MINI-ADDENBROOKE’S COGNITIVE EXAMINATION (M-ACE) COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO COGNITIVA BREVE NO COMPROMETIMENTO COGNITIVO LEVE E DOENÇA DE ALZHEIMER LEVE

Diane da Costa Miranda Sonia Maria Dozzi Brucki Mônica Sanches Yassuda Sobre os autores

RESUMO

A Mini-Addenbrooke’s Cognitive Examination (M-ACE) consiste em um teste de avaliação cognitiva breve composta de cinco itens que visam avaliar quatro domínios cognitivos principais (orientação, memória, linguagem e função visoespacial) com pontuação máxima de 30 pontos e um tempo de administração de cinco minutos.

Objetivo:

Avaliar o desempenho de idosos cognitivamente saudáveis, com CCL e DA leve na versão brasileira da M-ACE.

Métodos:

O teste foi aplicado em um grupo de 23 sujeitos com DA provável leve, 36 CCL e 25 idosos cognitivamente saudáveis. Todos os participantes incluídos tinham idade ≥60 anos.

Resultados:

A M-ACE apresentou alta consistência interna (alfa de Cronbach >0,8; IC 95% 0,7 a 0,8) e mostrou-se capaz de diferenciar o grupo DA dos demais participantes, com uma acurácia superior ao MEEM. O ponto de corte de 20 pontos foi o de maior sensibilidade e especificidade (95,6% e 90,16% respectivamente) para diferenciar DA dos outros dois grupos, com área sob a curva considerada alta (ASC=0,8; IC 95% 0,7-0,9). A M-ACE apresentou forte correlação com MEEM e Questionário de Atividades Funcionais (QAF). M-ACE não apresentou boa acurácia para diferenciar CCL do grupo controle.

Conclusão:

A M-ACE pode ser considerada um teste rápido de rastreio com elevada acurácia no diagnóstico de DA nessa amostra. O ponto de corte sugerido neste estudo é de 20 pontos para DA.

Palavras-chave:
demência; cognição; doença de Alzheimer; disfunção cognitiva; testes neuropsicológicos; Brasil

Associação de Neurologia Cognitiva e do Comportamento Rua Itapeva, 538/ 132, 01332-000 São Paulo - SP - Brasil, Tel: (55 11)3288-8684/3288-9923 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: demneuropsy@uol.com.br