“Volem Acollir”: Humanitarismo e Posições de Sujeito na Articulação da Solidariedade em Catalunha

Álvaro Ramírez-March Marisela Montenegro Sobre os autores

RESUMO

A chamada “crise dos refugiados” no Mar Mediterrâneo tem provocado uma grande mobilização social de solidariedade. Este artigo parte de Produções Narrativas realizadas com iniciativas solidárias que participaram em uma campanha cidadã em Catalunha para analisar: 1) as implicações de sua problematização em termos de “crises”; e 2) as posições de sujeito que emergem na articulação da resposta solidária. Exploramos as duas posições que se correspondem com as duas caras de uma relação de ajuda: por um lado, a do “refugiado”, associada ao imaginário da “vítima”; e por outro, a “solidária”, que dá uma resposta ao “outro vulnerável”. Defendemos que ambas as posições, bem como o marco da “crise”, são influenciadas por uma lógica humanitária. Concluímos que este marco é problemático por não abranger a complexidade da situação e gerar novas lógicas discriminatórias.

solidariedade; humanitarismo; posição de sujeito; Catalunha; crise dos refugiados

Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) R. da Matriz, 82, Botafogo, 22260-100 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel. (55 21) 2266-8300, Fax: (55 21) 2266-8345 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: dados@iesp.uerj.br