Dementia & Neuropsychologia, Volume: 15, Issue: 2, Published: 2021
  • Mild cognitive impairment history and current procedures in low- and middle-income countries: a brief review Views & Reviews

    Hartle, Larissa; Charchat-Fichman, Helenice

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. O comprometimento cognitivo leve (CCL) é um conceito amplamente estudado que mudou ao longo do tempo. Epidemiologia, diagnóstico, custos, prognósticos, procedimentos de triagem e categorização já foram amplamente debatidos. No entanto, diretrizes unificadas ainda não estão disponíveis, especialmente considerando as diferenças entre países de baixa e média renda (PBMR) e países de alta renda (PAR). Objetivos: Contextualizar e identificar as principais áreas de pesquisa em relação ao diagnóstico do CCL e investigar quanto do atual conhecimento é compatível com o diagnóstico em PBMR. Métodos: Esta revisão se guiou a estrutura delineada para uma scoping review, percorrendo a história do CCL, o diagnóstico, as diferenças e a relevância da pesquisa de PBMR para o conceito e os critérios atuais para diagnóstico. Resultados: Os resultados mostram que as características únicas dos PMBR influenciam o declínio cognitivo e como os procedimentos sugeridos por PAR podem ser usados por PBMR para identificar processos de envelhecimento patológico em seus estágios iniciais. Conclusão: A avaliação neuropsicológica de atividades de desempenho de vida diária, considerando a diferença entre erros de omissão e comissão, é um curso de ação mais acessível como um procedimento de triagem para declínio cognitivo em PMBR.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Mild cognitive impairment (MCI) is a widely studied concept that has changed over time. Epidemiology, diagnosis, costs, prognostics, screening procedures, and categorization have been extensively discussed. However, unified guidelines are still not available, especially considering differences between low- and middle-income countries (LMIC) and high-income countries (HIC). Objectives: To contextualize and identify the main areas under investigation regarding MCI diagnosis and to investigate how much of the current knowledge is compatible with the diagnosis in an LMIC. Methods: This brief review followed the framework outlined for a scoping review and goes through the history of MCI and its diagnosis, the differences and relevance of LMIC research regarding the concept, and the current criteria for diagnosis. Results: Results show that the unique characteristics of LMIC influence the development of cognitive decline and how suitable procedures suggested by HIC can be used by LMIC to identify pathological aging processes in their early stages. Conclusion: Neuropsychological assessment of activities of daily living performance, considering the difference between omission and commission errors, is a more accessible course of action as a screening procedure for cognitive decline in LMIC.
  • Dementia and cognitive impairment in adults as sequels of HSV-1-related encephalitis: a review Views & Reviews

    Campos, Emille Magalhães Neves; Rodrigues, Laís Damasceno; Oliveira, Leandro Freitas; Santos, Júlio César Claudino dos

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. Considerando a variedade de mecanismos de contaminação pelo vírus Herpes simplex (HSV-1) e seu amplo potencial invasivo do sistema nervoso, uma infecção latente por toda a vida é estabelecida. Indivíduos adultos infectados podem ser suscetíveis à reativação viral quando estão sob a influência de múltiplos estressores, principalmente em pacientes imunocomprometidos. Esse fator orienta uma série de eventos neuroinflamatórios no córtex cerebral, culminando, raramente, em encefalite e edema cerebral citotóxico/vasogênico. Um somatório de estudos desses processos fornece uma explanação, embora ainda não totalmente esclarecida, de como a evolução clínica para déficit cognitivo e demência pode ser possibilitada. Além disso, é de extrema importância reconhecer o panorama mundial atual da demência e do déficit cognitivo. O objetivo da presente revisão de literatura é elucidar os dados disponíveis sobre a fisiopatologia da infecção pelo HSV-1, assim como descrever o panorama clínico das referidas afecções.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Considering the variety of mechanisms of Herpes simplex virus (HSV-1) contamination and its broad invasive potential of the nervous system, a life-long latent infection is established. Infected adult individuals may be susceptible to viral reactivation when under the influence of multiple stressors, especially regarding immunocompromised patients. This guides a series of neuroinflammatory events on the cerebral cortex, culminating, rarely, in encephalitis and cytotoxic / vasogenic brain edema. A sum of studies of such processes provides an explanation, even though not yet completely clarified, on how the clinical evolution to cognitive impairment and dementia might be enabled. In addition, it is of extreme importance to recognize the current dementia and cognitive deficit worldwide panorama. The aim of this literature review is to elucidate the available data upon the pathophysiology of HSV-1 infection as well as to describe the clinical panorama of the referred afflictions.
  • The Figure Memory Test: diagnosis of memory impairment in populations with heterogeneous educational background Original Article

    Nitrini, Ricardo; Brucki, Sonia Maria Dozzi; Yassuda, Mônica Sanches; Fichman, Helenice Charchat; Caramelli, Paulo

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. O diagnóstico de comprometimento cognitivo costuma ser difícil em indivíduos de baixa escolaridade. A Bateria Breve de Rastreio Cognitivo (BBRC) foi elaborada como uma ferramenta de triagem para avaliação do comprometimento cognitivo em indivíduos de baixa escolaridade, mas também pode ser utilizada para avaliar indivíduos com alto nível educacional. Objetivos: Realizar uma revisão narrativa da origem da BBRC, relatar todos os estudos que utilizaram o Teste de Memória de Figuras (TMF) da BBRC e demonstrar que essa é uma bateria útil para regiões cuja população possui formação educacional heterogênea. Métodos: Foi realizada uma busca no PubMed, SciELO e LILACS utilizando os termos “Brief Cognitive Screening Battery” e “Brief Cognitive Battery”. Resultados: Um total de 49 artigos no PubMed, 32 na SciELO e 28 na LILACS foram obtidos. Após a exclusão de artigos duplicados, totalizaram-se 54 publicações; mais cinco estudos foram incluídos com base no conhecimento prévio dos autores. Vinte e quatro artigos foram relacionados ao impacto da educação no desempenho, à precisão, pontuações de corte e estudos normativos. A recordação diferida do TMF mostrou a melhor precisão para o diagnóstico de demência com uma pontuação de corte de ≤5 em diferentes níveis educacionais. Em 37 artigos, o TMF da BBRC foi utilizado em estudos clínicos em diferentes ambientes, de ambulatórios de clínicas especializadas a estudos epidemiológicos e na avaliação de indivíduos residentes nas margens de rios da bacia amazônica, e sempre foi considerado de fácil aplicação. Conclusões: O TMF da BBRC é uma ferramenta simples e rápida para o diagnóstico de demência em população com heterogeneidade educacional.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Diagnosis of cognitive impairment is usually difficult in low-educated individuals. The Brief Cognitive Screening Battery (BCSB) was designed as a screening tool for the evaluation of cognitive impairment in low-educated individuals, but it may also be used for evaluating individuals with high educational level. Objectives: To perform a narrative review analyzing the origin of the BCSB, to report all studies that have used the Figure Memory Test (FMT) of the BCSB, and to demonstrate that it is a useful battery for regions where populations have heterogeneous educational background. Methods: We performed a search in PubMed, SciELO, and LILACS using the terms “Brief Cognitive Screening Battery” and “Brief Cognitive Battery”. Results: We obtained 49 papers from PubMed, 32 from SciELO, and 28 from LILACS. After the exclusion of duplicate papers, 54 publications were obtained; five more studies were included from previous knowledge of the authors. Twenty-four papers were related to the impact of education on performance, diagnostic accuracy, cutoff scores and normative studies. The delayed recall of the FMT showed the best accuracy for the diagnosis of dementia with a cutoff score of ≤5 in different education levels. In 35 papers, the FMT of the BCSB was used in clinical studies with different settings, from outpatient memory clinics to epidemiological studies and evaluation of Amazon river basin dwelling individuals, and it was always considered to be easy to apply. Conclusions: The FMT of the BCSB is an easy and short tool for the diagnosis of dementia in populations with heterogeneous educational background.
  • Common symptoms of Alzheimer’s dementia that are easily recognizable by families Original Article

