• A pesquisa em materiais dentários Editorial

    Faber, Jorge
  • Aparelho intrabucal para o tratamento dos transtornos respiratórios do sono: qual a sua influência nos parâmetros cardiológicos do paciente? O que há de novo na Odontologia

    Rodrigues, Aída A. A. Abreu e Silva; Rodrigues, R. Nonato D.
  • Adaptação ao mundo, avalanche de informações e a serendipidade na Odontologia Insight Ortodôntico

    Consolaro, Alberto
  • Richard G. Wick Alexander Entrevista

    Alexander, Richard G. Wick
  • Colagem ortodôntica em esmalte com presença ou ausência de contaminação salivar: é necessário o uso de adesivo auto-condicionante ou de adesivo hidrofílico? Artigos Inéditos

    Rosa, Cristiane Becher; Pinto, Roberto Amarante Costa; Habib, Fernando Antonio Lima

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: o objetivo deste trabalho foi avaliar a resistência ao cisalhamento da colagem ortodôntica de um adesivo hidrofílico (Transbond Moisture-Insensitive Primer, 3M Unitek, Monrovia, Califórnia), de um adesivo auto-condicionante (Transbond Self-Etching Primer, 3M Unitek, Monrovia, Califórnia), e sem uso de adesivo, em superfícies de esmalte secas ou contaminadas por saliva. METODOLOGIA: incisivos bovinos (60) foram divididos em 6 grupos: (1) controle sem contaminação salivar (sem adesivo), (2) controle com contaminação salivar (sem adesivo), (3) adesivo auto-condicionante sem contaminação salivar, (4) adesivo auto-condicionante com contaminação salivar antes do adesivo, (5) adesivo hidrofílico sem contaminação salivar e (6) adesivo hidrofílico com contaminação salivar antes do adesivo. Braquetes metálicos foram colados com compósito (Transbond XT, 3M Unitek, Monrovia, Califórnia). Após a colagem, os corpos-de prova foram armazenados a 37±1ºC em ambiente úmido até a realização do teste de cisalhamento. Diferença estatística foi determinada com valor de probabilidade de 0,05 ou menos (p < 0,05). RESULTADOS: em esmalte sem contaminação foram encontrados resultados semelhantes entre o controle (1) e o adesivo auto-condicionante (3), enquanto o adesivo hidrofílico (5) apresentou maior força de cisalhamento. Com a contaminação salivar, uma diferença significativa foi encontrada entre o grupo controle (2) e o adesivo auto-condicionante (4), no entanto, nenhuma diferença foi encontrada entre os adesivos auto-condicionante (4) e hidrofílico (6). CONCLUSÃO: desta forma, com o controle de umidade, não é necessário o uso de um adesivo para se atingir uma adesão aceitável. Em situações clínicas onde há risco de contaminação salivar, ambos adesivos podem ser usados.

    Abstract in English:

    AIM: The purpose of this study was to evaluate the shear bond strength of orthodontic bonding with the use of a hydrophilic primer (Transbond Moisture-Insensitive Primer, 3M Unitek, Monrovia, Calif.), a self-etching primer (Transbond Plus Self-etching Primer, 3M Unitek, Monrovia, Calif.) and without primer application, in dry and saliva contaminated enamel surfaces. METHODS: Bovine incisors (60) were divided into 6 groups: (1) uncontaminated control (no primer), (2) control with saliva contamination (no primer), (3) uncontaminated self-etching primer, (4) saliva contamination before self-etching primer, (5) uncontaminated hydrophilic primer and (6) saliva contamination before hydrophilic primer. Stainless steel brackets were bonded with composite resin (Transbond XT, 3M Unitek, Monrovia, Calif.). After bonding, all samples were stored at 37±1°C in a humidity environment until the shear bond strength test. RESULTS: Under dry uncontaminated enamel conditions comparable results were found between the control (1) and the self-etching primer (3), while the hydrophilic primer (5) presented higher bond strength. Under saliva contamination, a significant difference was found between the control (2) and the self-etching primer (4), however, there was no difference between the self-etching primer (4) and the hydrophilic primer group (6). CONCLUSION: Therefore, with moisture control, the use of a primer in order to achieve acceptable bond strength is not required. In clinical situations where there is a risk of saliva contamination either primer could be used.
  • O efeito do jateamento do esmalte na força de adesão na colagem de braquetes Artigos Inéditos

