Dementia & Neuropsychologia, Volume: 16, Issue: 1, Published: 2022
  • Synchronous psychological interventions by videoconferencing for caregivers of people with dementia: an integrative review Views & Reviews

    Ayoub, Maryam Furlan; Souza, Yara Luana Pereira de; Almeida, Thiago de; Falcão, Deusivania Vieira da Silva

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. A pandemia da COVID-19 exigiu o desenvolvimento de intervenções psicológicas para apoiar as pessoas com demência e seus cuidadores no contexto de distanciamento social. No presente estudo, buscou-se investigar, sistematizar e apresentar resultados de pesquisas científicas produzidas nos últimos cinco anos sobre intervenções psicológicas online síncronas, por meio de videoconferência, com cuidadores informais de pessoas com demência. Para tanto, utilizaram-se as bases de dados PubMed, Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME) e Web of Science, por meio dos descritores “caregiver”, “dementia”, “online” e “intervention”. Foram incluídos na revisão seis estudos internacionais que demonstraram, em geral, que essa modalidade de intervenção é aceitável, viável e passível de promover efeitos positivos na saúde, na qualidade de vida e no bem-estar dos cuidadores. Identificou-se a relevância de estudos futuros investigarem intervenções online síncronas com a implementação de medidas de follow-up e grupo controle, a fim de agregar mais evidências da efetividade e da viabilidade desse tipo de intervenção terapêutica.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. The COVID-19 pandemic has created the need to develop psychological interventions to support people with dementia and their caregivers in the context of social distancing. This study sought to investigate, systematize, and report results of scientific studies published in the past 5 years on synchronous online psychological interventions using videoconferencing for informal caregivers of people with dementia. The PubMed, BIREME, and Web of Science databases were searched using the descriptors “caregiver,” “dementia,” “online,” and “intervention.” Six international studies were included in the review. Results demonstrated, in general, that this modality of intervention was acceptable, feasible, and promoted benefits for the health, quality of life, and well-being of caregivers. A need was identified for further studies investigating synchronous online interventions that include follow-up and a control group to further the evidence on the effectiveness and feasibility of this type of therapeutic intervention.
  • The impacts of visual Art Therapy for elderly with Neurocognitive disorder: a systematic review Views & Reviews

    Souza, Leonardo Brynne Ramos de; Gomes, Yasmin Cabral; Moraes, Márcia Goretti Guimarães de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. O envelhecimento é caracterizado pela redução das funções físicas, cognitivas e emocionais, possibilitando múltiplas perdas na qualidade de vida do idoso. Como situação clínica que possui comum associação com o envelhecimento patológico, o transtorno neurocognitivo, anteriormente chamado de demência, vem-se tornando epidemiologicamente mais relevante com o passar dos anos. Desse modo, a terapia pela arte surgiu recentemente como técnica alternativa para a abordagem desses indivíduos, com o objetivo de melhorar o estado cognitivo e emocional e a qualidade de vida. Objetivo: Analisar os efeitos da aplicação da terapia pela arte baseada em processos criativos visuais nos aspectos cognitivos e emocionais e na qualidade de vida em idosos com transtorno neurocognitivo. Métodos: Trata-se de uma revisão sistemática, realizada nas bases de dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), PubMed, Scientific Electronic Library Online (SciELO), Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (Bireme), Physiotherapy Evidence Database (PEDro), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs) e Scorpus, realizada entre dezembro de 2020 e abril de 2021. Foram incluídos ensaios clínicos controlados e não controlados em inglês, espanhol, francês e português, publicados entre 1970 e 2021, com enfoque em modalidades de produção de arte visual. Os artigos incluídos ao fim do processo de seleção foram avaliados metodologicamente pela escala PEDro de ensaios clínicos. Resultados: Catorze artigos foram obtidos ao fim da seleção. Treze tiveram desfecho estatisticamente significativo (p=<0,005) para qualidade de vida, funções cognitivas e emocionais após a intervenção com arte-terapia, sendo as intervenções mais usadas: elaboração de desenhos, pinturas e esculturas. Conclusões: Os resultados apontam para impactos significativos após a aplicação da arte-terapia em sua modalidade visual. No entanto, são necessários estudos com maior rigor metodológico para fortalecer as evidências apresentadas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Aging is characterized by a reduction in physical, cognitive, and emotional functions, allowing multiple losses in the quality of life of the elderly. As a clinical situation that has a common association with pathological aging, neurocognitive disorder, previously named dementia, has become epidemiologically more relevant over the years. Thus, art therapy has recently emerged as an alternative technique for approaching these individuals, with the aim of improving cognitive, emotional, and quality of life aspects. Objective: The objective of this study was to analyze the effects of the application of art therapy based on visual creative processes on cognitive, emotional, and quality of life aspects in elderly people with neurocognitive disorder. Methods: This was a systematic review, carried out using CAPES, PubMed, SciELO, Bireme, PEDro, LILACS, and Scorpus databases between December 2020 and April 2021. Controlled and uncontrolled clinical trials were included in English, Spanish, French, and Portuguese, published between 1970 and 2021, with a focus on modalities of visual art production. The articles included at the end of the selection process were evaluated methodologically by the PEDro Scale of clinical trials. Results: A total of 14 articles were obtained at the end of the selection. Of note, 13 articles had a statistically significant outcome (p≤0.005) for quality of life, cognitive, and emotional functions after intervention with art therapy, being the most used interventions, such as drawing, paintings, and sculptures. Conclusions: The results show significant impacts after the application of art therapy in its visual modality. However, studies with greater methodological rigor are needed to strengthen the evidence presented.
  • Random number generation and the ability of mentally reconstructing context in patients with organic amnesia Original Article

    Sousa, Nariana Mattos Figueiredo; Tudesco, Ivanda de Souza Silva; Bolognani, Silvia Adriana Prado; Batistela, Silmara; Bueno, Orlando Francisco Amodeo

