Fatores associados à realização de cesáreas em uma maternidade pública do Município do Rio de Janeiro, Brasil

O Brasil apresenta uma das maiores proporções de cesáreas do mundo. Fatores contribuintes para este fenômeno incluem organização da prática obstétrica, atitudes dos obstetras, preferências e decisões das mulheres. Com o objetivo de identificar fatores associados à realização de cesáreas, foi realizado estudo de caso-controle em uma maternidade pública do Município do Rio de Janeiro. Incluíram-se 231 partos por cesárea (casos) e 230 partos vaginais (controles). Utilizou-se análise multivariada com regressão logística, as variáveis foram incluídas no modelo obedecendo à ordem hierárquica definida em modelo conceitual. Fatores associados à maior chance de cesárea: primiparidade; idade 20-34 anos; último parto por cesárea; dilatação cervical < 3cm na admissão; preferência da mulher por cesárea; horário diurno; parto realizado por obstetra do sexo masculino; obstetra que trabalha mais de 24 horas semanais de plantão; obstetra com consultório particular; hipertensão; apresentação fetal não-cefálica; e idade gestacional > 41 semanas. Fatores associados à menor chance de cesárea: prematuridade; sinais de trabalho de parto ao sair de casa; uso de ocitocina e amniotomia. Propostas de modificação nos fatores estudados podem contribuir para redução da proporção de cesáreas.

Cesárea; Parto; Maternidades


Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br