Accessibility / Report Error

A geração de inferências visuais em idosos normais- influência da escolaridade e complexidade visual

Resumo

A geração de inferências facilita a construção e a compreensão do discurso, e integra representações que dão maior coerência aos argumentos. Os déficits visuoperceptuais e inferenciais confundem-se na tentativa de explicar as dificuldades de alguns indivíduos em compreender alguns tipos de estímulos visuais.

Objetivos:

a) Investigar o desempenho de indivíduos idosos normais, na realização de inferências visuais, a partir de figuras de diferentes graus de complexidade visual; b) Comparar o desempenho dos sujeitos de acordo com os níveis de escolaridade.

Métodos:

Foram examinados 45 idosos normais com idades entre 61 e 82 anos (M=68; DP=0.57). Constituiu-se 3 grupos segundo nível de escolaridade: grupo 1 (de 1 a 4 anos); grupo 2 (de 5 a 8 anos) e grupo 3 (9 ou mais anos). A cada indivíduo foram apresentadas 4 figuras, com graus de complexidade visuoespacial controlados para elaboração de discurso. Os itens colhidos foram transcritos, analisados e pontuados.

Resultados:

No que diz respeito às proposições essenciais, o grupo de maior escolaridade (3) apresentou melhor desempenho na descrição de ambas as figuras (simples e complexas). Nas figuras visualmente complexas, o grupo com escolaridade média (2) apresentou resultados estatisticamente equivalente ao grupo de alta escolaridade para uma figura e resultado estatisticamente equivalente ao grupo de menor escolaridade (1) para outra figura. Em relação às informações acessórias, não houve diferenças entre os grupos.

Conclusões:

A complexidade visual interfere na capacidade de realizar inferências nos indivíduos com baixa e média escolaridade. Indivíduos com alta escolaridade mantêm o mesmo desempenho na realização de inferências, independentemente do grau de complexidade das figuras.

Palavras-chave:
inferência visual; idosos normais; complexidade visual e inferencial.

Academia Brasileira de Neurologia, Departamento de Neurologia Cognitiva e Envelhecimento R. Vergueiro, 1353 sl.1404 - Ed. Top Towers Offices, Torre Norte, São Paulo, SP, Brazil, CEP 04101-000, Tel.: +55 11 5084-9463 | +55 11 5083-3876 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistadementia@abneuro.org.br | demneuropsy@uol.com.br