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. Estudos que investigaram pacientes amnésicos demonstraram envolvimento do lobo temporal medial durante tarefas de memória de trabalho, especialmente quando vários itens ou características devem ser associados. No entanto, até o momento, não há estudos que tenham examinado a relação entre memória episódica e os subcomponentes da memória de trabalho em pacientes com amnésia por meio de avaliação neuropsicológica ampla. Objetivo: Investigar se a retenção nula está relacionada a déficits no buffer episódico ou nos componentes do executivo central da memória operacional. Métodos: Quinze pacientes amnésicos com etiologias mistas foram divididos em dois subgrupos: subgrupo NUL (n=7), de pacientes cuja pontuação bruta foi 0 (zero) na memória lógica tardia, e subgrupo MOR (n=8), de pacientes que recordaram pelo menos um item; além de 13 controles saudáveis pareados. O retentor episódico foi avaliado por tarefas de spam complexo e o executivo central com geração aleatória de números. Resultados: As tarefas do retentor episódico estavam prejudicadas em ambos os subgrupos em comparação com os controles. O teste de geração aleatória de números foi prejudicado em NUL (p=0,03), mas não no subgrupo MOR (p=0,99). Conclusões: O comprometimento do executivo central dificulta a ação do modo de recuperação, impedindo-o de iniciar a reconstrução mental do contexto em que a informação a ser lembrada foi apresentada, minutos antes.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Studies investigating amnesic patients have shown the involvement of the medial temporal lobe during working memory (WM) tasks, especially when multiple items or features have to be associated. However, so far, no study has examined the relationship between episodic memory and WM components in patients with amnesia for comprehensive neuropsychological evaluation. Objective: The objective of this study was to investigate whether the null retention relates to deficits in the episodic buffer (EB) or the central executive (CE) components of WM. Methods: This study included 15 amnesic patients with mixed etiologies and 13 matched healthy controls. These 15 amnesic patients with mixed etiologies were divided into two subgroups: NUL subgroup (n=7) patients whose raw score was 0 (zero) on the Logical Memory delayed recall test and MOR subgroup (n=8) patients who recalled at least 1 item. The EB was assessed by complex span tasks, and the CE was assessed by random number generation (RNG) test. Results: EB tasks were impaired in both subgroups compared with controls. RNG was impaired in NUL (p=0.03), but not in MOR (p=0.99), subgroup. Conclusions: CE impairment hampers the retrieval mode action, preventing it from initiating the mental reconstruction of the context in which the to-be-remembered information was presented minutes ago.
  • Association between cognitive performance and sarcopenic obesity in older adults with Alzheimer’s disease Original Article

    Cavazzotto, Timothy Gustavo; Campos, Caroline do Valle de; Mazur, Caryna Eurich; Silva, Danilo Fernandes da; Valério, Juliana Maria Silva; Vieira, Edgar Ramos; Silva, Weber Claudio Francisco Nunes da; Bonini, Juliana Sartori

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. A obesidade sarcopênica (SO), coocorrência de sarcopenia e obesidade, está associada à perda funcional, à fragilidade e à incapacidade em idosos. Recentemente, verificou-se que a SO está associada ao desempenho cognitivo reduzido em adultos. No entanto, não foram feitos estudos de SO em idosos com doença de Alzheimer (AD). Objetivo: Verificar a ocorrência de obesidade sarcopênica e fatores associados em 43 adultos idosos com doença de Alzheimer. Métodos: Aplicamos o miniexame do estado mental (MEEM) e a avaliação clínica da demência (CDR). A SO foi verificada utilizando a absorciometria de dupla emissão de raios X. Resultados: Foram classificadas cinco idosas com SO. As mulheres idosas tinham maior gordura corporal e menor massa muscular em comparação com os homens. Houve relação significativa, ajustada por idade e educação, entre gordura corporal e desempenho cognitivo apenas nos homens (r=0,65; p<0,01). Os homens com obesidade e com mais de 75 anos tiveram melhor desempenho cognitivo em comparação com os homens não obesos <75 anos (p=0,010) e com as mulheres com obesidade >75 anos (p=0,033). Conclusões: As mulheres com AD tinham maior gordura corporal e menor massa muscular do que os homens. A SO ocorreu em mulheres mais velhas com AD. Os homens com maior gordura corporal apresentaram melhor desempenho cognitivo, independentemente da idade e da educação.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Sarcopenic obesity (SO), the co-occurrence of sarcopenia and obesity, is associated with functional loss, frailty, and incapacity in older adults. Recently, SO was associated with reduced cognitive performance in adults. However, no SO studies have been done with older adults with Alzheimer’s disease (AD). Objective: The objective of this study was to verify the occurrence of SO and associated factors in 43 older adults with AD. Methods: We applied the Mini-Mental State Examination (MMSE) and Clinical Dementia Rating (CDR). SO was verified by using dual-emission X-ray absorptiometry. Results: We found five women with SO. Women had higher body fat and lower muscle mass compared with men. There was a significant relationship between body fat and cognitive performance only in men (r=0.65; p<0.01) adjusted by age and education. Men with obesity and aged >75 years had better cognitive performance compared with non-obese men aged <75 years (p=0.010) and women with obesity aged >75 years (p=0.033). Conclusions: Women with AD had higher body fat and lower muscle mass than men. SO occurs in older women with AD. Men with higher body fat showed better cognitive performance, independent of age and education.
  • Accumulated cognitive impairment, frailty, burden, and perceived stress and the risk of hospitalization and mortality in older caregivers Original Article

    Bregola, Allan Gustavo; Ottaviani, Ana Carolina; Luchesi, Bruna Moretti; Pavarini, Sofia Cristina Iost