    Derech, Carla D'Agostini; Pereira, Juliana da Silva; Souza, Margareth Maria Gomes de

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: o propósito deste estudo in vitro foi avaliar o efeito do jateamento com óxido de alumínio na adesão de braquetes ortodônticos e compará-lo à tradicional técnica de condicionamento ácido do esmalte. METODOLOGIA: foram utilizados 80 dentes bovinos distribuídos aleatoriamente entre quatro grupos, sendo que a superfície do esmalte foi tratada da seguinte maneira: grupo 1 (somente jateamento com óxido de alumínio), grupo 2 (profilaxia com pedra-pomes e condicionamento com ácido), grupo 3 (jateamento com óxido de alumínio e condicionamento ácido) e grupo 4 (somente condicionamento ácido). Após, foi aplicado sistema adesivo e o braquete colado com resina. Os corpos-de-prova foram submetidos ao teste de cisalhamento e análise do IAR. Aos resultados foram aplicados o teste de variância múltipla (ANOVA) e a comparação entre pares (Tukey). Para a análise do IAR foi aplicado o teste Qui-quadrado. RESULTADOS: o grupo 1 apresentou a menor resistência ao cisalhamento (3,6MPa) e o 3 a maior (13,27MPa). A análise Qui-quadrado do IAR demonstrou que o tratamento da superfície do esmalte tem influência sobre a quantidade de remanescente de resina sobre o esmalte e os grupos 3 e 4 apresentaram a maior quantidade de resina aderida. CONCLUSÕES: o jateamento de óxido de alumínio não deve ser o único procedimento utilizado no preparo da superfície do esmalte na colagem de braquetes, porém, quando associado ao condicionamento ácido, mostrou-se eficaz no aumento da retenção entre esmalte e resina. Novos estudos são necessários visando menor dano do esmalte e adesão satisfatória.

    Abstract in English:

    AIM: The purpose of this study in vitro was to evaluate the effect of the air abrasion with Al-oxide in the adhesion of orthodontic brackets and compare with traditional technique of acid conditioning of the enamel. METHODS: Eighty bovine teeth distributed randomly between four groups had been used and the surface of the enamel was prepared in the following way: group 1 (only air abrasion), group 2 (enamel pumiced and acid conditioning), group 3 (air abrasion and acid conditioning) and group 4 (only acid conditioning). After, adhesive system was applied and bracket was bonded with resin. Shear bond was assessed and analysis of the IAR was performed. Test of multiple variance (ANOVA) and the comparison between pairs had been applied (Tukey) on the results. For the analysis of the IAR the Qui-square test was applied. RESULTS: Group 1 presented the lowest shear strength (3,6MPa) and 3 the greater (13,27MPa). The Qui-square analysis of the IAR demonstrated that the treatment of the enamel surface has influence on the amount of resin remainder on the enamel and groups 3 and 4 had presented the biggest amount of adhered resin. CONCLUSIONS: The air abrasion doesn’t have to be the only procedure used in the preparation of the enamel surface in the brackets bonding, however, when associated to the acid conditioning it revealed efficient in adhesion increase. New studies are necessary aiming at lesser damage of the enamel and satisfactory adhesion.
  • Resistência à remoção de braquetes ortodônticos sob ação de diferentes cargas contínuas Artigos Inéditos

    Giannini, Carla; Francisconi, Paulo Afonso Silveira

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: testar se existe alteração na resistência adesiva de dois cimentos utilizados na colagem de acessórios ortodônticos ao esmalte dentário bovino, sendo um de polimerização química (Concise ortodôntico) e outro fotopolimerizável (Transbond XT), após a aplicação de cargas contínuas. METODOLOGIA: foram utilizados para este estudo 80 dentes bovinos e 80 braquetes metálicos. O esmalte bovino foi condicionado com ácido fosfórico a 37% por 1 minuto e depois lavado e seco. A aplicação dos adesivos, manipulação e aplicação dos dois cimentos foram feitas de acordo com as instruções dos fabricantes. Após 24 horas, todos os braquetes foram submetidos a cargas contínuas de 30g, 70g e 120g, menos o grupo controle, que não recebeu carga alguma. Os espécimes ficaram imersos em água filtrada por 28 dias dentro de uma estufa a 37°C. Depois deste período, as amostras foram submetidas a testes de cisalhamento em uma Máquina de Ensaios Universal Kratos. Os resultados foram registrados e enviados para análise estatística. CONCLUSÕES: (1) o cimento Concise apresentou maior resistência à remoção que o cimento Transbond XT para todas as cargas utilizadas, (2) não houve diferença estatisticamente significante na resistência adesiva frente às três cargas utilizadas para os dois cimentos testados; (3) no momento da fratura, conforme ocorreu o aumento da carga, a porcentagem de fratura do esmalte diminuiu para o Concise, ao contrário do cimento Transbond XT, onde a porcentagem de fratura de esmalte se manteve constante com o aumento das cargas.