    Maryam, Raden Siti; Sahar, Junaiti; Hastono, Sutanto Priyo; Harimurti, Kuntjoro

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. O aumento da incidência de demência entre os idosos está diretamente relacionado ao envelhecimento, que está associado a alterações nas funções corporais e outros fatores de risco relacionados à saúde. A demência de Alzheimer é a forma mais prevalente de demência e os indivíduos nos estágios avançados são predominantemente dependentes de outros membros da família. Portanto, é importante que as famílias, como grupo de apoio mais próximo, reconheçam os sintomas comuns precocemente. Objetivo: fornecer um guia familiar para os dez sintomas comuns da demência de Alzheimer. Métodos: Trata-se de uma pesquisa descritiva de base survey que incluiu 354 famílias compostas por idosos (≥60 anos) residentes em Jacarta. O instrumento teve como objetivo identificar dez sintomas comuns de demência de Alzheimer na Indonésia. Foi utilizada análise estatística descritiva baseada em tabelas de frequência. Resultados: As principais características do participante foram idade ≥ 66 anos (52,3%), sexo feminino (70,3%) e escolaridade primária (87,3%). Os sintomas predominantes vivenciados por 42,4% dos idosos incluem o esquecimento de acontecimentos recentes, fazer perguntas e narrar um determinado detalhe repetidamente. Os 35,6% restantes demonstraram sinais de esquecimento de onde um item foi colocado e frequentemente suspeitam de furto e ocultação de itens pessoais. Conclusão: Os sintomas de esquecimento frequente de novos eventos e da localização de objetos pessoais são de particular preocupação para as famílias, visto que apresentam tendência para progredir e interferir nas atividades diárias. Portanto, espera-se que as famílias dos indivíduos afetados identifiquem esse sintoma logo no início e apresentem o indivíduo afetado para triagem ou exame em uma unidade de saúde.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. The increase in dementia incidence among the elderly is directly related to aging, which is associated with changes in bodily functions and other health-related risk factors. Alzheimer's dementia is the most prevalent form of dementia, and individuals in the late stages are predominantly dependent on other family members. Therefore, it is important for families, as the closest support group, to recognize common symptoms early. Objective: To provide a family-friendly guide to the ten common symptoms of Alzheimer's dementia. Methods: This is a descriptive survey-based research that included 354 families comprising elderly people (≥60 years) residing in Jakarta. The instrument aimed at identifying ten common Alzheimer’s dementia symptoms in Indonesia. Descriptive statistical analysis based on frequency tables was used. Results: The participant’s major characteristics were age ≥66 years (52.3%), female sex (70.3%) and primary school education (87.3%). The predominant symptoms experienced by 42.4% of the elderly included forgetting recent events and asking questions and narrating a particular detail repeatedly. The remaining 35.6% demonstrated signs of forgetting where an item was placed and frequently suspecting others of theft and concealment of personal items. Conclusion: The symptoms of frequently forgetting new events and the location of personal belongings are of particular concern for families, as they have a propensity to progress and interfere with daily activities. Therefore, the families of affected individuals are expected to identify this symptom early on and present the affected individual for screening or examination at a health care facility.
  • Neuropsychological profile in the preclinical stages of dementia: principal component analysis approach Original Article

    Rivera-Fernández, Claudia; Custodio, Nilton; Soto-Añari, Marcio

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. Os estágios pré-clínicos da demência incluem mudanças neurocognitivas sutis que não são facilmente detectadas nas avaliações clínicas padrão. A avaliação neuropsicológica é importante para a classificação e predição da deterioração em todas as fases da demência. Objetivo: Comparar o desempenho neuropsicológico em idosos saudáveis com declínio cognitivo subjetivo (DCS) e com comprometimento cognitivo leve (CCL) por meio da análise de componentes principais. Métodos: Avaliaram-se 94 idosos com um protocolo clínico que incluía medidas gerais do estado mental, emocional e funcional. O protocolo neuropsicológico incluiu tarefas de memória, função executiva, atenção, fluência verbal e habilidades visuoconstrutivas. Utilizou-se a análise de componentes principais (PCA, na sigla em inglês) para reduzir a dimensionalidade das variáveis na avaliação neuropsicológica. Resultados: Um total de 33 (35%) participantes apresentavam função cognitiva normal, 35 (37%) declínio cognitivo subjetivo e 26 (28%) comprometimento cognitivo leve. A PCA apresentou sete fatores: velocidade de processamento, memória, visuoconstrução, fluência verbal e componentes executivos de flexibilidade cognitiva, controle inibitório e memória de trabalho. ANOVA mostrou diferenças significativas entre os grupos na memória (F=4,383, p=0,016, η2p=0,087) e componentes visuoconstrutivos (F=5,395, p=0,006, η2p=0,105). A análise post hoc revelou escores de memória mais baixos no CCL do que os participantes com DCS e nas habilidades visuoespaciais entre CCL e DCS e CCL e participantes normais. Conclusões: Observaram-se perfis cognitivos diferenciados entre os participantes nos componentes de memória e visuoconstrução. O uso da PCA na avaliação neuropsicológica poderia auxiliar na diferenciação das habilidades cognitivas em estágios pré-clínicos da demência.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. The preclinical stages of dementia include subtle neurocognitive changes that are not easily detected in standard clinical evaluations. Neuropsychological evaluation is important for the classification and prediction of deterioration in all the phases of dementia. Objective: Compare the neuropsychological performance in healthy older adults with subjective cognitive decline (SCD) and with mild cognitive impairment (MCI) using principal components analysis. Methods: We evaluated 94 older adults with a clinical protocol which included general measures of mental, emotional and functional state. The neuropsychological protocol included tasks of memory, executive function, attention, verbal fluency and visuoconstructional abilities. We used principal component analysis (PCA) to reduce variables´ dimensionality on neuropsychological evaluation. Results: 33(35%) participants had a normal cognitive function, 35(37%) had subjective cognitive decline and 26(28%) had a mild cognitive impairment. The PCA showed seven factors: processing speed, memory, visuoconstruction, verbal fluency and executive components of cognitive flexibility, inhibitory control and working memory. ANOVA had shown significant differences between the groups in the memory (F=4.383, p=0.016, η2p=0.087) and visuoconstructional components (F=5.395, p=0.006, η2p=0.105). Post hoc analysis revealed lower memory scores in MCI than SCD participants and in visuospatial abilities between MCI and SCD and MCI and Normal participants. Conclusions: We observed differentiated cognitive profiles among the participants in memory and visuoconstruction components. The use of PCA in the neuropsychological evaluation could help to make a differentiation of cognitive abilities in preclinical stages of dementia.
  • Assessment of judgment ability in a Brazilian sample of patients with mild cognitive impairment and dementia Original Article

