Epidemia de esquistossomose aguda na praia de Porto de Galinhas, Pernambuco, Brasil

An outbreak of acute schistosomiasis at Porto de Galinhas beach, Pernambuco, Brazil

Constança Simões Barbosa Ana Lúcia Coutinho Domingues Frederico Abath Silvia Maria Lucena Montenegro Ubiracy Guida Jefferson Carneiro Barnabé Tabosa Clarice N. Lins de Moraes Vitorino Spinelli Sobre os autores

Este trabalho notifica a ocorrência de um surto de esquistossomose aguda na praia de Porto de Galinhas, Pernambuco, Brasil, quando 662 pessoas tiveram diagnóstico positivo para Schistosoma mansoni. A infecção humana em massa ocorreu no feriado de 7 de setembro, quando chuvas pesadas provocaram a enchente do rio Ipojuca que invadiu as residências. A maioria dos casos agudos foi representada por famílias de residentes locais que tiveram exposição diária às cercárias durante três semanas, até que as águas baixassem. O inquérito malacológico aponta para a possibilidade dos caramujos vetores terem sido introduzidos na localidade com os aterros realizados em quintais, onde vieram a se reproduzir em criadouros peridomiciliares. A infecção dos moluscos se deu a partir de vazamentos de fossas. Os resultados da clínica e do laboratório apontam para cerca de 62% de casos agudos. Estudos complementares estão sendo realizados, para a melhor compreensão deste evento epidemiológico de significativa magnitude para os órgãos de saúde pública e impacto para a população afetada.

Esquistossomose Aguda; Controle da Esquistossomose; Surto de Esquistossomose


Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br