Representações sobre dengue, seu vetor e ações de controle por moradores do município de São Sebastião, litoral Norte do Estado de São Paulo, Brasil

Social representations concerning dengue, dengue vectors, and control activities among residents of São Sebastião on the northern coast of São Paulo State, Brazil

Buscou-se, neste trabalho, identificar conhecimentos da população sobre a dengue e biologia do vetor, a fim de propiciar, através desse conhecimento, o diálogo entre a lógica técnica e a leiga, para conseguir avanços concretos na participação e no controle social da dengue e do vetor. Foi realizada pesquisa em área infestada pelo Aedes aegypti, com transmissão de dengue, no Município de São Sebastião, litoral norte do Estado de São Paulo, Brasil. Foram feitas cem entrevistas, com cinco questões abertas, abordando aspectos de interesse para o tema do controle da dengue e do vetor. Utilizou-se, para análise, a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Os discursos revelam que a população não está conseguindo discriminar adequadamente o tipo ou modalidade de coleção de água mais apropriada para a criação do mosquito e que desconhece a fase de ovo no desenvolvimento do vetor. Observou-se consciência inadequada da relação de vários elementos da biologia do vetor, bem como da necessária integração entre poder público e a população. Sugere-se que as atividades educativas adotem resultados desta pesquisa como insumo, visando ao incremento da eficiência e eficácia social das ações participativas de combate ao dengue e controle do vetor.

Dengue; Promoção da Saúde; Controle de Vetores


Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br