Perfil das intoxicações em adolescentes no Brasil no período de 1999 a 2001

Profile of poisonings among Brazilian adolescents from 1999 to 2001

Este trabalho analisa o perfil das intoxicações em adolescentes valendo-se da base de dados do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (SINITOX), composta de casos e óbitos de intoxicação humana registrados pelos Centros de Informação e Assistência Toxicológica, para o período de 1999 a 2001. Com relação aos casos, animais peçonhentos (33,7%) e medicamentos (25,7%) constituem os principais agentes tóxicos para os pré-adolescentes de 10 a 14 anos, enquanto para os adolescentes de 15 a 19 anos temos uma inversão das posições, com os medicamentos (33%), sendo seguidos pelos animais peçonhentos (21,4%). Dos 35 óbitos de pré-adolescentes registrados, 54,3% foram resultado de acidente, 54,3% acometeram jovens do sexo masculino e 31,4% foram causados por animais peçonhentos. Dos 98 óbitos de adolescentes, 72,4% foram resultado de suicídio, sendo 54,1% praticados por jovens do sexo feminino e 38,8% foram causados por agrotóxicos de uso agrícola.

Envenenamento; Substâncias Tóxicas; Adolescente


Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br