    Vale-Britto, Patrícia Helena Figueirêdo do; Rabin, Laura; Spindola, Livia; Nitrini, Ricardo; Brucki, Sonia Maria Dozzi

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. Julgamento é a capacidade de tomar decisões acertadas, após considerar informações relevantes disponíveis, soluções possíveis, resultados prováveis ​​e fatores contextuais. A perda de julgamento é comum em pacientes com comprometimento cognitivo leve (CCL) e demência. O Teste de Julgamento Prático (TOP-J) avalia o julgamento prático em adultos e idosos, em versões de 15 e 9 itens, que exigem que os indivíduos ouçam cenários sobre problemas cotidianos e relatem suas soluções. Objetivo: Adaptação do TOP-J para amostra brasileira, elaboração de uma versão reduzida e verificação da acurácia de ambas. Métodos: Oitenta e cinco idosos, incluindo 26 com CCL, 20 com doença de Alzheimer (DA), 15 com variante comportamental de demência frontotemporal (DFTvc) e 24 controles, foram submetidos à avaliação neuropsicológica, incluindo a adaptação brasileira do TOP-J (TOP-J-Br). Resultados: Nas duas versões do TOP-J-Br, os controles superaram os CCL, DA e DFTvc (p<0,001) e o grupo CCL superou os grupos DA e DFTvc (p<0,001). Para o grupo TOP-J/15-Br, o melhor ponto de corte para diferenciação entre controles e pacientes apresentou sensibilidade de 91,7, especificidade de 59,0 e área sob a curva de 0,8. Para o TOP-J/9-Br, o melhor ponto de corte para diferenciação entre controles e pacientes teve sensibilidade de 79,9, especificidade de 72,1 e área sob a curva de 0,82. Conclusão: O TOP-J/15-Br, e particularmente o TOP-J/9-Br, mostraram propriedades psicométricas robustas e o potencial de utilidade clínica em idosos brasileiros em vários estágios de declínio cognitivo neurodegenerativo.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Judgment is the ability to make sound decisions after consideration of relevant information, possible solutions, likely outcomes, and contextual factors. Loss of judgment is common in patients with mild cognitive impairment (MCI) and dementia. The Test of Practical Judgment (TOP-J) evaluates practical judgment in adults and the elderly, with 15- and 9-item versions that require individuals to listen to scenarios about everyday problems and report their solutions. Objective: Adaptation of TOP-J for a Brazilian sample, preparation of a reduced version and verification of the accuracy of both. Methods: Eighty-five older adults, including 26 with MCI, 20 with Alzheimer’s disease (AD), 15 with frontotemporal dementia behavioral variant (FTDbv) and 24 controls, underwent neuropsychological assessment including the Brazilian adaptation of the TOP-J (TOP-J-Br). Results: On both TOP-J-Br versions, controls outperformed MCI, AD and FTDbv patients (p<0.001) and MCI outperformed AD and FTDbv (p<0.001). For the TOP-J/15-Br, the best cutoff for distinguishing controls and patients had a sensitivity of 91.7%, specificity of 59.0% and area under the curve of 0.8. For the TOP-J/9-Br, the best cutoff for distinguishing controls and patients had a sensitivity of 79.9%, specificity of 72.1% and area under the curve of 0.82. Conclusion: The TOP-J/15-Br, and particularly the TOP-J/9-Br, showed robust psychometric properties and the potential for clinical utility in Brazilian older adults at various stages of neurodegenerative cognitive decline.
  • Tertiary center referral delay of patients with dementia in Southern Brazil: associated factors and potential solutions Original Article

    Jaeger, Brunna de Bem; Oliveira, Milena Lemos; Castilhos, Raphael Machado; Chaves, Márcia Lorena Fagundes

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. O diagnóstico precoce de demência tem muitos benefícios e deve ser uma prioridade. No Brasil, ele é feito por especialistas na maioria dos casos. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar o tempo médio entre o início da doença até a avaliação com especialista e seus possíveis fatores relacionados; também propomos estratégias potenciais para lidar com esse atraso. Métodos: Trata-se de um estudo transversal de base de dados com 245 pacientes com demência atendidos em ambulatório de um hospital universitário do sul do Brasil, que avalia indivíduos provenientes do Sistema Único de Saúde (SUS). O desfecho principal foi o tempo entre o início dos sintomas até a avaliação com o especialista, relatados pelos informantes. Os indivíduos foram separados em dois grupos: tempo até a consulta com o especialista menor e maior que 1 ano. A análise multivariável foi usada para testar os possíveis fatores relacionados à avaliação tardia pelo especialista. Resultados: O tempo médio±DP entre o início dos sintomas e a avaliação com o especialista foi de 3,3±3,3 anos. Na análise não ajustada, os indivíduos que chegaram para avaliação antes de 1 ano do início da doença foram diagnosticados com mais frequência com demência vascular, tiveram início do quadro mais repentino e subagudo, sintomas neuropsiquiátricos na apresentação, progressão rápida, uso de álcool e antipsicóticos (p<0,05). Na análise multivariada, apenas alterações de personalidade e início rápido dos sintomas mostraram-se preditores para chegada mais precoce ao especialista, mesmo controlando possíveis confundidores. Conclusão: Encontramos um longo tempo entre o início da doença até a avaliação do especialista e indivíduos com alterações de personalidade e apresentação mais rápida foram encaminhados mais precocemente. Melhorar a capacidade diagnóstica do médico de família, campanhas educacionais em massa e transmissão de conhecimento por especialistas são algumas estratégias potenciais para lidar com o atraso do diagnóstico de demência.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Early dementia diagnosis has many benefits and is a priority. In Brazil, most cases are diagnosed by a specialist. Objective: We aimed to study the average time from disease onset to specialist assessment and related factors; we also propose potential strategies to deal with this delay. Methods: This was a cross-sectional database study in 245 patients with dementia from an outpatient clinic in a tertiary university hospital in Southern Brazil, which only assesses individuals from the Unified Health System (SUS). The outcome was time from symptoms onset to specialist assessment, reported by the informants. Individuals were separated into two groups: less and more than 1 year to specialist assessment. Multivariable analysis was used to test the potential related factors associated with delayed specialist assessment. Results: Mean±SD of time from symptoms onset to specialist assessment was 3.3±3.3 years. In the unadjusted analysis, individuals who were assessed before 1 year were more often diagnosed with vascular dementia, had more sudden and subacute onset, neuropsychiatric symptoms at presentation, rapid progression, and alcohol and antipsychotics use (p<0.05). In multivariate analysis, the effects of personality changes and onset presentation persisted, even when controlling for other variables. Conclusion: We found a long time from disease onset to specialist assessment, and those with personality changes and faster presentation were referred earlier. Improving the diagnostic capability of general practitioners, mass educational campaigns and transmission of knowledge by experts are some potential strategies to deal with delay of dementia diagnosis.
  • Predictors of dementia after first ischemic stroke Original Article