    Abstract in English:

    AIM: The purpose of this study was to test differences on bond strength between auto-cured (Concise) and light-cured (Transbond XT) cements after static loading and shear test. METHODS: Eighty bovine teeth and metallic orthodontic brackets (Morelli Ortodontia Braquete Edgewise/Rickets) were tested after static loads of 30, 70 and 120grs. Bovine enamel was conditioned with 37% phosphoric acid gel for one minute, rinsed and dried. Adhesives were applied and brackets were bonded according to manufacturer’s instructions. Cement thickness was standardized with the use of a heavier Gilmore needle. After 24 hours, half of the specimens were submitted to the static loads of 30, 70 and 120grs. Control group remained unloaded. Then, specimens were immersed in distilled water for 28 days at 37ºC. Afterwards, orthodontic brackets were attached to a loop wire and submitted to a shear force (Máquina de Ensaios Kratos Universal Kratos) under a crosshead speed of 0.5mm/min and load cell of 500Kgf. A two-way ANOVA test (alpha = 0.05) was used to detect significant interactions between cements and static loads. CONCLUSIONS: (1) The Concise cement showed more statistically significant bond strength values than the Transbond XT cement for all static loads; (2) No statistically significant differences were observed regarding static loads for all cements tested and (3) Higher static loads provided less enamel fracture in the Concise group after shear test, whereas in the Transbond XT the rate of enamel fracture remained unchanged regardless of previous load applied.
  • Avaliação da resistência ao cisalhamento do compósito Right-On em diferentes condições de esmalte Artigos Inéditos

    Pithon, Matheus Melo; Bernardes, Luiz Antônio Alves; Ruellas, Antônio Carlos de Oliveira; Romano, Fábio Lourenço

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: avaliar a resistência ao cisalhamento da união de braquetes metálicos colados com o compósito Right-On, em diferentes condições de superfície. MATERIAL E MÉTODOS: foram utilizados 45 incisivos inferiores permanentes bovinos divididos em três grupos (n = 15). No grupo 1 (controle), as colagens foram realizadas com Transbond XT seguindo as recomendações do fabricante, ou seja condicionamento com ácido fosfórico a 37%, lavagem, secagem, aplicação de XT primer e colagem propriamente dita. Nos outros dois grupos, os braquetes foram colados com Right-On, sendo que no grupo 2 seguiu-se as instruções do fabricante, ou seja condicionamento com ácido fosfórico a 37%, aplicação do líquido ativador do compósito na superfície condicionada e na base do braquete e posterior inserção do compósito na base do braquete e posicionamento. No grupo 3 a superfície dentária foi condicionada com o ácido-primer Transbond Plus Self-Etching Primer e líquido ativador do compósito foi aplicado apenas na base do braquete. Após a colagem, realizou-se o ensaio de cisalhamento de toda amostra à velocidade de 0,5mm por minuto em máquina Instron de ensaios mecânicos. RESULTADOS E CONCLUSÕES: os resultados (MPa) mostraram não haver diferenças estatísticas entre os grupos 1 e 2 (p > 0,05), entretanto estes grupos foram estatisticamente superiores ao grupo 3 (p < 0,05). Os resultados do IRA evidenciaram maior número de fraturas na interface braquete/compósito.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To evaluate the shear bond strength of metallic brackets bonded with Right-On composite under different enamel conditions. MATERIALS AND METHODS: Forty-five bovine permanent lower incisors were used, and were divided into three groups (n = 15). For group 1 (control), the bonding procedures were performed by using Transbond XT according to the manufacturer’s recommendations, that is 37% phosphoric acid etching, washing, drying, application of primer XT and, finally, the bonding procedure itself. For the other two groups, the brackets were bonded by using the Right-On composite. The bonding procedures for group 2 were performed according to the manufacturer’s recommendations, that is 37% phosphoric acid etching, application of the composite activation liquid, both on the etched surface and the bracket’s base, and insertion of the composite on the bracket’s base and bracket positioning. In group 3, the dental surface was etched by using Transbond Plus Self-Etching Primer, and the composite activator liquid was applied on the bracket’s base only. Following the bonding procedures, the shear bond strength test was performed by using an Instron machine at the speed of 0.5mm/min. for mechanical tests. RESULTS AND CONCLUSION: Results showed no statistical differences between groups 1 and 2 (p > 0.05). However, both groups were statistically superior to group 3 (p < 0.05). A greater number of fractures on the bracket/composite interface was evidenced by the ARI results.
  • Estudo in vivo e in vitro com e sem termociclagem, da resistência ao cisalhamento de braquetes colados com fonte de luz halógena Artigos Inéditos

