Accessibility / Report Error

Violência entre parceiros íntimos e interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo nos primeiros três meses de vida

Resumo:

O objetivo do estudo foi de investigar o papel da violência entre parceiros íntimos na interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo nos três primeiros meses de vida. Usamos dados de uma coorte prospectiva de 564 crianças atendidas em quatro unidades de atenção primária no Rio de Janeiro, Brasil. A interrupção do aleitamento exclusivo foi definida como a ingestão pela criança de qualquer forma de líquido ou sólido, independente da ingestão de leite materno, nas 24 horas anteriores. Violência entre parceiros íntimos foi avaliada com a versão em português das Conflict Tactics Scales (CTS-1). As associações foram expressas como razões de prevalência e riscos relativos e os respectivos intervalos de 95% de confiança. Os filhos de mulheres que haviam vivenciado violência grave apresentavam uma probabilidade 30% maior de interrupção precoce do aleitamento exclusivo no segundo mês de vida, comparados com aqueles cujas mães não haviam vivenciado esse tipo de violência. Estratégias dos serviços de saúde para promover o aleitamento materno exclusivo devem levar em conta a identificação e enfrentamento da violência familiar.

Palavras-chave:
Aleitamento Materno; Violência por Parceiro Íntimo; Estudos de Coortes

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br