    El-Sheik, Wafik Mahmoud; El-Emam, Aktham Ismail; El-Rahman, Ahmed Abd El-Galil Abd; Salim, Gelan Mahmoud

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. Vários mecanismos contribuem para a demência após o primeiro acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico como lesões em áreas estratégicas da cognição e morbidades pré-AVC. Objetivos: Avaliar os preditores clínicos e de neuroimagem de demência após o primeiro AVC isquêmico e sua relação com a localização, subtipos e gravidade do AVC. Métodos: Oitenta pacientes com primeiro AVC isquêmico foram incluídos. Quarenta pacientes com demência após o primeiro AVC e quarenta pacientes sem demência de acordo com os critérios diagnósticos do DSM-IV para demência vascular. Todos os pacientes foram submetidos à avaliação geral e neurológica, o National Institute Health Stroke Scale (NIHSS) para gravidade de AVC, a escala de Avaliação Cognitiva de Montreal (Montreal Cognitive Assessment - MoCA) para avaliação de cognição, ressonância magnética cerebral e classificação pelo Trial of Org 10172 in acute stroke treatment (TOAST) para subtipos de AVC. Resultados: AVC isquêmico do hemisfério esquerdo, infartos estratégicos, diabetes mellitus e AVC da circulação anterior foram considerados fatores de risco independentes para demência após o primeiro AVC isquêmico. (OR=3,09, IC95% 1,67-10,3, OR=2,33, IC95% 1,87-8,77, OR=1,88, IC95% 1,44-4,55, OR=1,86, IC95% 1,45-6,54, respectivamente). Hipertensão, dislipidemia, tabagismo, cardiopatia isquêmica, escore NIHSS alto e infarto de grandes vasos foram significativamente altos entre pacientes com demência pós-AVC. No entanto, na regressão logística binária, não chegaram a ser fatores de risco independentes. Conclusão: A localização do AVC (AVC esquerdo, infarto estratégico, AVC da circulação anterior) e diabetes mellitus podem ser preditores de demência após o primeiro AVC isquêmico, mas a gravidade do AVC, subtipos de AVC, hipertensão, dislipidemia, tabagismo e coração isquêmico podem não ser de risco.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Various mechanisms contribute to dementia after first ischemic stroke as lesions on strategic areas of cognition and stroke premorbidity. Objectives: Assessing clinical and neuroimaging predictors of dementia after first ischemic stroke and its relation to stroke location, subtypes and severity. Methods: Eighty first ischemic stroke patients were included. Forty patients with dementia after first stroke and forty patients without dementia according to DSM-IV diagnostic criteria of vascular dementia. All patients were subjected to general and neurological assessment, National Institute Health Stroke Scale (NIHSS) for stroke severity, Montreal Cognitive Assessment (MoCA) scale for cognition assessment, MRI brain and Trial of Org 10172 in acute stroke treatment (TOAST) classification for stroke subtypes. Results: Left hemispheric ischemic stroke, strategic infarctions, diabetes mellitus and stroke of anterior circulation were found to be independent risk factors for dementia after first ischemic stroke (OR=3.09, 95%CI 1.67-10.3, OR=2.33, 95%CI 1.87-8.77, OR=1.88, 95%CI 1.44-4.55, OR=1.86, 95%CI 1.45-6.54, respectively). Hypertension, dyslipidemia, smoking, ischemic heart disease, high NIHSS score and large vessel infarction were significantly higher among post stroke dementia patients. However, on binary logistic regression, they did not reach to be independent risk factors. Conclusion: Stroke location (left stroke, strategic infarction, anterior circulation stroke) and diabetes mellitus could be predictors of dementia after first ischemic stroke, but stroke severity, stroke subtypes, hypertension, dyslipidemia, smoking and ischemic heart could not.
  • Clinical correlates of social cognition after an ischemic stroke: preliminary findings Original Article

