Bernardo Galvão-Castro Maria Fernanda Rios Grassi Sobre os autores

O controle da coinfecção HIV/Tuberculose (TB) ainda representa um desafio para a saúde pública. Ambas as doenças são de notificação obrigatória e o Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN) é o órgão responsável pela coleta e processamento das fichas individuais de notificação e acompanhamento. O preenchimento adequado dos campos destas fichas (completude) é essencial para acompanhar a dinâmica da doença e definir prioridades de intervenção. O objetivo deste estudo foi avaliar a completude das fichas de notificações de tuberculose nos municípios prioritários da Bahia (Camaçari, Feira de Santana, Ilhéus, Itabuna, Jequié, Lauro de Freitas, Porto Seguro, Teixeira de Freitas, Paulo Afonso, Barreiras e Salvador), para controle da doença em indivíduos com HIV/AIDS, através dos relatórios de tabulação do Sinan, no período de 2001 a 2010. Os resultados demonstraram que, apesar da completude do campo HIV estar acima de 50%, mais da metade das fichas estavam preenchidas como "não realizado" ou "em andamento", em todos os municípios avaliados no período. A baixa completude das fichas de notificação pode comprometer a qualidade de vigilância dos casos de TB. Os resultados sugerem a necessidade de maior disponibilidade de teste para HIV nesses indivíduos.

Tuberculose; HIV; Vigilância da população; Notificação de doenças


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br