De Milagres e Espetáculos: O Ciclo Vicioso do Eterno País do Futuro

Ivan Colangelo Salomão Karlo Marques JuniorSobre os autores

RESUMO

Este trabalho busca ilustrar como a adoção de políticas econômicas que privilegiem o crescimento de curto prazo para além da taxa de crescimento potencial não se sustenta do ponto de vista intertemporal. Para tanto, utilizou-se do instrumento metodológico de cotejamento de dois recentes períodos de robusto crescimento econômico na história do Brasil contemporâneo. A analogia entre o “milagre econômico” (1968-1973) e o “espetáculo do crescimento” da segunda metade dos anos 2000, os quais guardam semelhanças que não podem ser delegadas ao acaso, deve embasar a reflexão dos cientistas sociais que se dispuserem a analisar a história do país em suas múltiplas particularidades. Ao fim do período, os resultados inevitáveis são a recessão e a necessidade de um novo ajuste macroeconômico.

Economia Brasileira; ciclos econômicos; populismo econômico; “Milagre Econômico”; Nova Matriz Econômica

Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) R. da Matriz, 82, Botafogo, 22260-100 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel. (55 21) 2266-8300, Fax: (55 21) 2266-8345 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: dados@iesp.uerj.br