O desafio da prevenção da transmissão vertical do HIV no Município de Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro, Brasil

Prevention of vertical HIV transmission in Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro, Brazil

A transmissão vertical do HIV continua sendo um importante desafio para a Saúde Pública. A partir de 1996 se iniciou no Brasil o uso da profilaxia com Zidovudina durante a gestação, no momento do parto e para o recém-nascido, com redução da transmissão para menos de 5,0% em muitos serviços. Desde 1999, o Programa Municipal de DST/AIDS de Campos dos Goytacazes (população: 416.441), Rio de Janeiro, atua na prevenção da transmissão perinatal do HIV. Merecem destaque o moderado aumento da captação de gestantes HIV positivas do município (de 28,0% para 36,0% no período 2001-2003), por meio da maior oferta do teste de HIV no pré-natal e o maior conhecimento que as gestantes demonstram sobre a transmissão materno-infantil do HIV. Persistem como desafios a extensão da testagem de HIV a toda a população de gestantes e, no caso das não testadas, o uso do teste rápido para diagnóstico no momento do parto. Com isso, se conseguiria modificar o panorama atual em que apenas 6,8% das crianças infectadas e em acompanhamento tiveram acesso à profilaxia da transmissão materno-infantil do HIV.

Transmissão Vertical de Doença; HIV; Zidovudina


Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Rua Leopoldo Bulhões, 1480 , 21041-210 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.:+55 21 2598-2511, Fax: +55 21 2598-2737 / +55 21 2598-2514 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@ensp.fiocruz.br