Percepção de saúde e fatores associados em adultos: inquérito populacional em Rio Branco, Acre, Brasil, 2007-2008

Self-rated health and associated factors in adults: a population survey in Rio Branco, Acre State, Brazil, 2007-2008

O conceito subjetivo de saúde incluso no processo de autoavaliação de saúde possibilita identificar os fatores que estão associados à percepção de vida saudável das populações. Objetivou-se verificar a autoavaliação de saúde e os fatores associados em Rio Branco, Acre, Brasil, por meio de um estudo transversal de base populacional com amostra composta de 1.516 adultos, entre 2007-2008. A análise multivariada foi realizada por meio de regressão de Poisson, adotando-se, como variável dependente, a percepção regular/ruim do estado de saúde. Diferenças entre gênero, grupo etário, nível de instrução e renda desfavoráveis afetaram negativamente a percepção de saúde dos indivíduos. Após ajuste para idade, sexo e morbidade autorreferida, os riscos estimados para percepção "não boa" de saúde foram maiores para os inativos, obesos e indivíduos com alguma morbidade autorreferida. Os resultados sugerem que as diferenças de condições de vida dos residentes em Rio Branco estão relacionadas com a autoavaliação precária do estado de saúde.

Nível de Saúde; Diagnóstico da Situação em Saúde; Perfil de Saúde; Inquéritos Epidemiológicos


Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br