    Souza, Maria de Fátima Dias de; Cardoso, Maíra Glória de Freitas; Vieira, Érica Leandro Marciano; Rocha, Natália Pessoa; Vieira, Talita Hélen Ferreira e; Pessoa, Alberlúcio Esquirio; Pedroso, Vinicius Sousa Pietra; Rachid, Milene Alvarenga; Souza, Leonardo Cruz de; Teixeira, Antônio Lúcio; Mourão, Aline Mansueto; Miranda, Aline Silva de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. A co-ocorrência de distúrbios comportamentais e comprometimento cognitivo pós-acidente vascular cerebral (AVC) é amplamente descrita na literatura. No entanto, os estudos geralmente não incluem a cognição social entre os domínios cognitivos avaliados. Objetivo: Investigar a potencial associação entre o reconhecimento da emoção facial, uma medida da cognição social, e os sintomas comportamentais e cognitivos na fase subaguda do AVC isquêmico. Métodos: Pacientes internados em uma Unidade de AVC com AVC isquêmico foram acompanhados até 60 dias, quando foram avaliados com os seguintes instrumentos: Mini-Exame do Estado Mental (MEEM); Bateria de Avaliação Frontal (FAB); Teste de Memória Visual da Bateria Cognitiva Breve (VMT); Fluência Verbal Fonêmica (Teste F-A-S); Span de dígitos; Teste de Reconhecimento de Emoção Facial (FERT) e Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HADS). Um grupo controle constituído por 21 indivíduos saudáveis também foi submetido à mesma avaliação. Resultados: Dezoito pacientes com AVC isquêmico foram incluídos no presente estudo, apresentando idade, sexo e anos de escolaridade semelhantes aos do grupo controle. Os sintomas de depressão e déficits de memória episódica foram significativamente mais frequentes em pacientes com AVC. O reconhecimento da expressão de tristeza correlacionou-se positivamente com os níveis de ansiedade e depressão, ao passo que o reconhecimento da expressão de medo correlacionou-se negativamente com depressão no grupo de AVC. Conclusões: Após um AVC isquêmico, pacientes podem apresentar alterações de cognição social, especificamente de reconhecimento da emoção facial, em associação com sintomas comportamentais.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. The co-occurrence of post-stroke behavioral disorders and cognitive impairment has been extensively investigated. However, studies usually do not include social cognition among the assessed cognitive domains. Objective: To investigate the potential association between facial emotion recognition, a measure of social cognition, and behavioral and cognitive symptoms in the subacute phase of ischemic stroke. Methods: Patients admitted to a Stroke Unit with ischemic stroke were followed up to 60 days. At this time point, they were evaluated with the following tools: Mini-Mental State Examination (MMSE); Frontal Assessment Battery (FAB); Visual Memory Test of the Brief Cognitive Battery (VMT); Phonemic Verbal Fluency (F-A-S Test); Digit Span; Facial Emotion Recognition Test (FERT) and Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS). A control group composed of 21 healthy individuals also underwent the same evaluation. Results: Eighteen patients with ischemic stroke were enrolled in this study. They had similar age, sex and schooling years compared to controls. Depression symptoms and episodic memory deficits were significantly more frequent in patients compared to controls. The recognition of sadness expression positively correlated with the levels of anxiety and depression, while and the recognition of fear expression negatively correlated with depression in the stroke group. Conclusions: After an ischemic stroke, patients exhibit impairment in social cognition skills, specifically facial emotion recognition, in association with behavioral symptoms.
  • Psychometric study of the Awareness of Age-Related Change (AARC) Short Scale translated to Portuguese, applied to Brazilian older adults Original Article

    Neri, Anita Liberalesso; Wahl, Hans-Werner; Kaspar, Roman; Diehl, Manfred; Batistoni, Samila Sathler Tavares; Cachioni, Meire; Yassuda, Mônica Sanches

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. O reconhecimento de ganhos e perdas associados ao envelhecimento desempenha papel regulador em relação ao self e às atitudes sociais quanto à velhice. Objetivo: Investigar indicadores de validade de construto, consistência interna e validade convergente da Awareness of Age-Related Change Short Scale (AARC) traduzida para o português. Método: Um total de 387 indivíduos de 60 anos ou mais compuseram amostra de conveniência que respondeu à versão do estudo AARC Short Scale em português, e a medidas de fragilidade, autoavaliação de saúde e caracterização sociodemográfica. As explorações de validade de construto foram mediadas por análises fatoriais exploratórias (com rotação Varimax e oblíqua/Promax), e confirmatórias (método de equações estruturais para variáveis latentes); as de consistência interna, pelo teste de Cronbach e as de validade convergente, pelas correlações entre os itens da escala, fragilidade e saúde autorreferida. Resultados: A estrutura de dois fatores, ganhos e perdas, as cargas e a comunalidade dos itens da escala em português foram altas e similares nas análises fatoriais exploratórias e confirmatórias, e similares à versão original. Foi rejeitada a hipótese de correlação entre os fatores e confirmada a de invariância do construto às idades; consistência interna da escala e dos fatores indicada por índices α>0,700; fragilidade e saúde autorreferida correlacionaram-se negativamente com a pontuação na escala e em ganhos, e positivamente em perdas. Conclusões: Foram observadas evidências de validade de construto, consistência interna e validade convergente da versão do AARC Short Scale em português, para aplicação em amostras com características similares às desse estudo.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. The concept Awareness of Age-Related Change (AARC) is defined as a person’s awareness that their behavior, level of physical, cognitive and social performance, and ways of experiencing life have changed as a consequence of having grown older, and not because of disease. Objective: A psychometric study investigating evidence of construct validity and internal consistency of the Portuguese version of the AARC Short Scale was carried out. Method: A convenience sample of 387 individuals aged≥60 years with no deficit suggestive of dementia were recruited at venues frequented by older persons and at households. Participants answered the Portuguese version of the scale, along with questionnaires collecting sociodemographic and frailty variables and self-rated health based on personal criteria and relative to peers. Results: Exploratory and confirmatory factorial analyses derived a structure with two orthogonal factors representing the latent variables gains and losses, invariant for age group, thus replicating the original scale. The factors explained a large proportion of item variability (58.6 to 51.8%) and exhibited high loadings (0.886 to 0.432) and good communality [0.787 for item 4 (better sense of what is important) and 0.369 for item 6 (less energy)]. The hypotheses of covariance between the new instrument and the parallel measures of frailty and self-rated health were confirmed. The levels of internal consistency were high (α>0.700). Conclusion: Evidence confirmed the factor and convergent (construct) validity and internal consistency of the new scale in Portuguese.
  • Prevalence of risk factors for dementia in middle- and older- aged people registered in Primary Health Care Original Article

    Luchesi, Bruna Moretti; Melo, Beatriz Rodrigues de Souza; Balderrama, Priscila; Gratão, Aline Cristina Martins; Chagas, Marcos Hortes Nisihara; Pavarini, Sofia Cristina Iost; Martins, Tatiana Carvalho Reis