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. Comprometimento cognitivo, fragilidade, estresse e sobrecarga, combinados, podem representar maior risco à saúde dos cuidadores. Objetivos: O objetivo do estudo foi analisar a influência da combinação dessas condições na ocorrência de hospitalizações e óbitos entre idosos cuidadores em um período de seguimento de quatro anos. Métodos: Estudo longitudinal na comunidade, com 351 idosos cuidadores submetidos a avaliação gerontológico-geriátrica em 2014, composta de avaliação da cognição (Miniexame do Estado Mental), fragilidade física (critérios do Cardiovascular Health Study), estresse percebido (Escala de Estresse Percebido) e sobrecarga do cuidado (Zarit Burden Interview). Em 2018, foram coletados dados sobre admissão hospitalar e mortalidade. Resultados: Trinta e três (12,6%) cuidadores faleceram. Entre os 228 cuidadores sobreviventes, 24% relataram ter utilizado os serviços hospitalares no ano anterior. A hospitalização foi associada com comprometimento cognitivo coocorrendo com fragilidade (p=0,05), estresse (p=0,03) e sobrecarga (p=0,01), bem como fragilidade coocorrendo com estresse (p=0,04). Considerando-se os efeitos singulares, a taxa de mortalidade foi maior entre cuidadores frágeis (33,3%), seguidos daqueles com comprometimento cognitivo (23,1%) e alto nível de percepção de estresse (20,4%). Considerando-se as condições acumuladas, a mortalidade foi maior entre cuidadores idosos frágeis com comprometimento cognitivo (43,8%), seguidos por aqueles com alto nível de estresse percebido e comprometimento cognitivo (32,4%). Conclusões: A investigação dos efeitos acumulados é importante para a identificação de cuidadores de idosos potencialmente vulneráveis, bem como para o gerenciamento e o monitoramento do cuidado, para a saúde e a independência daqueles que cuidam de outros idosos.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Combination of cognitive impairment, frailty, perceived stress, and excessive burden poses a risk to the health of caregivers. Objectives: This study aimed to investigate the influence of the combination of these conditions on the occurrence of hospitalizations and deaths among older caregivers in a 4-year follow-up period. Methods: This is a longitudinal study in the communities with 351 older caregivers who underwent gerontological and geriatric evaluations in 2014 and completed cognitive (Mini-Mental State Examination), physical frailty (Cardiovascular Health Study criteria), perceived stress (Perceived Stress Scale), and care burden (Zarit Burden Interview) assessments. In 2018, data on hospitalization and mortality were collected. Results: As a result, 32 (12.6%) caregivers had deceased. Among the 228 survived caregivers who were reevaluated, 24% reported using hospital services in the previous year. Mean length of hospital stay was 3 days (range: 1–22 days). Hospitalization was associated with cognitive impairment co-occurring with frailty (p=0.05), stress (p=0.03), burden (p=0.01), and frailty co-occurring with stress (p=0.04). Considering singular effects, the mortality rate (33.3%) was higher among frail caregivers, followed by those with cognitive impairment (23.1%) and a high level of perceived stress (20.4%). Considering accumulative conditions, mortality rate (43.8%) was higher among frail older caregivers with cognitive impairment, followed by those with a high level of perceived stress and cognitive impairment (32.4%). Conclusions: The investigation of accumulated effects is important to the identification of potentially vulnerable older caregivers as well as the management and monitoring of the care, health, and independence of those who provide care for other older adults.
  • Prevalence of cognitive impairment in HIV patients: vertical and horizontal transmission Original Article

    Gascón, Maria Rita Polo; Terra, Cauê Peter da Cruz; Guerra, Hestela de Lima; Gualqui, Carolina Fernandes; Lucia, Mara Cristina Souza De; Benute, Glaucia Rosana Guerra; Fonseca, Luiz Augusto Marcondes; Casseb, Jorge; Vidal, Jose Ernesto; Oliveira, Augusto César Penalva de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. O tratamento antirretroviral tem aumentado significativamente a sobrevida de pacientes contaminados pelo HIV-1. Entretanto, com o aumento da sobrevida, observam-se frequentemente alterações cognitivas associadas ao HIV nessa população. As manifestações clínicas das alterações do HIV podem variar em decorrência de diversos aspectos, entre eles a via de transmissão do vírus. Diversos estudos têm apontado alterações neurológicas prematuras em pacientes contaminados por via vertical, enquanto a manifestação de danos cognitivos em adultos pode levar um tempo maior. Objetivo: O objetivo deste estudo foi verificar a prevalência das alterações cognitivas em pacientes com HIV via transmissão vertical após a era da terapia antirretroviral altamente ativa e o desempenho cognitivo desses pacientes comparado ao de um grupo de pacientes contaminados por via sexual. Métodos: Foram avaliados 48 pacientes, sendo 25 com transmissão vertical e 23 com transmissão sexual no período entre maio de 2013 e fevereiro de 2015, no Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Foram aplicados testes neuropsicológicos para avaliar o desempenho cognitivo, escalas para avaliar sintomas de ansiedade e depressão e questionário sociodemográfico. Resultados: Os resultados demonstraram que a frequência de comprometimento cognitivo em pacientes contaminados via transmissão vertical foi maior do que naqueles contaminados via transmissão sexual. Conclusões: Essas descobertas sugerem que os efeitos deletérios do vírus HIV na formação do sistema nervoso central repercutem de forma mais acentuada do que em pacientes que o adquiriram após a vida adulta.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Antiretroviral treatment has significantly increased the survival of patients infected with HIV-1. However, with increased survival, cognitive changes associated with HIV are frequently observed in this population. The clinical manifestations of HIV changes can vary as a result of several aspects, including the virus transmission route. Several studies have pointed out premature neurological changes in vertically infected patients, while the manifestation of cognitive damage in adults may take a longer time. Objective: The aim of this study was to verify the prevalence of cognitive changes in patients with HIV via vertical transmission after the highly active antiretroviral therapy and the cognitive performance of these patients compared to a group of sexually infected patients. Methods: A total of 48 patients were evaluated, 25 with vertical transmission and 23 with sexual transmission, between May 2013 and February 2015 at the Institute of infectology Emilio Ribas. Neuropsychological tests were applied to assess cognitive performance, scales to assess symptoms of anxiety and depression, and sociodemographic questionnaire. Results: The results demonstrate that the frequency of cognitive impairment in vertically transmitted patients was higher than in sexually transmitted patients. Conclusions: These findings suggest that the deleterious effects of the HIV virus on the development of the central nervous system reverberate more strongly than in patients who acquire it after adulthood.
  • Accuracy of two prognostic indexes to predict mortality in older adults with advanced dementia Original Article

    Lopes, Beatriz Noele Azevedo; Garcez, Flavia Barreto; Suemoto, Claudia Kimie; Morillo, Lilian Schafirovits