    Penido, Sérgio Milton Martins de Oliveira; Penido, Cláudia Valéria de Sousa Resende; Santos-Pinto, Ary dos; Sakima, Tatsuko; Fontana, Carla Raquel

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: avaliar a resistência de braquetes metálicos colados em dentes humanos com resina polimerizada com luz halógena por meio de ensaios mecânicos de cisalhamento. METODOLOGIA: para este estudo foram realizados ensaios in vivo com dinamômetro portátil digital e in vitro com máquina de ensaios mecânicos universal com e sem termociclagem, complementado pelo Índice de Adesivo Remanescente (IAR). Braquetes Edgewise Standard (Abzil) foram colados utilizando adesivo Transbond Plus Self Etching Primer (SEP) e Resina Transbond XT. Foram formados 3 grupos com 10 dentes em cada um deles. No GI os braquetes foram colados nos segundos pré-molares dos pacientes. Nos GII e GIII utilizaram-se primeiros pré-molares extraídos por motivos ortodônticos. Os ensaios mecânicos do GI foram realizados 24 horas após a polimerização diretamente na boca dos pacientes com dinamômetro portátil digital. No GII os corpos-de-prova foram armazenados em água destilada e levados à estufa a 37ºC durante 24 horas e, posteriormente, submetidos à termociclagem, com 1000 ciclos a 5 e 55ºC. No GIII os corpos-de-prova foram armazenados em água destilada em temperatura ambiente por 24 horas e posteriormente submetidos aos ensaios mecânicos. RESULTADOS: os valores médios da resistência ao cisalhamento em Megapascal foram de: GI = 4,39; GII = 7,11 e GIII = 7,35. Após a descolagem foram realizadas fotografias das áreas de colagem, tanto dos dentes submetidos a testes in vivo quanto in vitro e ampliadas 5x para facilitar a visualização. As imagens obtidas foram analisadas, classificadas de acordo com o IAR e, por meio de gráficos de dispersão, foi verificada a relação entre a resistência ao cisalhamento e este índice. CONCLUSÃO: a média dos ensaios mecânicos realizados in vivo foi estatisticamente menor em relação aos ensaios in vitro. Não houve diferenças na resistência ao cisalhamento in vitro entre o grupo termociclado e o não-termociclado. Não houve relação entre tensão de ruptura e tipo de falha.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: The purpose of this research was to assess the strength of metallic brackets bonded to human teeth, with lightcuring resin with halogen light, by means of mechanical tests of shear bond strength. METHODS: In vivo tests with a portable digital dynamometer and in vitro tests with Universal testing machine were performed, with and without thermocycling, complemented by Adhesive Remaining Index (ARI). Edgewise standard brackets (Abzil) were bonded using Transbond Plus Self Etching Primer (SEP) and Transbond XT resin. Three groups of ten teeth each have been formed. In GI the brackets were bonded to second premolars in the patients’ mouths. In GII and GIII the brackets were bonded to first premolars extracted for orthodontic reasons. The mechanical tests of GI were performed 24 hours after the polymerization, directly in the patients’ mouths with a portable digital dynamometer. In GII the specimens were stored in distilled water and taken to sterilizer at 37ºC for 24 hours and afterwards, submitted to thermocycling with 1000 cycles at 5 and 55º C. In GIII the specimens were stored in distilled water at room temperature for 24 hours, and then submitted to mechanical tests. RESULTS: The average values of the shear strength in Megapascal were: GI=4.39; GII=7.11 and GIII=7.35. Pictures of the bonding areas in both in vivo and in vitro samples were taken after the tests and they were amplified 5 times to be better visualized. The images obtained were analyzed, classified according to IAR and it was verified, by means of dispersion graphs, the relation between the shear bond strength and this index. CONCLUSION: The average of the in vivo mechanical tests was statistically lower than the in vitro tests. There were no differences in the in vitro shear bond strength between the thermocycled and non-thermocycled groups. There was no relation between shearing stress and kind of failure.
  • Biodegradação de braquetes ortodônticos: avaliação da liberação iônica in vitro Artigos Inéditos

