Fatores de risco para re-infestação de domicílios por triatomíneos silváticos no norte do Estado da Bahia

O objetivo deste estudo foi o de explorar (em Curaçá, município do Estado da Bahia, no Nordeste brasileiro) os possíveis fatores associados à infestação das moradias pelo Triatoma brasiliensis ou Triatoma pseudomaculata, dois triatomas das espécies silvestres. Usamos uma análise "logística" de múltipla regressão para mostrar como as características estruturais da área do peridomicílio associadas ao número de animais e a fatores sociológicos favorecem a infestação em algumas moradias. Isso sugere que T. brasilienses está associado às atividades humanas enquanto T. pseudomaculata está associado à vegetação e aos animais. Assim, o manejo da pecuária é um importante fator de risco para a infestação de triatomíneos.

Triatominae; Fatores de Risco; Controle de Vetores


Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br