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. Demência é uma causa de incapacidade e dependência em idosos. A avaliação prognóstica na fase avançada é desafiadora. Objetivo: Avaliar a acurácia dos índices de Charlson e Carey na predição de mortalidade em até três anos de idosos com demência avançada. Métodos: Estudo de coorte retrospectiva que incluiu 238 pacientes acompanhados em ambulatório especializado em um país de renda média, com idade ≥60 anos e demência avançada classificada como estágio ≥6A pela escala Functional Assessment Staging (FAST). Foram excluídos pacientes com dados incompletos para análise. Realizou-se revisão da primeira consulta, que consiste em entrevista com dados clínicos, sociodemográficos e funcionais utilizados para calcular a probabilidade de óbito em três anos, de acordo com os índices. Foram usados modelos de risco proporcional de Cox para avaliar as associações de mortalidade por todas as causas com os dois índices, ajustados para variáveis sociodemográficas. As discriminações dos dois modelos foram comparadas usando o cálculo C de Harrell. Para a calibração, foram calculadas as diferenças absolutas entre os riscos observados e preditos por cada um dos índices. Resultados: Foram avaliados 238 pacientes, com média de idade de 80,5±7,8 anos, 36% do sexo masculino. A mediana do tempo de acompanhamento foi de 1,8 anos (intervalo interquartil=0,05–3,0). A taxa de mortalidade por todas as causas em três anos foi de 50% (119 óbitos). O índice de Carey foi associado à mortalidade, mas o de Charlson não. Um aumento de 1 ponto no Carey foi relacionado a aumento de 15% no risco de morte (hazard ratio [HR]=1,15, intervalo de confiança [IC95%] 1,06–1,25, p=0,001), mesmo após ajuste para variáveis sociodemográficas. A acurácia do índice de Charlson foi de 0,55 (IC95% 0,49–0,60) e a do índice de Carey de 0,60 (IC95% 0,52–0,62), sem diferença significativa na discriminação (p=0,44). Ambos os índices tiveram performances insatisfatórias na discriminação e na calibração. Conclusões: O índice de Carey foi associado à mortalidade, porém esse resultado não foi encontrado para o índice de Charlson. Ambos os índices tiveram desempenho insatisfatório na discriminação e na calibração para predizer a mortalidade em três anos em pacientes com demência avançada, o que indica que esses escores não são recomendados para predizer a mortalidade nessa população.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Dementia is a cause of disability among older adults. Accessing advanced dementia prognosis is a challenge. Objective: The objective of this study was to evaluate the accuracy of the Charlson and Carey indexes in predicting 3-year survival of older adults with advanced dementia. Methods: This is a retrospective cohort study of 238 patients aged ≥60 years with advanced dementia from an outpatient clinic and classified as stage ≥6A by using the Functional Assessment Staging scale. We excluded patients with missing data. We reviewed the semi-structured interview (clinical, sociodemographic, and functional data) from the baseline visit. This information was used to calculate 3-year mortality risks according to the Charlson and Carey indexes. We used Cox proportional hazard models to evaluate the associations of all-cause mortality with both indexes, adjusted for sociodemographic variables. We used Harrell’s C measure to determine the discrimination. We calculated the absolute differences between observed and predicted 3-year mortality risks for each index for calibration. Results: In 238 patients, the average age was 80.5±7.8 years, with 36% being men. The median follow-up time was 1.8 years (0.05–3.0). The 3-year all-cause mortality rate was 50% (119 deaths). The Carey index was associated with mortality, with one point increase related to a 15% increase in the mortality risk (hazard ratio [HR]=1.15, 95% confidence interval (95%CI) 1.06–1.25, p=0.001), even after adjustment. Accuracy for the Charlson index and Carey index was 0.55 (95%CI 0.49–0.60) and 0.60 (95%CI 0.52–0.62), respectively, with no difference between them (p=0.44). Conclusions: Both indexes had poor discrimination and calibration performances in predicting 3-year mortality in patients with advanced dementia.
  • Cortisol Reactivity to a physical stressor in Patients with Depression and Alzheimer's disease Original Article

    Beserra, Ana; Oliveira, Bruno; Portugal, Eduardo; Dutra, Patrícia; Laks, Jerson; Deslandes, Andrea; Moraes, Helena

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. A doença de Alzheimer (DA) e o transtorno depressivo maior (TDM) são transtornos que acometem idosos e estão associadas ao estresse crônico e à desregulação do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (HPA), que repercute em alterações nos níveis de cortisol (basal e reatividade). Objetivo: Investigar a reatividade do cortisol em uma única sessão de exercício físico em pacientes com TDM e com DA e compará-la com a de idosos saudáveis. Métodos: Indivíduos controle saudáveis (n=10) e idosos com diagnóstico clínico de TDM (n=08) e DA (n=13) foram submetidos a uma única sessão de exercício aeróbio em esteira rolante, durante 30 minutos, em intensidade moderada. O cortisol salivar foi coletado antes e depois do estressor agudo. Na estatística, foram realizadas as análises de variância (ANOVA) de medidas repetidas, correlação de spearman e regressão linear. Resultados: Não foi encontrada interação para momento x grupo [F (2.000, 28.000)=1.285; p=0,293] e tampouco efeito para o grupo (F=0,323; p=0,727). Todavia, foi observado efeito significativo para o momento [F(1,000, 28,000)=4,930; p=0,035], mostrando diminuição dos níveis de cortisol no pós-exercício para todos os grupos. O tamanho do efeito (TE) foi considerado pequeno para o grupo TDM (d=0,402) e trivial para o DA (d=0,166) e o saudável (d=0,090). Conclusões: Todos os participantes apresentaram diminuição da reatividade do cortisol a um estressor físico, o que pode estar associado a um comprometimento no enfrentamento de um estressor agudo.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Some prevalent mental disorders in the elderly, such as Alzheimer's disease (AD) and major depression disorder (MDD), are associated with chronic stress and consequently with possible dysregulation of hypothalamic–pituitary–adrenal (HPA) axis and cortisol levels in basal conditions or in the reactivity of an acute stressor. However, evidence of cortisol behavior after a physical stressor in patients with AD and MDD is scarce. Objective: This study aimed to investigate the cortisol reactivity to a single session of physical exercise in patients with MDD and AD and compare it to healthy control (HC) older individuals. Methods: HC individuals (n=10) and elderly with clinical diagnostic of MDD (n=08) and AD (n=13) were submitted to a single bout of aerobic exercise in a treadmill during 30 minutes of moderate intensity. Salivary cortisol was collected before and after acute stressor. A repeated-measure analysis of variance (ANOVA), spearman correlation, and linear regression were performed. Results: The repeated-measure ANOVA revealed no interaction for cortisol on the moment×group [F(2.000, 28.000)=1.285; p=0.293] and no effect for group (F=0.323; p=0.727). However, a significant effect for moment [F(1.000, 28.000)=4.930; p=0.035] was found, with a decreased cortisol levels in postexercise for all groups. The effect size (ES) of cortisol reduction was small for patients with MDD (d=0.402) and trivial for patients with AD (d=0.166) and HC group (d=0.090). Conclusions: All participants show a decreased cortisol reactivity to a physical stressor, which can be associated with an impairment in coping with an acute stressor.
  • Standardization and diagnostic utility of the Frontal Assessment Battery for healthy people and patients with dementia in the Chilean population Original Article