    Dolci, Gabriel Schmidt; Menezes, Luciane Macedo de; Souza, Rodrigo Matos de; Dedavid, Berenice Anina

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: avaliar, in vitro, a biodegradação de aparelhos ortodônticos simulados constituídos de braquetes e fios de aço inoxidável. METODOLOGIA: a amostra foi dividida em 2 grupos, de acordo com a marca dos braquetes usados: grupo A - Dyna-Lock, 3M/Unitek (AISI 303); e grupo B - LG Edgewise Standard, American Orthodontics (AISI 316L). Os corpos-de-prova permaneceram incubados em solução salina (0,05%) a 36ºC, sob agitação por um período de até 60 dias. A análise da liberação iônica foi realizada por meio de espectrofotometria de absorção atômica. O peso em massa dos braquetes também foi medido antes e após o experimento. RESULTADOS: os resultados indicaram que o grupo A apresentou maior liberação de íons ferro, níquel e cromo do que o grupo B. Além disso, os braquetes do grupo A também mostraram perda de massa, considerada outro indicativo de corrosão. CONCLUSÃO: concluiu-se que, nas condições deste experimento, os braquetes do grupo A apresentaram maior biodegradação que os acessórios do grupo B, o que pode estar associado à liga metálica e/ou ao processo de fabricação dos mesmos.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: The purpose of this study was to evaluate, in vitro, the biodegradation of simulated orthodontic appliances consisting of stainless steel brackets and wires. MATERIALS AND METHODOS: The sample was divided in 2 groups, according to brackets brand: group A - Dyna-Lock, 3M/ Unitek (AISI 303); and group B - LG Edgewise Standard, American Orthodontics (AISI 316L). The specimens (simulated orthodontic appliances) were incubated in saline solution (0.05%), in shake, at 36ºC, for 60 days. The ion release was detected by atomic absorption spectrophotometer. The weight of brackets was also measured before and after the test. RESULTS: The results indicated that group A released more ions iron, nickel and chromium than group B. Moreover, the brackets in group A also presented weight loss, which is considered an indicator of corrosion. CONCLUSION: It was concluded that, under the present study conditions, the brackets from group A presented a higher biodegradation than group’s B brackets, what could be associated to composition and manufacturing process of these brackets.
  • Composição química e aspecto superficial do slot de braquetes metálicos Artigos Inéditos

    Assad-Loss, Tatiana Féres; Neves, Regina Maria Lopes; Mucha, José Nelson

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: avaliar a composição química e rugosidade do fundo do slot de 90 braquetes metálicos divididos em 9 grupos: grupo 1- aço inoxidável (Equilibrium 2 - Dentaurum); grupo 2 - titânio (Equilibrium ti - Dentaurum); grupo 3- cromo-cobalto (Topic- Dentaurum); grupo 4 - aço inoxidável (Standard -TP Orthodontics); grupo 5 - aço inoxidável (Serie light - American Orthodontics); grupo 6 - aço inoxidável (Kirium Line - Abzil Lancer); grupo 7 - aço inoxidável livre de níquel (Monobloc - Morelli); grupo 8 - aço inoxidável (Convencional- Morelli) e grupo 9 - aço inoxidável livre de níquel (Monobloc Golden - Morelli). METODOLOGIA: a composição química foi analisada pela Espectroscopia de Energia Dispersiva. A avaliação qualitativa do fundo do slot foi realizada através do MEV classificada de 0 a 8, correspondente às características da superfície. RESULTADOS: composição química - grupo 1 = titânio puro; grupo 9 = recoberto por nitreto de titânio em 99,48%; grupo 3 = cromo-cobalto; grupo 8 = aço inoxidável livre de níquel. Os demais grupos são compostos de aço inoxidável. Avaliação da superfície - grupo 1 = valor 2 (superfície mais polida); grupos 2, 5 e 7 = valor 3 (aspecto de polimento); grupos 3, 8 e 9 = valor 6 (menor polimento); grupo 4 = valor 6,5 (maior rugosidade) e o grupo 6 = valor 5 (características intermediárias de polimento). CONCLUSÕES: os braquetes metálicos são compostos de diferentes ligas e estão disponíveis com baixo conteúdo ou ausência de níquel. Os braquetes de titânio apresentaram polimento semelhante aos de aço inoxidável, porém os recobertos por nitreto de titânio e os de cromo-cobalto mostraram superfície mais irregular ou menos polida.

