Avaliação longitudinal de arcadas dentárias individualizadas com o método Borda WALA

INTRODUÇÃO: a forma da arcada dentária inferior é considerada uma das principais referências no diagnóstico, sendo um fator importante para a estabilidade do tratamento ortodôntico. OBJETIVOS: avaliar as alterações nas distâncias intercaninos e intermolares inferiores durante e 3 anos após a finalização do tratamento ortodôntico, no qual foi utilizado o método Borda WALA para individualização da forma da arcada dentária. MÉTODOS: a amostra foi composta por 20 pacientes (12 do sexo feminino e 8 do masculino), com idade média de 20,88 anos. Os modelos de gesso iniciais, finais e de pós-tratamento foram utilizados para medição das distâncias intercaninos e intermolares no centro da vestibular da coroa clínica e na largura da Borda WALA. Os dados foram avaliados por meio do teste ANOVA dependente seguido pelo teste de Tukey (p<0,05). RESULTADOS: houve diferença estatisticamente significativa das distâncias intercaninos e intermolares entre as três fases estudadas. Essas distâncias aumentaram significativamente com o tratamento, e apresentaram uma diminuição no período pós-tratamento, porém, não atingindo os valores iniciais. CONCLUSÕES: o método Borda WALA, utilizado para confecção dos diagramas individualizados e para medição das distâncias intercaninos e intermolares, se mostrou válido, permitindo a individualização das arcadas dentárias e favorecendo a estabilidade pós-tratamento.

Má oclusão de Angle Classe I; Ortodontia; Recidiva


Dental Press International Av. Luís Teixeira Mendes, 2712 , 87015-001 - Maringá - PR, Tel: (55 44) 3033-9818 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: artigos@dentalpress.com.br