    Grandi, Fabrissio; Martínez-Pernía, David; Parra, Mario; Olavarria, Loreto; Huepe, David; Alegria, Patricia; Aliaga, Álvaro; Lillo, Patricia; Delgado, Carolina; Tenorio, Marcela; Rosas, Ricardo; López, Oscar; Becker, James; Slachevsky, Andrea

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. A Bateria de Avaliação Frontal (FAB) é um teste de rastreio que mede as funções executivas. Embora esse instrumento tenha sido validado em vários países, sua utilidade diagnóstica em uma população chilena ainda não foi estudada. Objetivos: (1) Adaptar a FAB para uma população chilena; (2) estudar as propriedades psicométricas da FAB em uma população chilena; (3) avaliar a influência sociodemográfica no desempenho da FAB em uma amostra de controles saudáveis; e (4) desenvolver dados normativos para este último grupo. Métodos: Um grupo controle saudável (n=344) e um grupo de pacientes com demência (n=156) foram avaliados com a versão chilena da FAB. Resultados: A FAB apresentou boa consistência interna (alfa de Cronbach=0,79) e validade aceitável com base na relação com outras variáveis. A análise fatorial mostrou a unidimensionalidade do instrumento. Diferenças significativas foram encontradas no valor total da FAB entre os grupos controle saudável e demência. Com a amostra pareada, o ponto de corte estabelecido foi de 13,5, que apresentou sensibilidade de 80,8% e especificidade de 90,4%. A análise de regressão mostrou que a escolaridade e a idade predisseram significativamente o desempenho da FAB no grupo saudável. Finalmente, os dados normativos são fornecidos. Conclusões: O presente estudo mostrou que a FAB é uma ferramenta útil para discriminar entre pessoas saudáveis e aquelas com demência. No entanto, mais estudos são necessários para explorar a capacidade do instrumento para caracterizar a síndrome disexecutiva em pessoas com demência na população chilena.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. The Frontal Assessment Battery (FAB) is a screening test that measures executive functions. Although this instrument has been validated in several countries, its diagnostic utility in a Chilean population has not been studied yet. Objectives: This study aimed to (1) adapt FAB in a Chilean population; (2) study the psychometric properties of the FAB in a Chilean population; (3) assess the sociodemographic influence in the performance of the FAB in a sample of healthy controls (HC); and (4) develop normative data for this healthy group. Methods: A HC (n=344) and a group of patients with dementia (n=156) were assessed with the Chilean version of FAB. Results: FAB showed good internal consistency (Cronbach's alpha=0.79) and acceptable validity based on the relationship with other variables. Factor analysis showed the unidimensionality of the instrument. Significant differences were found in the total FAB value between the HC and dementia groups. With the matched sample, the established cutoff point was 13.5, showing a sensitivity of 80.8% and a specificity of 90.4%. Regression analysis showed that education and age significantly predicted FAB performance in the healthy group. Finally, normative data are provided. Conclusions: This study shows that FAB is a useful tool to discriminate between healthy people and people with dementia. However, further studies are needed to explore the capacity of the instrument to characterize the dysexecutive syndrome in people with dementia in the Chilean population.
  • Translation, cross-cultural adaptation, and validity of the Brazilian version of the Cognitive Function Instrument Original Article

    Studart-Neto, Adalberto; Moraes, Natália Cristina; Spera, Raphael Ribeiro; Merlin, Silvia Stahl; Parmera, Jacy Bezerra; Jaluul, Omar; SanchesYassuda, Mônica; Brucki, Sonia Maria Dozzi; Nitrini, Ricardo

