Experiências adversas na infância e consumo de álcool, fumo e drogas ilícitas entre adolescentes de uma coorte brasileira

Helen Gonçalves Ana Luiza Gonçalves Soares Ana Paula Gomes dos Santos Camila Garcez Ribeiro Isabel Oliveira Bierhals Luna Strieder Vieira Natália Limões Hellwig Fernando C. Wehrmeister Ana M. B. Menezes Sobre os autores

Resumo:

O objetivo deste estudo foi investigar a associação entre experiências adversas na infância (ACEs) e uso de álcool, fumo e drogas ilícitas em adolescentes de uma coorte brasileira. A ocorrência de cinco ACEs, o uso de álcool e fumo e a experimentação de drogas ilícitas foram investigados na Coorte de Nascimentos de 1993 de Pelotas, aos 15 anos (n = 4.230). Um escore de ACEs foi criado e sua associação com o uso de substâncias foi avaliada. Cerca de 25% dos adolescentes consumiram álcool, 6% fumaram e 2,1% relataram ter usado drogas pelo menos uma vez na vida. Os ACEs estiveram associados com o uso de álcool, fumo e drogas ilícitas. Uma relação dose-resposta entre o número de ACEs e o consumo de substâncias foi evidenciada, especialmente para drogas ilícitas. A ocorrência de ACEs esteve positivamente associada com o uso de álcool, tabaco e drogas ilícitas em adolescentes, e o risco pode diferir conforme o sexo. Esses resultados salientam que as estratégias para a prevenção do uso de substâncias devem conter intervenções para adolescentes, bem como no ambiente familiar.

Palavras-chave:
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias; Hábito de Fumar; Consumo de Bebidas Alcoólicas; Drogas Ilícitas; Adolescente

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br