Incidência de câncer na Amazônia ocidental: estimativa de base populacional em Rio Branco, Acre, Brasil, 2007-2009

Juliano de Pádua Nakashima Rosalina Jorge Koifman Sergio Koifman Sobre os autores

No Brasil, as taxas de incidência de câncer variam amplamente. A literatura sobre o tema na região da Amazônia Ocidental é escassa. Este trabalho teve como objetivo determinar a incidência atual de câncer na população de Rio Branco, Acre. Registrou-se um total de 718 casos novos no período de estudo. As localizações tumorais de maior incidência em homens foram: próstata (75,1/100.000), estômago (23,0/100.000), pulmão (19.1/100.000), cólon-reto (9,5/100.000) e leucemias (6,9/100.000) e no sexo feminino: mama (41,5/100.000), colo uterino (41,3/100.000), pulmão (11,8/100.000), cólon-reto (11,0/100.000) e estômago (7,7/100.000). Esses indicadores revelam que Rio Branco apresenta um padrão de incidência por câncer que superpõe os padrões encontrados nas regiões desenvolvidas e em desenvolvimento. Os resultados do trabalho apontam para a importância da implementação de um registro de câncer de base populacional - atualmente inexistente em Rio Branco - como fator promotor da análise de casos incidentes da doença e monitoramento de sua evolução.

Neoplasias; Incidência; Registros de Doenças


Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br