Efeitos de organização e ativação dos desreguladores estrogênicos

Ellen K. Silbergeld Jodi A. Flaws Ken M. Brown Sobre os autores

A desregulação endócrina é uma hipótese de um modo de ação comum capaz de definir um conjunto de substâncias químicas estruturalmente variadas, tanto naturais quanto sintéticas. O modo de ação comum pode sugerir que produzam ou contribuam para efeitos tóxicos semelhantes, embora tal hipótese tenha sido difícil de demonstrar. Evidências provenientes da biologia do desenvolvimento sugerem que o desenvolvimento de sistemas sensíveis aos hormônios, tais como o cérebro e o trato genito-urinário, podem ser particularmente sensíveis aos desreguladores endócrinos. Uma vez que tais sistemas são organizados, e depois ativados, por hormônios, o cérebro e a vagina podem representar modelos importantes para estudar a toxicidade dos desreguladores endócrinos e para elucidar os mecanismos pelos quais parecem afetar a função a longo prazo.

Exposição a Produtos Químicos; Cérebro; Vagina; Desreguladores Endócrinos


Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br