    Abstract in English:

    AIM: To evaluate the elemental composition and the slot roughness of 90 metallic brackets divided into 9 groups: group 1 - stainless steel (Equilibrium 2 - Dentaurum); group 2 - titanium (Equilibrium ti - Dentaurum); group 3 - chromium-cobalt (Topic - Dentaurum); group 4 - stainless steel (Standard - TP Orthodontics); group 5 - stainless steel (Serie light - American Orthodontics); group 6 - stainless steel (Kirium Line - Abzil Lancer); group 7 - stainless steel (Monobloc - Morelli); group 8 - stainless steel (Standard - Morelli) and group 9 - stainless steel (Monobloc Golden - Morelli). METHODS: Elemental composition was evaluated using the Spectroscopy of Dispersive Energy. The qualitative slot surface evaluation was assessed using a 500X scanning electron microscope. The microphotography was classified according to surface characteristics in 0-8 values. RESULTS: Elemental composition - group 1 = 100% titanium alloy; group 9 = 99,48% of titanium nitride coated. Group 3 = cobalt-chromium alloy; Group 8 = nickel free stainless steel alloy; other groups stainless steel alloy. Surface evaluation - Group 1 = value 2 (smoothest surface); Groups 2, 5 and 7 =value 3 (smooth surface); Groups 3, 8 and 9 showed value 6 (roughness surface); Group 4 = value 6,5 (the most roughness and irregular surface); and Group 6 has intermediate characteristics among the groups, with value 5. CONCLUSIONS: Metallic brackets were composed of different alloys and they were available with a small percentage or no nickel. The surface roughness was similar for both titanium and stainless steel, however the titanium nitride coated and cobalt-chromium showed an irregular and rough surface.
  • A estética no sistema de braquetes autoligáveis Artigos Inéditos

    Fernandes, Daniel J.; Almeida, Rhita C. C.; Quintão, Cátia C. A.; Elias, Carlos N.; Miguel, José Augusto M.

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: os braquetes autoligáveis foram, inicialmente, idealizados com objetivo de otimização do tempo de atendimento clínico. Por dispensar qualquer tipo de amarração, inúmeras vantagens foram atribuidas a este sistema, com a redução da fricção superficial na interface braquete/fio ortodôntico. Com esta redução, são necessárias forças de menor intensidade para o estabelecimento da movimentação dentária, realizada, assim, de uma forma mais rápida e eficiente. Em decorrência da maior demanda estética por parte dos pacientes, os braquetes autoligáveis começaram a ser confeccionados em policarbonato, promovendo ganhos estéticos únicos, quando em comparação a seus anólogos metálicos. OBJETIVO: realizar uma revisão de literatura sobre o sistema de braquetes autoligáveis estéticos.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: The self-ligating system was introduced aiming the reduction of chair time. Once this system does not need any ligation form, several advantages were observed, such as the reduction on superficial friction in couple bracket/ orthodontic wire, and the reduction on the force level that is necessary to establish the orthodontic tooth movement. The growing demands of aesthetic patients induced the self-ligating system to be made of polycarbonate material, resulting in unique aesthetic advantages when compared with the metallic form of this system. AIM: The objective of this paper was to proceed with a literature review about aesthetic self-ligating brackets.
  • Avaliação das propriedades mecânicas de quatro cimentos de ionômero de vidro convencionais utilizados na cimentação de bandas ortodônticas Artigos Inéditos