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. A identificação da prevalência de fatores de risco para demência é importante para reduzir a velocidade da progressão e evolução da doença, e para subsidiar programas de prevenção e intervenção. Objetivo: O objetivo foi avaliar a prevalência desses fatores em indivíduos cadastrados na Atenção Primária à Saúde (APS), relacionando com sexo e faixa etária. Métodos: Estudo transversal e quantitativo, com n=300 indivíduos acima de 45 anos. Avaliou-se a prevalência dos fatores de risco principais para demência (baixa escolaridade, perda auditiva, hipertensão arterial, obesidade, tabagismo, depressão, inatividade física, isolamento social e diabetes mellitus) e dos outros fatores (má alimentação, consumo de álcool, traumatismo craniano, unilinguismo, déficit visual e distúrbios do sono), identificados na literatura. Conduziu-se uma regressão de Poisson, por sexo e faixa etária (45-59 e 60+ anos). Resultados: Os fatores de risco principais com maior prevalência foram a inatividade física (60,3%), a sintomatologia depressiva e a hipertensão arterial (56,7% cada). Dentre os outros fatores, prevaleceram: unilinguismo (98,0%), déficit visual (84,7%), consumo irregular de frutas (60,4%) e de verduras ou legumes (53,5%). Não foram identificadas diferenças entre os sexos. Confirmou-se diferença significativa para a escolaridade e faixa etária, com os idosos apresentando maior prevalência de baixa escolaridade. Conclusão: Os resultados podem guiar intervenções, especialmente em países em desenvolvimento. A prática de atividades físicas e a alimentação devem ser o foco dessas intervenções, auxiliando indiretamente na redução da prevalência de outros fatores. A identificação precoce, o rastreamento e o tratamento adequado de sintomas depressivos, hipertensão arterial e déficit visual também são importantes.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. It is important to assess the prevalence of risk factors for dementia to slow down the progression and evolution of the disease, and to support interventions and prevention programs. Objective: We aimed to evaluate the prevalence of these factors in individuals registered in Primary Health Care in Brazil and their relationship with sex and age group. Methods: This was a cross-sectional and quantitative study with n=300 individuals. We evaluated the prevalence of main risk factors (low education, hearing loss, high blood pressure, obesity, smoking, depression, physical inactivity, social isolation, and diabetes mellitus) and others (poor diet, alcohol use, head trauma, monolingualism, visual impairment, and sleep disorders) identified in the literature. Poisson regression was used, according to sex and age group (45-59 years/60+ years). Results: The main risk factors with the highest prevalence were physical inactivity (60.3%) and depressive symptoms and hypertension (56.7% each). Among the other factors, monolingualism (98.0%), visual impairment (84.7%), and irregular consumption of fruits (60.4%), and vegetables (53.5%) prevailed. No differences were identified between sexes. The regression analysis confirmed a significant difference for education and age group, with older individuals having a higher prevalence of low schooling. Conclusion: The results can guide interventions, especially in developing countries. Practice of physical activity and healthy eating should be the focus of these interventions as they can indirectly help in reducing the prevalence of other factors. Early identification, screening and adequate treatment of depressive symptoms, high blood pressure and visual impairment can also contribute to reducing the prevalence of dementia.
  • Do you look for information about dementia? Knowledge of cognitive impairment in older people among their relatives Original Article

    Montiel-Aponte, Mariel Carolina; Bertolucci, Paulo Henrique Ferreira

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. Parentes e cuidadores de idosos recebem pouca informação e têm pouco conhecimento sobre demência. Objetivo: O presente estudo teve como objetivo identificar crenças sobre déficit cognitivo e envelhecimento nas pessoas que estão em contato com idosos com e sem comprometimento cognitivo, estimando que ser familiar próximo influencia ou modifica essas crenças. Métodos: Setenta e oito (78) participantes foram classificados em dois grupos. Grupo 1: parentes de idosos com comprometimento cognitivo ou demência em acompanhamento em um ambulatório de neurologia do comportamento (n1=48); grupo 2: parentes de idosos sem déficit cognitivo objetivo em acompanhamento em diferentes consultas dos ambulatórios de geriatria (n2=30). Os participantes responderam a um questionário com perguntas de escolha simples e verdadeiro/falso sobre causas e fatores de risco para demência. Resultados: A maioria dos participantes foi do sexo feminino, principalmente filhos e cônjuges. Não houve diferenças significativas para idade, escolaridade ou tempo de acompanhamento. Os participantes reconheceram a doença de Alzheimer como a causa principal de déficits de memória em idosos (grupo 1=34 versus grupo 2=15). Quando questionadas as principais fontes para se informar sobre déficits cognitivos, as três respostas mais comuns foram Doutores e profissionais de saúde, Internet e Revistas/Livros. Nas questões sobre causas e fatores de risco para demência, o grupo 1 teve mais respostas corretas, porém sem diferenças estatísticas. Conclusões: O grau de conhecimento das pessoas que estão em contato com essa síndrome ainda é baixo. Cuidar de alguém com demência muda as crenças sobre memória e envelhecimento, mas apenas em uma pequena proporção. Estratégias educativas para lidar com a desinformação são necessárias para ajudar no controle de fatores de risco e reduzir a incidência da demência.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Relatives and caregivers receive little information and have poor knowledge about cognitive impairment and dementia. Objective: This study aimed to identify beliefs about cognitive impairment and aging among people who are in contact with older people with and without cognitive impairment, hypothesizing that the fact of being a close relative influences or modifies these beliefs. Methods: Seventy-eight participants were classified into two groups; group 1: relatives of patients with cognitive impairment or dementia from a behavioral neurology outpatient clinic (n1=48); and group 2: relatives of patients without objective cognitive impairment from different services of a geriatric outpatient clinic (n2=30). All subjects were asked to answer a questionnaire containing single choice and true/false questions about causes and risk factors for dementia. Results: Participants were mainly females and first-degree relatives. No statistical differences were observed for age, schooling, or follow-up time between groups. Participants recognized Alzheimer’s disease as the main cause of memory loss in older adults (group 1=34 vs. group 2=15); when asking about sources of information about cognitive impairment, the three more common answers were doctors and health professionals, Internet, and journals/books. Group 1 got higher scores on questions about causes and risk factors for dementia, but no statistical differences were found. Conclusions: Dementia literacy is low even among the people in contact with this syndrome; caring for someone with dementia changes the concepts about memory and aging but only in a small proportion. Educational strategies to deal with misinformation can help to control risk factors and reduce the incidence of dementia.
  • Cognitive training using the abacus: a literature review study on the benefits for different age groups Original Article

    Lima-Silva, Thais Bento; Barbosa, Maurício Einstoss de Castro; Zumkeller, Mariana Garcia; Verga, Cássia Elisa Rosseto; Prata, Patrícia Lessa; Cardoso, Neide Pereira; Moraes, Luiz Carlos de; Brucki, Sonia Maria Dozzi

