UMA NOVA LEITURA DA VIDA DE CHARLES BAUDELAIRE: UMA RECEPÇÃO BIOGRÁFICA A PARTIR DA TRADUÇÃO DE SUA CORRESPONDÊNCIA

A NEW READING OF THE LIFE OF CHARLES BAUDELAIRE: A BIOGRAPHICAL RECEPTION FROM THE TRANSLATION OF HIS CORRESPONDENCE

Gilles Jean Abes Sobre o autor

Resumo

O objetivo desse artigo é o propor uma outra leitura da vida do poeta Charles Baudelaire. De fato, a imagem do poeta das Flores do mal parece petrificada num discurso quase uníssono, presente em numerosas notas biográficas de traduções de grande circulação no Brasil, que faz eco ao ensaio de Ivan Junqueira, “A arte de Baudelaire” (1985). Ele afirma que o poeta, ainda criança, se revoltou com o segundo casamento da mãe, choque que marcou profundamente sua vida, que nunca se entendeu com o padrasto militar e seu meio-irmão, e que, depois de adulto, teria tido uma relação incestuosa com a mãe. Diante dessas afirmações, cuja argumentação se fundamenta sobretudo na correspondência do poeta, a proposta passa por um exame detalhado da formação daquela narrativa de vida. Nesse sentido, a tradução comentada de cartas deve, senão abalar aquele discurso, ao menos oferecer outra vereda para sua recepção biográfica.

Palavras-chave
Baudelaire; Biografia; Correspondência; Tradução

Universidade Federal de Santa Catarina Campus da Universidade Federal de Santa Catarina/Centro de Comunicação e Expressão/Prédio B/Sala 301 - Florianópolis - SC - Brazil
E-mail: suporte.cadernostraducao@contato.ufsc.br