Análise territorial da distribuição do Aedes aegypti em duas cidades da Colômbia: aproximação desde a coremática e a abordagem ecossistêmica

Mauricio Fuentes-Vallejo Diana Rocío Higuera-Mendieta Tatiana García-Betancourt Lucas Andrés Alcalá-Espinosa Diana García-Sánchez David Alejandro Munévar-Cagigas Helena Luisa Brochero Catalina González-Uribe Juliana Quintero Sobre os autores

Foi realizada uma análise territorial da densidade do Aedes aegypti em duas cidades da Colômbia, desde um enfoque ecossistêmico e da coremática. Com base em informação entomológica e comportamental (por conglomerados) e informação do contexto urbano, foi indagada a relação de estruturas dinâmicas do território com a densidade vetorial. Foram apresentados os resultados com modelos gráficos (coremática). Identificou-se maior densidade vetorial em Arauca do que na Armênia. Maiores densidades foram relacionadas à urbanização não planejada, zonas de alagamento, estratos socioeconômicos baixos, tanques baixos (reservatórios), maior temperatura e relatório de ações contra os mosquitos adultos. Zonas de densidades baixas coincidiram com diversas condições socioeconômicas, ecológicas e comportamentais. Foi encontrada uma relação das estruturas e dinâmicas do território com a densidade vetorial para Arauca e Armênia, onde a interação entre sistemas ecológicos e sociais configura zonas particulares de alta e baixa densidades de A. aegypti.

Aedes; Dengue; Geografia Médica; Zonas Urbanas; Condições Sociais


Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br