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. A literatura aponta que intervenções de estimulação cognitiva têm mostrado resultados promissores. O ábaco representa uma ferramenta com grande potencial nesse tipo de intervenções. Objetivo: Realizar uma revisão sistemática de estudos publicados nos últimos anos que buscaram, em seus métodos, oferecer um programa de treino cognitivo com o uso do ábaco para estimular habilidades-alvo em idosos e em pessoas de outras faixas etárias, com ou sem comprometimento cognitivo. Métodos: Estudo de revisão sistemática, realizado em julho de 2020, utilizando-se as bases de dados PubMed, MedLine, LILACS e SciELO. Resultados: Um total de 29 estudos foram encontrados, dos quais oito objetivaram identificar o efeito do treino de uma técnica chamada abacus-based mental calculation (AMC) em diferentes faixas etárias e verificar sua aplicabilidade como método de estimulação cognitiva para idosos. No AMC, os participantes aprendem inicialmente a manipular o ábaco físico (PA, na sigla em inglês) e, após adquirirem agilidade, passam a realizar cálculos com uma imagem mental do instrumento, manipulando as contas do denominado ábaco mental (MA, na sigla em inglês). Conclusões: O número de estudos que abordaram o uso do ábaco como ferramenta para realização de treino cognitivo foi bastante limitado diante da relevância do tema. Os estudos analisados apresentaram benefícios do treino cognitivo com uso do ábaco para o desempenho cognitivo de indivíduos de diversas faixas etárias, inclusive em idosos com comprometimento cognitivo. Para estudos futuros, espera-se a realização de mais pesquisas com amostras maiores, com delineamento longitudinal e com métodos bem elaborados, com enfoque em pessoas idosas, saudáveis e/ou com comprometimento cognitivo.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. The literature indicates that cognitive stimulation interventions have shown promising results. Abacus represents a tool with great potential in such interventions. Objectives: To carry out a systematic review of studies published in recent years that entailed the delivery of a cognitive training program using an abacus to boost target cognitive abilities of older persons and also other age groups, with or without cognitive impairment. Methods: A systematic review study was conducted in July 2020 involving PubMed, MedLine, LILACS, and SciELO databases. Results: A total of 29 studies were retrieved, of which 8 aimed to identify the effect of abacus-based mental calculation (AMC) for different age groups and to determine its applicability as a method of cognitive stimulation for older adults. In AMC technique, participants first learn to use the physical abacus (PA) and after achieving proficiency they perform calculations using a mental image of the device, manipulating the beads of the so-called mental abacus (MA). Conclusions: The number of studies addressing abacus use as a cognitive training tool was rather limited, considering the relevance of the theme. Their interventions have shown benefits for cognitive functioning of individuals of various age groups, including older adults with cognitive impairment. Future studies that involve larger samples of healthy and/or cognitively impaired older adults with a longitudinal design and a more elaborate methodological design are suggested.
  • The quandary of diagnosing mathematical difficulties in a generally low performing population Original Article

    Gomides, Mariuche Rodrigues de Almeida; Starling-Alves, Isabella; Paiva, Giulia Moreira; Caldeira, Leidiane da Silva; Aichinger, Ana Luíza Pedrosa Neves; Carvalho, Maria Raquel Santos; Bahnmueller, Julia; Moeller, Korbinian; Lopes-Silva, Júlia Beatriz; Haase, Vitor Geraldi

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. O desempenho em matemática dos estudantes brasileiros mostra-se consistentemente abaixo da média mundial em estudos internacionais como o PISA. Objetivo: No presente artigo, argumenta-se que um baixo desempenho geral na matemática, a exemplo dos estudantes brasileiros, pode interferir no diagnóstico de discalculia do desenvolvimento quando um critério puramente psicométrico é usado para estabelecer um ponto de corte arbitrário (por exemplo, desempenho<percentil 10), o que pode resultar em falsos diagnósticos. Métodos: Para tanto, investigou-se o desempenho de 706 estudantes brasileiros do 3º ao 5º ano escolar em operações aritméticas básicas de adição, subtração e multiplicação. Resultados: De forma consistente com os resultados do PISA, as crianças apresentaram dificuldades em todas as operações aritméticas investigadas. Mesmo após cinco anos de escolarização formal, menos da metade dos estudantes do 5º ano foi capaz de completar a tarefa envolvendo cálculos simples de adição, subtração ou multiplicação. Conclusões: Dessa forma, os resultados reforçam o argumento de que o uso exclusivo de um critério psicométrico pode não ser apropriado para o diagnóstico de discalculia no contexto de uma população com desempenho geral baixo, como no caso crianças brasileiras da presente amostra. Quando a maioria das crianças tem um desempenho aquém do esperado, torna-se difícil distinguir o desenvolvimento numérico atípico do típico. Portanto, outras abordagens diagnósticas, como Resposta à Intervenção, podem ser mais adequadas em tal contexto.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Brazilian students’ mathematical achievement was repeatedly observed to fall below average levels of mathematical attainment in international studies such as PISA. Objective: In this article, we argue that this general low level of mathematical attainment may interfere with the diagnosis of developmental dyscalculia when a psychometric criterion is used establishing an arbitrary cut-off (e.g., performance<percentile 10) may result in misleading diagnoses. Methods: Therefore, the present study evaluated the performance of 706 Brazilian school children from 3rd to 5th grades on basic arithmetic operations addition, subtraction, and multiplication. Results: In line with PISA results, children presented difficulties in all arithmetic operations investigated. Even after five years of formal schooling, less than half of 5th graders performed perfectly on simple addition, subtraction, or multiplication problems. Conclusions: As such, these data substantiate the argument that the sole use of a psychometric criterion might not be sensible to diagnose dyscalculia in the context of a generally low performing population, such as Brazilian children of our sample. When the majority of children perform poorly on the task at hand, it is hard to distinguish atypical from typical numerical development. As such, other diagnostic approaches, such as Response to Intervention, might be more suitable in such a context.
  • Phantom sensation and quality of life among patients with lower-limb amputations in the region of Juiz de Fora, Minas Gerais: a cross-sectional study Original Article

    Costa, Víctor de Oliveira; Teixeira, Fabrício Machado; Lopes, Thais Medeiros; Gomide, Henrique Pinto; Clemente, Patricia Cardoso; Moreira, Demóstenes

