Implementação de um protocolo para um estudo piloto randomizado e controlado sobre uma intervenção voltada para a recuperação em pessoas com psicoses em duas cidades latino-americanas

Franco Mascayano Ruben Alvarado Howard F. Andrews Maria Jose Jorquera Giovanni Marcos Lovisi Flavia Mitkiewicz de Souza Charissa Pratt Graciela Rojas Maria E. Restrepo-Toro Kim Fader Prakash Gorroochurn Sandro Galea Catarina Magalhães Dahl Jacqueline Cintra Sarah Conover Maria Soledad Burrone Joy Noel Baumgartner Robert Rosenheck Sara Schilling Keli Rodrigues Sarução Peter Stastny Eric Tapia Maria Tavares Cavalcanti Eliecer Valencia Lawrence H. Yang Ezra Susser Sobre os autores

Diversos países latino-americanos já alcançaram avanços notáveis na oferta de assistência em saúde mental para pessoas com psicoses. No entanto, as clínicas de saúde mental geralmente realizam atividades de extensão muito limitadas dentro das comunidades, tendem a ter vínculos fracos com a assistência primária, raramente envolvem os próprios pacientes nos cuidados e poucas vezes prestam serviços orientados para a recuperação. O artigo descreve um estudo piloto randomizado e controlado sobre a Critical Time Intervention-Task Shifting (CTI-TS), que teve como objetivo analisar essas limitações. O estudo piloto foi realizado em Santiago (Chile) e no Rio de Janeiro (Brasil). Teve como meta a inclusão de 110 pessoas com psicose, recrutadas no momento da entrada em clínicas comunitárias de saúde mental. Os participantes foram randomizados para o CTI-TS ou para os cuidados usuais. Aqueles alocados ao grupo da intervenção receberam os cuidados usuais e os serviços de CTI-TS ao longo de 9 meses. Os desfechos primários incluíram a qualidade de vida (WHO Quality of Life Scale - Brief Version) e as necessidades não atendidas (Camberwell Assessment of Needs) no acompanhamento aos 18 meses. Os desfechos primários aos 18 meses serão analisados com a técnica de Equações de Estimação Generalizadas (GEE), com as observações agrupadas dentro dos locais do estudo. Serão utilizados modelos em três níveis para examinar as tendências temporais nos desfechos primários. Procedimentos semelhantes serão utilizados para analisar os resultados secundários. Espera-se que o estudo forneça uma base para planejar um estudo randomizado e controlado em grande escala e em múltiplos locais para estabelecer a eficácia da intervenção orientada para a recuperação, a exemplo da CTI-TS, na América Latina.

Palavras-chave:
Serviços Comunitários de Saúde Mental; Transtornos Psicóticos; Ensaio Clínico Controlado Aleatório; Saúde Global


Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br