Validade de constructo da escala Experiences of Discrimination em uma população brasileira

Validity of the Experiences of Discrimination scale in a Brazilian population

Validez del constructo de la escala Experiences of Discrimination en una población brasileña

Gisel Lorena Fattore Carlos Antonio Teles Darci Neves dos Santos Leticia Marques Santos Michael Eduardo Reichenheim Mauricio L. Barreto Sobre os autores

Um dos instrumentos mais utilizados na pesquisa epidemiológica sobre discriminação é o Experiences of Discrimination (EOD), utilizada no Brasil, porém não validado. O objetivo foi avaliar a confiabilidade e estrutura dimensional da escala EOD em uma população brasileira. Foi conduzido um estudo transversal com 1.380 adultos da cidade de Salvador, Bahia, Brasil. Realizou-se análise fatorial confirmatória (AFC) testando um modelo de dois fatores: experiência de discriminação e preocupação por discriminação. Os resultados da AFC mostraram parâmetros satisfatórios de ajuste, elevadas cargas fatoriais e valores adequados de confiabilidade, confirmando a consistência interna da escala. Identificaram-se correlações residuais envolvendo itens de ambos os fatores. A estrutura dimensional apresentada neste estudo destaca a importância de utilizar diferentes medidas de discriminação - interpessoais e grupais - que permitam em estudos futuros aprofundar nos efeitos do racismo sobre a saúde

Racismo; Estudos de Validação; Análise Fatorial


Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br