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. A amputação é um procedimento irreversível que gera consequências sociais, psicológicas e funcionais. A dor do membro fantasma ocorre entre 50 e 80% dos amputados, apresentando implicações na qualidade de vida. Objetivo: Avaliar a sensação, dor fantasma e qualidade de vida entre pacientes amputados. Métodos: Trata-se de um estudo transversal retrospectivo realizado na região de Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil. Os critérios de inclusão foram possuir pelo menos uma amputação de membro inferior e ser paciente de um dos hospitais referência para região. Vinte participantes foram incluídos nas análises. O questionário da pesquisa consistiu em itens, adaptados do Groningen Questionnaire Problems After Leg Amputation, que descrevem frequência e incômodo da sensação fantasma, dor fantasma, causas e nível da amputação, e questões sobre os tratamentos além do questionário qualidade de vida WHOQOL-BREF. Resultados: A maioria dos participantes era do sexo feminino (55%) com idade média de 55,6 (DP=14,8) anos. A maior frequência de amputação foi transfemural (65%), e o principal motivo da amputação foi o diabetes mellitus (40%). Com relação ao incômodo da sensação fantasma, 29% a classificou como moderado ou severa, e 15% alegou frequência diária desse fenômeno. Quanto {a dor fantasma, apenas 6% afirmou frequência diária. A qualidade de vida média dos participantes foi de 4,1 (DP=1,1) em 5 (cinco significa muito satisfeito), de acordo com a primeira questão do WHOQOL-BREF; o domínio físico apresentou a menor média 3,4 (DP=0,7). Conclusão: A sensação e dor fantasmas foram prevalentes nos entrevistados que apresentaram menor satisfação com o domínio físico da qualidade de vida.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. An amputation is an irreversible event that causes social, psychological, and functional consequences that reduces the quality of life of the amputee. Phantom pain generally is reported by 50 to 80% of amputees. Objective: To describe the pain and phantom sensation and quality of life among lower-limb amputees. Methods: This was a cross-sectional study carried out in the region of Juiz de Fora, state of Minas Gerais, Brazil. Inclusion criteria were being a patient in one of two hospitals in the region at the time of the interview and having at least one lower-limb amputation. A total of 20 amputees were included in the analysis. The interview questionnaire had items adapted from the Groningen Questionnaire Problems After Leg Amputation - describing the frequency and discomfort of phantom pain and sensation, causes and the level of the amputation, as well as the WHOQOL-BREF, for assessing quality of life. Results: Most participants were women (55%) and had a mean age of 55.6 years (SD=14.8). Femoral amputation was the most prevalent (65%), and diabetes (40%) was the main reason for amputation. 29% of amputees classified the phantom pain as moderate or severe, and 15% claimed daily frequency of this phenomenon. As for phantom pain, only 6% stated daily frequency. The mean quality of life was 4.1 (SD=1.1, five score means very satisfied), the physical domain of quality of life had the lowest mean (3.4, SD=0.7). Conclusions: Phantom sensation and pain were prevalent among lower-limb amputees who were, in general, less satisfied with their physical domain of quality of life.
  • DESCARTES and his project of a fantasized brain History Notes

    Engelhardt, Eliasz

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. O interesse pela anatomia data desde a mais remota antiguidade. Esse conhecimento foi adquirido por meio de dissecções em animais e cadáveres humanos, por muitos pesquisadores. A anatomia macroscópica de variadas estruturas do cérebro foi identificada com o passar dos séculos, e a substância sólida predominante foi vista como amorfa e destituída de qualquer função específica até o período do Renascimento. René Descartes, um personagem com uma mente brilhante e criativa, concebeu o cérebro, sua estrutura e função, de um modo distinto ao que era conhecido no seu tempo. Ele valorizou e deu à substância sólida, pela primeira vez, uma estrutura teórica formada por elementos minúsculos, relacionada a uma função presuntiva, baseada na presença da glândula pineal e dos espíritos animais, subjacentes às atividades cognitiva, sensorial e motora. Essa vista estrutural foi, de certa maneira, endossada pelos achados microscópicos de Marcello Malpighi, o que começou a modificar a compreensão do sistema nervoso.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Interest in anatomy dates from the earliest times. Such knowledge was acquired through dissections of animals and human corpses by many researchers. The macroscopic anatomy of the varied structures of the brain were identified over the centuries, and the predominating solid substance was seen as amorphous, and devoid of any specific function, until the Renaissance. René Descartes, a personage with a brilliant and creative mind, conceived the brain, its structure and function, in a distinct manner to what was known at his time. He valued the solid matter and gave it, for the first time, a theoretical minute structure, related to a presumptive function based on the presence of the pineal gland and the animal spirits, underlying cognitive, sensory and motor activities. Such structural view was endorsed, in a given sense, by the microscopic findings of Marcello Malpighi, which begun to change the understanding of the nervous system.
  • Cognitive-behavioral intervention for math anxiety in childhood: a case report Case Report

    Guimarães, Amanda Paola Lobo; Haase, Vitor Geraldi; Neufeld, Carmen Beatriz

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO A ansiedade matemática (AM) pode ser definida como sentimento de tensão e ansiedade ao se manipular estímulos numéricos. O comportamento de esquiva, típico da ansiedade, impede que a criança treine matemática, prejudicando seu desempenho. A terapia cognitivo-comportamental é uma abordagem com evidências robustas de eficácia no tratamento da ansiedade e, ao longo do tempo, diversos protocolos de intervenção foram desenvolvidos para esse distúrbio. Um protocolo infantil conhecido por sua eficácia é o Coping Cat, o qual inspirou a elaboração da intervenção para AM do presente estudo. N. L., 11 anos, foi classificada como superior em uma escala de AM. Após 12 sessões de intervenção individuais, ela alcançou escores médios na mesma escala. As técnicas utilizadas foram psicoeducação, respiração diafragmática, relaxamento, reestruturação cognitiva, treinamento de resolução de problemas e exposição.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Math anxiety (MA) is a feeling of dread, tension and anxiety when dealing with math situations. Avoidance behavior prevents children from learning math, impairing their performance. Cognitive behavioral therapy is an approach with robust evidence of efficacy in treating anxiety disorders. The Coping Cat, a protocol for treating anxiety disorders, inspired the MA intervention reported here. The participant was N. L., an 11-year-old female displaying math-related and math-unrelated anxiety symptoms. Outcome measures included arithmetic performance, and self-reports of general positive and negative affect and math-related self-perceived performance, attitude, unhappiness and anxiety. The therapeutic approach included psychoeducation, relaxation, diaphragmatic breathing, cognitive restructuring, problem-solving training and graded exposure. After 12 individual intervention sessions, there was an improvement in negative and positive affect, as well as an improvement in self-perceived performance and a decrease in MA.
  • Misoplegia and dementia: a case study Case Report

    Santos, Diogo Haddad; Ferreira, Yngrid Dieguez; Hora, Gilvan Guersoni; Freiras, Luiza Ramos de; Freitas, Paulo Henrique Maia de; Dutra, Bruna Garbugio; Gagliardi, Rubens José

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. Pacientes com lesões cerebrais podem apresentar atitudes anormais em relação a seus déficits. Um exemplo é a misoplegia, uma aversão excessiva em relação ao membro com déficit, podendo estar associado a ódio à paralisia e maus tratos verbais ou físicos contra os membros paralisados. Ainda há poucos estudos e relatos sobre esse distúrbio na literatura, evidenciando a importância de um relato de caso de um paciente portador de misoplegia e demência vascular.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Brain-damaged patients can develop abnormal attitudes towards their deficits. Misoplegia is one such example, involving exaggerated aversion to an impaired limb, sometimes associated with hatred of paresis and verbal or physical abuse directed at the paretic limb. Few studies or reports on this disorder are available in the literature, prompting the present case report of a patient with misoplegia and vascular dementia.
  • Errratum Errratum

Academia Brasileira de Neurologia, Departamento de Neurologia Cognitiva e Envelhecimento R. Vergueiro, 1353 sl.1404 - Ed. Top Towers Offices, Torre Norte, São Paulo, SP, Brazil, CEP 04101-000, Tel.: +55 11 5084-9463 | +55 11 5083-3876 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistadementia@abneuro.org.br | demneuropsy@uol.com.br