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. O declínio cognitivo subjetivo (DCS) é definido como uma autopercepção de um comprometimento cognitivo progressivo, não detectado objetivamente por meio de testes neuropsicológicos. O Alzheimer's Disease Cooperative Study desenvolveu o instrumento de função cognitiva (IFC) para avaliar indivíduos com DCS. O IFC existe em duas versões, uma do paciente e outra do acompanhante. Objetivo: O objetivo deste estudo foi traduzir para o português brasileiro, fazer uma adaptação transcultural e validar a versão brasileira do IFC. Métodos: O processo de tradução e adaptação transcultural consistiu em seis etapas, e a versão preliminar foi respondida por uma amostra de voluntários recrutados entre os cuidadores de pacientes de um ambulatório de Neurologia Cognitiva. Por fim, a versão brasileira final do IFC foi aplicada a idosos sem demência, que foram divididos naqueles com e sem DCS de acordo com a resposta “sim” à questão: “Você sente que a sua memória está piorando?”. Resultados: A versão final do IFC mostrou alto nível de aceitabilidade como ferramenta de avaliação em idosos sem demência. Os participantes com DCS tiveram pontuações mais altas na versão do paciente em comparação com aqueles sem queixas. Nas análises da curva característica de operação do receptor (ROC), a área sobre a curva da versão do paciente foi de 0,865 (intervalo de confiança [IC95%] 0,779–0,951) e a pontuação de corte de 2,0 foi a que melhor distinguiu o grupo com DCS dos controles, com sensibilidade de 73,3% e especificidade de 81,5%. Conclusões: O IFC mostrou-se um instrumento de boa acurácia e de fácil aplicabilidade para identificar idosos com DCS.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Subjective cognitive decline (SCD) is defined as a self-perception of a progressive cognitive impairment, which is not detected objectively through neuropsychological tests. The Alzheimer's Disease Cooperative Study developed the Cognitive Function Instrument (CFI) to evaluate individuals with SCD. The CFI consists of two versions, namely, a self-report and a partner report. Objective: This study aimed to translate CFI into Brazilian Portuguese, perform a cross-cultural adaptation, and validate the Brazilian version. Methods: The translation and transcultural adaptation process consisted of six stages, and the preliminary version was answered by a sample of individuals recruited among the patients’ caregivers from a cognitive neurology outpatient clinic. Finally, the final Brazilian version of the CFI was applied to a sample of nondemented older adults to validate the instrument, which was divided into with and without SCD, according to the answer “yes” for the question: “Do you feel like your memory is becoming worse?”. Results: The final version of CFI showed a high level of acceptability as an assessment tool in nondemented older adults. Participants with SCD had higher scores in the CFI self-report compared with those without complaints. In the receiver operating characteristic curve analysis, the area under the curve of the CFI self-report was 0.865 (95% confidence interval 0.779–0.951), and the cutoff score of 2.0 was the one that best distinguished the SCD group from the control group, with a sensitivity of 73.3% and a specificity of 81.5%. Conclusions: CFI proved to be an instrument with good accuracy and easy applicability to identify older adults with SCD.
  • A new diagnostic approach in Alzheimer's disease: The critical flicker fusion threshold Original Article

    Abiyev, Azar; Yakaryılmaz, Funda Datlı; Öztürk, Zeynel Abidin

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. A doença de Alzheimer (DA) é a causa mais comum de demência em idosos. Embora o tratamento da DA ainda seja insuficiente mesmo com todos os desenvolvimentos recentes, a detecção precoce e o tratamento no estágio inicial da doença têm demonstrado maior benefício clínico. Objetivo: Neste estudo, nosso objetivo foi usar o teste Critical Flicker Fusion Threshold (CFF) para diagnosticar a DA em estágio inicial. Métodos: Foram incluídos 120 pacientes e 50 controles em ambulatório de geriatria, com diagnóstico de DA inicial e moderada e acima de 65 anos. Os 58 pacientes restantes e 25 voluntários saudáveis foram submetidos a avaliação geriátrica abrangente e ao CFF. Resultados: A média de CFF do grupo AD foi significativamente menor do que a do grupo controle (36,44±7,00 vs. 44,24±3,82, p<0,001, respectivamente). Houve diferença significativa na pontuação do Miniexame do Estado Mental (MMSE) em ambos os grupos (18,05±5,25 vs. 25,96±2,85, p<0,001, respectivamente). Também houve correlação positiva entre o valor CFF e o escore MMSE (p<0,001, r=0,459). Trinta e quatro estavam no estágio inicial e 24 estavam no estágio moderado do grupo DA. Houve diferença significativa nos valores de CFF entre os três grupos quando comparamos os pacientes com DA inicial e moderada e os grupos controle (p<0,001). O valor médio de CFF em pacientes com DA em estágio inicial foi de 37,93±7,33 e de 34,97±7,43 nos pacientes em estágio moderado. As médias de idade, sexo, escolaridade e número de medicamentos usados não apresentaram diferença estatisticamente significativa entre os dois grupos (p>0,05). O valor de corte para a variável CFF foi determinada como 39 Hz (p<0,001; área sob a curva — AUC=0,852; sensibilidade=70,69% [intervalo de confiança de 95%— IC95% 57,3–81,9]; especificidade=92,00% [IC95% 74,00–99,00]). Conclusões: Há diferença significativa entre os valores médios de CFF do grupo de DA e do grupo saudável. O CFF pode desempenhar um papel importante no diagnóstico de DA no estágio inicial.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Alzheimer's disease (AD) is the most common cause of dementia in the elderly. Although AD treatment is still insufficient despite all the recent developments, detection and treatment in the early stage of disease have provided more clinical benefits. Objective: In this study, we aimed to use the critical flicker fusion (CFF) threshold test to diagnose AD in the early stage. Methods: In this study, 120 patients (above 65 years of age) and 50 control groups who were admitted to geriatrics outpatient clinic and diagnosed in early- and middle-stage AD were included. The remaining 58 patients and 25 healthy volunteers underwent comprehensive geriatric assessment and CFF testing. Results: The mean CFF value of AD group was significantly lower than the control group (36.44±7.00 vs. 44.24±3.82, p<0.001, respectively). There was a significant difference in standardized mini-mental state examination (MMSE) score in both groups (18.05±5.25 vs. 25.96±2.85, p<0.001, respectively). There was also a positive correlation between CFF value and MMSE score (p<0.001, r=0.459). Thirty-four patients were in the early-stage AD group and 24 patients were in the middle-stage AD group. There was a significant difference in CFF values between the three groups when we compared the patients in early- and middle-stage AD and control groups (p<0.001). The mean CFF values in patients with early- and middle-stage AD were 37.93±7.33 and 34.97±7.43, respectively. The mean age, gender, education level, and the number of drugs used did not show a statistically significant difference in both groups (p>0.05). The cutoff value for the CFF variable was determined as 39 Hz [p<0.001; area under the curve (AUC)=0.852; sensitivity=70.69% (95% confidence interval [95%CI] 57.3–81.9); specificity=92.00% (95%CI 74.00–99.00)]. Conclusions: There is a significant difference in mean CFF values between AD and healthy groups. CFF testing may play an important role in diagnosing AD in the early stage.
  • Educational status, testosterone replacement, and intelligence outcomes in Klinefelter syndrome Original Article

