Gingival recession: its causes and types, and the importance of orthodontic treatment

Ana Suzy Jati Laurindo Zanco Furquim Alberto Consolaro Sobre os autores

Resumo

As recessões gengivais têm causas diretas e fatores predisponentes. O tratamento ortodôntico pode prevenir as recessões e, até, contribuir para o seu tratamento, com ou sem uma abordagem por parte do periodontista, dependendo do tipo e da severidade do comprometimento dos tecidos gengivais. Não há evidências de que o tratamento ortodôntico possa induzir, de forma primária, as recessões gengivais, muito embora possa levar os dentes envolvidos (comumente, os incisivos inferiores e os caninos superiores) a situações que ajam como fatores predisponentes para que as causas diretas possam atuar e produzir recessões - em especial, quando deixa-se uma tábua óssea vestibular muito fina ou, até, com deiscência. Vários aspectos da relação entre o tratamento ortodôntico e as recessões gengivais já foram abordados, assim como a importância do periósteo no mecanismo de formação delas. Trabalhos clínicos e experimentais sobre o assunto ajudariam a esclarecer o assunto, que ainda se apresenta muito pouco aprofundado na literatura pertinente.

Palavras-chave:
Recessão gengival; Retração gengival; Movimento ortodôntico

Dental Press International Av. Luís Teixeira Mendes, 2712 , 87015-001 - Maringá - PR, Tel: (55 44) 3033-9818 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: artigos@dentalpress.com.br