Accessibility / Report Error

Entendendo a gordura no universo público dos jovens: representações sociais e resposta emocional

O estudo examina as representações coletivas dos jovens em relação à gordura e identifica as emoções que suscita. Entender a construção social da gordura pelos jovens é crucial para poder criar programas para lidar melhor com a questão. Um exercício de associação livre evocada pela palavra “gordura” foi respondido por 200 pessoas da Comunidade Autônoma do País Basco (Espanha), e o conteúdo foi submetido a análise lexical com o uso do programa Alceste. Os resultados mostram que a representação da gordura em relação à saúde era predominantemente descritiva, sem associação com o risco ou com qualquer resposta emocional. Entretanto, a gordura também era representada enquanto questão de pressão social relacionada à estigmatização, fortemente correlacionada com emoções negativas como tristeza, insegurança, embaraço, ansiedade, solidão, pena ou raiva. Ou seja, as emoções arriscadas e negativas estiveram ligadas à não-aceitação social, e não a problemas de saúde. Portanto, a conclusão é que a representação da gordura é transmitida por medo, e não por uma construção positiva da saúde.

Palavras-chave:
Emoções; Obesidade; Peso Corporal; Adulto Jovem


Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br