    Aguiar, Diego Andrei; Silveira, Márcia Regina da; Ritter, Daltro Enéas; Locks, Arno; Calvo, Maria Cristina Marino

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: objetivo deste estudo foi comparar a resistência flexural, resistência à compressão e resistência à tração diametral de quatro diferentes cimentos de ionômero de vidro convencionais utilizados para cimentação de bandas ortodônticas (Vidrion C/SS White; Meron/Voco; Ketac Cem/3M ESPE; Vivaglasss/Ivoclar-Vivadent). METODOLOGIA: foram confeccionados 12 corpos-de-prova para cada cimento, em cada teste, seguindo a norma 66 da ADA para resistência à tração diametral e à compressão, e norma 4049 da ISO para resistência flexural. Os testes foram feitos após 24 horas de armazenagem em água destilada a 37ºC, na máquina de testes Universal Instron 4444 sob velocidade de 0,75mm/minuto para resistência flexural e 1mm/min para resistência à tração diametral e à compressão. Os resultados obtidos para o teste de resistência flexural foram: 25,85 ± 5,43MPa (Meron); 21,85 ± 6,96MPa (Vidrion C); 20,85 ± 4,17MPa (Vivaglass); 20,50 ± 4,89MPa (Ketac Cem). Para o teste de compressão os resultados foram (na mesma ordem): 77,72 ± 20,21MPa; 56,49 ± 8,54MPa; 47,84 ± 9,25MPa; 81,93 ± 13,37MPa. RESULTADOS: os resultados para o teste de resistência à tração diametral foram (na mesma ordem): 9,59 ± 2,09MPa; 5,25 ± 1,29MPa; 7,69 ± 2,09MPa; 4,08 ± 1,32MPa. RESULTADOS: os quatro cimentos mostraram-se estatisticamente equivalentes quanto ao teste de resistência flexural. Os cimentos Meron e Ketac Cem foram estatisticamente mais resistentes à compressão que o Vidrion C e o Vivaglass. Em relação ao teste de resistência à tração diametral, o cimento Meron mostrou-se estatisticamente superior aos demais.

    Abstract in English:

    AIM: The aim of this in vitro study was to compare the flexural strength, the compressive strength and the diametral tensile strength of four conventional glass-ionomer cements (Vidrion C/SS White; Meron/Voco; Ketac Cem/3M ESPE; Vivaglass/Ivoclar-Vivadent) used in Orthodontics for band cementation. METHODS: Twelve specimens of each cement were prepared for each test. Specimens were fabricated according to ISO 4049 (flexural strength) and to the ADA specification #66 (compressive strength and diametral tensile strength). Specimens were stored in distilled water at 37ºC for 24 hours, and tested using an Instron Universal Testing Machine 4444 with crosshead speeds of 0.75mm/minute (flexural strength) and 1mm/minute (compressive strength and diametral strength). RESULTS: The results (mean ± SD, in MPa) for flexural strength were: 25.85 ± 5.43 (Meron); 21.85 ± 6.96 (Vidrion C); 20.85 ± 4.17 (Vivaglass); 20.50 ± 4.89 (Ketac Cem). Compressive strength (in the same order): 77.72 ± 20.21; 56.49 ± 8.54; 47.84 ± 9.25; 81.93 ± 13.37. The results for diametral tensile strength were (in the same order): 9.59 ± 2.09; 5.25 ± 1.29; 7.69 ± 2.09; 4.08 ± 1.32. CONCLUSIONS: No statistically significant difference was detected in the flexural strength among the different groups. Meron and Ketac Cem yielded greater mean compressive strength values than Vidrion C and Vivaglass. Meron resulted in significantly higher diametral tensile strength mean value than the other cements.
  • Alguns aspectos da mecânica das alças de retração ortodôntica Artigos Inéditos

    Ferreira, Marcelo do Amaral; Borges, Paulo César; Luersen, Marco Antônio

    Abstract in Portuguese:

    As alças de retração ortodôntica são comumente empregadas em sistema Edgewise por meio de uma abordagem seccional (ex.: retração de caninos) ou por meio de uma abordagem segmentada (ex.: retração dos dentes anteriores em conjunto). Estas alças podem modular a demanda de ancoragem, dependendo dos objetivos impostos pelo plano de tratamento. Neste trabalho são discutidas as propriedades mecânicas relacionadas ao projeto de alças de retração ortodôntica, o sistema de forças decorrente de sua conformação geométrica e ativação, e os métodos empregados para testá-las. Dentre as técnicas utilizadas na análise de uma alça, o Método dos Elementos Finitos (MEF) merece destaque. Embora seja baseado em modelos matemáticos, é uma ferramenta eficaz e não onerosa para a simulação computacional de um protótipo, podendo-se assim avaliá-lo antes de sua construção física. Já os métodos experimentais se aproximam mais da condição real, porém com custo mais elevado. A utilização em diferentes estágios de ambos os métodos é aconselhável para um melhor desenvolvimento e caracterização dos protótipos.