    Simonetti, Luciane; Silva, Magnus Regios Dias da; Mello, Claudia Berlim de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. A maioria dos casos de hipogonadismo hipergonadotrófico masculino associado à infertilidade pode ser atribuída a uma única condição genética — a síndrome de Klinefelter (KS). A ampla variabilidade fenotípica dessa doença está frequentemente associada a linhagens de mosaico 47,XXY e também à reposição de testosterona. O diagnóstico e o tratamento precoces têm sido associados a melhores desfechos em termos de cognição e inteligência, mas o escopo dessa influência requer maior investigação. Objetivo: Este estudo investigou o perfil de inteligência de uma coorte de pacientes com KS, considerando a influência do nível educacional e das variáveis clínicas. Métodos: Vinte e nove indivíduos (9–65 anos) foram submetidos a medidas de quociente de inteligência (escalas Wechsler) e de comportamento adaptativo (escala Vineland-II). A análise de regressão linear considerou o nível educacional dos participantes e variáveis clínicas (comorbidades, uso de testosterona) como preditores e desempenho intelectual e comportamento adaptativo como desfechos. Resultados: Os resultados mostraram escores que variaram de deficiência intelectual à faixa média (82,5+15,8). Houve diferenças significativas entre os quocientes de inteligência de adultos e crianças e entre os índices verbais e não verbais. O nível educacional influenciou tanto o quociente de inteligência quanto o comportamento adaptativo. A terapia de reposição de testosterona e a ausência de convulsões influenciaram apenas o comportamento adaptativo. . Conclusões: Sendo assim, nível educacional e terapia hormonal podem estar seletivamente implicados na variabilidade intelectual na KS.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Most male hypergonadotropic hypogonadism associated with infertility can be attributed to a single genetic condition such as Klinefelter syndrome (KS). This disease's wide phenotypic variability is frequently associated with mosaic 47,XXY lineages and testosterone replacement. Early diagnosis and treatment have been associated with better cognitive and intellectual outcomes, but the scope of this influence requires further investigation. Objective: This study aimed to investigate the intelligence profile of a cohort of patients with KS, considering the influence of educational level and clinical variables. Methods: Twenty-nine (9–65 years) individuals were submitted to the measures of intelligence quotient (IQ) (Wechsler's Scales) and adaptive behavior (Vineland-II). Linear regression analysis included the participants’ educational level and clinical variables (i.e., comorbidities and use of testosterone) as predictors and intellectual performance and adaptive behavior as outcomes. Results: Scores varied from intellectual deficiency to average ranges (82.5+15.8). There were significant differences between adult's and children's IQ and between verbal and nonverbal indexes. The level of education predicted both IQ and adaptive behavior. Testosterone replacement therapy and absence of seizures predicted only adaptive behavior. Conclusions: The level of education and hormonal therapy can be selectively implicated in the intellectual variability in KS.
  • Working memory and arithmetic impairments in children with FMR1 premutation and gray zone alleles Original Article

    Martins, Aline Aparecida Silva; Paiva, Giulia Moreira; Matosinho, Carolina Guimarães Ramos; Coser, Elisângela Monteiro; Fonseca, Pablo Augusto de Souza; Haase, Vitor Geraldi; Carvalho, Maria Raquel Santos

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. Mutações expansivas no gene FMR1 têm sido associadas a diferentes fenótipos. Mutações completas estão associadas a deficiência intelectual e transtorno do espectro do autismo; pré-mutações, com dificuldades de aprendizagem de matemática e comprometimentos de memória de trabalho. Na zona cinzenta o desenvolvimento neuropsicológico ainda não foi descrito. Objetivos: Descrever a frequência de alelos pré-mutados e zona cinzenta em uma amostra escolar que representa amplo espectro de variação do desempenho em Matemática e detalhar o desempenho escolar e cognitivo em crianças identificadas com alelos pré-mutados ou zona cinzenta. Métodos: Aqui, descrevemos um estudo de duas fases. Na primeira fase, 2.195 crianças em idade escolar foram selecionadas para desempenho em Matemática. Na segunda fase, 378 crianças com inteligência normal foram avaliadas neuropsicologicamente e, em seguida, por genotipagem FMR1. Resultados: Tiveram desempenho abaixo do percentil 25 em Matemática (grupo DM) 121 crianças (61 meninas), e tiveram desempenho acima do percentil 25 (grupo controle) 257 crianças (146 meninas). Quatro alunos apresentaram alelos expandidos, sendo uma pré-mutação e três alelos da zona cinza. A menina com a pré-mutação e um menino com o alelo da zona cinza apresentaram prejuízos na memória de trabalho e desempenho aritmético abaixo do percentil 6, compatíveis com o diagnóstico de discalculia do desenvolvimento. As dificuldades dessas crianças não foram associadas à imprecisão de representações não simbólicas de números ou deficiências de alfabetização. A discalculia nessas crianças parece estar associada principalmente a deficiências da memória de trabalho. Conclusões: Em conclusão, expansões na zona cinzenta do FMR1 podem contribuir para a discalculia em crianças saudáveis com inteligência normal.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Expansive mutations in familial mental retardation 1 (FMR1) gene have been associated with different phenotypes. Full mutations are associated with intellectual disability and autism spectrum disorder; premutations are associated with math learning difficulties and working memory impairments. In gray zone, neuropsychological development has not yet been described. Objectives: This study aimed to describe the frequency of FMR1 premutation and gray zone alleles in a school population sample representing a broad spectrum of variation in math achievement and detail school achievement and cognitive performance in the children identified with FMR1 premutation or gray zone alleles. Methods: We described a two-phase study. In the first phase, 2,195 school-age children were screened for math achievement. In the second phase, 378 children with normal intelligence were neuropsychologically assessed and genotyped for FMR1. Of these, 121 children (61 girls) performed below percentile 25 in mathematics (MD group) and 257 children (146 girls) performed above percentile 25 (control group). Results: Four pupils presented expanded alleles, one premutation and three gray zone alleles. The girl with the premutation and one boy with a gray zone allele presented impairments in working memory and arithmetic performance below percentile 6, compatible with the diagnosis of developmental dyscalculia. These children’s difficulties were not associated with inaccuracy of nonsymbolic number representations or literacy impairments. Dyscalculia in these children seems to be associated mainly with working memory impairments. Conclusions: FMR1 expansions in the gray zone may contribute to dyscalculia in otherwise healthy and normally intelligent children.
  • Introduction of Induction Heating is too late for older residents with difficulty in handling fire Original Article

