Fatores associados aos biomarcadores inflamatórios em adolescentes: análise por modelagem de equações estruturais

Factors associated with inflammatory biomarkers in adolescents: analysis by structural equation modeling

Factores asociados a los biomarcadores inflamatorios en adolescentes: análisis por modelado de ecuaciones estructurales

Eduarda Gomes Bogea Maylla Luanna Barbosa Martins Cadidja Dayane Sousa do Carmo Joelma Ximenes Prado Teixeira Nascimento Soraia Pinheiro Machado Arruda Cecília Claudia Costa Ribeiro Ana Karina Teixeira da Cunha França Antônio Augusto Moura da Silva Sobre os autores

Resumo:

O objetivo foi avaliar os fatores associados aos biomarcadores inflamatórios em adolescentes. Trata-se de estudo transversal com 391 adolescentes entre 17 e 18 anos de escolas públicas em São Luís, Maranhão, Brasil. Realizou-se amostragem aleatória com conglomeração em três estágios: escola, turma e aluno. O consumo alimentar foi investigado por meio do Questionário de Frequência Alimentar, e os padrões alimentares foram extraídos por análise fatorial por componentes principais. Para avaliar os fatores associados aos biomarcadores inflamatórios, foi utilizada modelagem de equações estruturais. Foram construídas variáveis latentes: condição socioeconômica, que incluiu escolaridade materna, renda familiar e classe econômica; e inflamação, constituída pela interleucina-1β, interleucina-6 e interleucina-8. Um modelo teórico foi elaborado para avaliar fatores associados aos biomarcadores inflamatórios, indicando os efeitos diretos e indiretos entre as variáveis latentes e observadas. Três padrões alimentares foram identificados (ocidental, básico brasileiro e saudável), com variância explicada de 31%, e padrão ocidental o de maior contribuição. Não foram encontradas associações dos padrões com a variável latente inflamação. O excesso de peso foi positivamente associado com a variável latente inflamação (coeficientes padronizados = 0,281; p = 0,002). A extração dos três padrões evidencia maior consumo de alimentos ricos em carboidratos e gorduras que são nutrientes diretamente relacionados ao aumento das doenças crônicas não transmissíveis. O excesso de peso foi associado com maiores níveis de biomarcadores inflamatórios.

Palavras-chave:
Inflamação; Ingestão de Alimentos; Estado Nutricional; Adolescente; Análise de Classe Latentes

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br