    Kato, Yuriko; Oonuma, Jiro; Suzuki, Mayumi; Meguro, Kenichi

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. Erros no manuseio de artigos domésticos muito aquecidos, por exemplo, panelas, podem resultar em acidentes graves, que podem ser causados por diminuição da atenção ou de funções executivas. Objetivo: Manuais de várias cidades sugerem simplesmente o uso de fogões de aquecimento por indução (FAI), mas esses aparelhos requerem uma operação complexa, com necessidade de uso de diversos botões. No entanto, nenhum estudo anterior examinou a dificuldade de operação de FAI em adultos mais velhos. Métodos: Foram examinados 166 residentes de Wakuya, Japão, com mais de 75 anos, entre os quais 66 participantes com classificação clínica de demência (CDR) 0 (saudável), 79 CDR 0,5 (demência muito leve) e 21 CDR 1+ (demência). Em função do risco de queimadura, eles foram classificados nos grupos “alto,“ “baixo risco” e “sem risco”. Solicitou-se que realmente utilizassem o FAI como parte do exame. Os participantes que passaram em todos os procedimentos foram classificados como “bons usuários”, enquanto os demais foram classificados como “usuários fracos”. As funções cognitivas e executivas globais foram avaliadas por meio do Miniexame do Estado Mental (MEEM), do Teste de Trilha A e do Teste Dígito-Símbolo (DS), respectivamente. Resultados: As proporções de “bons usuários” nos grupos CDR 0, CDR 0,5 e CDR 1+ foram 7 (10,6%), 6 (7,3%) e 0 (0%), respectivamente. Para os grupos CDR 0 e CDR 0,5, os “bons usuários” tiveram pontuações mais altas no MEEM e no DS em comparação com os “usuários fracos”. Conclusões: A introdução de FAI é muito tardia para o grupo de “alto risco”. Uma vez que o FAI requer uma operação complicada com o uso de botões, o seu manuseio pode ser difícil para os residentes mais velhos. A função executiva pode ser examinada para a detecção precoce de erros de manuseio de aparelhos domésticos que podem causar acidentes.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. Handling errors with household flammables, for example pan burning, may result in serious accidents, which may be caused by decreased attention or executive function. Objective: The manuals by several cities simply suggest the use of induction heating (IH) cookers. However, it requires complicated operation of buttons. Furthermore, no previous studies have examined the difficulty of IH operation in older adults. Methods: We examined 166 residents aged 75+ years in Wakuya, consisting 66 Clinical Dementia Rating (CDR) 0 (healthy), 79 CDR 0.5 (very mild dementia), and 21 CDR 1+ (dementia) participants. Based on fire accident, they were classified into “high-risk,” “low-risk,” and “safety” groups. They were asked to actually use an IH as an examination. The participants who passed all procedures were classified as “good users,” and the remaining who failed were classified as “poor users.” Their overall cognitive and executive functions were assessed using the Mini-Mental State Examination (MMSE) and Trail Making Test A and Digit Symbol (DS), respectively. Results: The proportions of “good users” in the CDR 0, CDR 0.5, and CDR 1+ groups were 7 (10.6%), 6 (7.3%), and 0 (0%), respectively. For the CDR 0 and CDR 0.5 group, the good users had higher scores on the MMSE and DS than do the poor users. Conclusions: The introduction of IH is too late for “high-risk group.” Since the IH cooker requires complicated operation of buttons, they may be difficult for older residents to handle. Executive function may be examined for early detection of handling errors with household flammables.
  • Influence of COVID-19 quarantine on the health of adults with mild cognitive impairment Original Article

    Garavito, Laura Natalia Calceto; Santos, Jasmín Bonilla; Hernández, Alfredis González; Cala-Martínez, Dorian Yisela; Morales, Duván Fernando Gómez

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO. COVID-19 é uma doença infecciosa declarada pela Organização Mundial da Saúde como emergência de saúde pública de interesse internacional. Objetivo: O objetivo deste artigo é determinar as condições de saúde física, psicológica, social e de humor na quarentena de COVID-19 em adultos com comprometimento cognitivo leve. Métodos: A amostra foi composta de 129 participantes, a maioria saudável, mas alguns com comprometimento cognitivo leve. Os dados foram coletados por meio de questionário e da escala de depressão geriátrica de Yesavage, aplicada por meio de ligações telefônicas no período de abril a junho de 2020. Resultados: Diferenças estatisticamente significantes foram encontradas nas mudanças nos hábitos de sono dos participantes saudáveis (p=0,018). As comparações intragrupo da escala de depressão geriátrica de Yesavage em participantes saudáveis foram significativas (p=0,010) e, no nível intergrupo, antes e depois da quarentena mostraram diferenças significativas nos escores do pré-teste (p=0,003). Conclusões: O isolamento social teve efeito psicológico negativo sobre os hábitos de sono, humor deprimido e saúde física, principalmente em participantes saudáveis.

    Abstract in English:

    ABSTRACT. COVID-19 is an infectious disease declared by the World Health Organization as a public health emergency of international concern. Objective: The objective of this article was to determine the physical, psychological, and social health conditions and mood of COVID-19 quarantine in adults with mild cognitive impairment. Methods: The sample consisted of 129 participants, most of them were healthy, but some have mild cognitive impairment. The data were collected with a questionnaire and the Yesavage Geriatric Depression Scale applied through phone calls from April to June 2020. Results: Statistically significant differences were found in the changes in sleep habits of the healthy participants (p=0.018). Intragroup comparisons of the Yesavage Geriatric Depression Scale in healthy participants were significant (p=0.010) and at the intergroup level before and after quarantine showed significant differences in pretest scores (p=0.003). Conclusions: Social isolation had a negative psychological effect on sleep habits, depressed mood, and physical health, mainly in healthy participants.
  • Erratum Erratum

Academia Brasileira de Neurologia, Departamento de Neurologia Cognitiva e Envelhecimento R. Vergueiro, 1353 sl.1404 - Ed. Top Towers Offices, Torre Norte, São Paulo, SP, Brazil, CEP 04101-000, Tel.: +55 11 5084-9463 | +55 11 5083-3876 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revistadementia@abneuro.org.br | demneuropsy@uol.com.br