    Abstract in English:

    Retraction springs are commonly used in Edgewise mechanics in a sectional (e.g. canine retraction) or in a segmental approach (e.g. "en masse" anterior retraction). These springs can modulate the anchorage needs depending on the treatment plan objectives. In this work it is discussed the mechanical properties related to the spring’s design, the force system originated by their geometric shape and activation, and the methods used to test them. Among the techniques used to analyze a retraction spring, it can be pointed out the Finite Element Method (FEM). Nevertheless the FEM is based on mathematical models, it is an efficient non-onerous way for computational simulation of a prototype, so it can be evaluated before its physical construction. On the other hand, the experimental methods are closer to real conditions, but they are more costly. The use of both methods in different stages is recommended for a better development and characterization of prototypes.
  • Ajuste oclusal na Ortodontia: por que, quando e como? Tópico Especial

    Brandão, Roberto Carlos Bodart; Brandão, Larissa Bustamante Capucho

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: o conhecimento sobre oclusão dentária deve ser considerado condição fundamental para a prática de uma Ortodontia de qualidade. O diagnóstico feito sem a manipulação do paciente em Relação Cêntrica pode levar à surpresa desagradável de se planejar o tratamento de uma má oclusão e se deparar com outra, depois dos primeiros arcos de nivelamento. Ao usar arcos retangulares, é importante a checagem dos contatos oclusais para se definir o tipo de movimento dentário necessário para o alcance do equilíbrio oclusal e, principalmente, verificar se este movimento é exeqüível. Durante o tratamento ortodôntico, devido à complexidade das superfícies oclusais, o ajuste oclusal por desgaste deve ser realizado para viabilizar movimentos dentários verticais, reduzindo o tempo de tratamento. Interferências oclusais são responsáveis tanto por efeitos adversos na biomecânica, quanto por aplicação de forças excessivas, que podem causar reabsorções radiculares. Após a Ortodontia, o ajuste oclusal é um dos determinantes da estabilização dentária, devendo-se obter, para cada dente posterior, contatos oclusais "A" e "B", ou "B" e "C" no sentido vestibulolingual, além dos contatos de "parada" e "equilíbrio" no sentido mesiodistal. Os dentes anteriores passam a funcionar em movimentos mandibulares, desocluindo de imediato os dentes posteriores, o que é denominado de guia anterior, visando equilíbrio muscular e proteção do sistema estomatognático. O desgaste seletivo não deve ser utilizado como substituto da movimentação ortodôntica. OBJETIVO: apresentar os princípios relacionados ao ajuste oclusal em Ortodontia.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: The knowledge of dental occlusion should be considered the basic foundation to an excellent orthodontic practice. The patient’s diagnose without the centric relation assessment can take the orthodontist to an unpleasant surprises. The use of rectangular archwires requires occlusal contacts been checked to decide what kind of the dental movement will be necessary to achieve the dental equilibrium and mainly to investigate if the movement will be possible. Considering the occlusal surfaces complexity, the occlusal adjustment by selective grinding should be performed during the orthodontic treatment to allow vertical dental movements reducing treatment’s time. Occlusal interferences are responsible not only for biomechanics adverse effects, producing undesirable dental movements, but also for potential side effects such as excessive forces (occlusal trauma), leading to roots reabsorption. The occlusal adjustment is a determinant point on dental balance after the end of orthodontics treatments, where each posterior occlusal tooth contacts "A" and "B", or "B" and "C" on buccolingual aspect, as well as the stoppers and equalizers contacts on mesiodistal direction must be achieved and well established. The appropriate role of anterior teeth in mandibular movements must be determined, allowing immediate disclusion of posterior teeth, known as anterior guide, and promoting protecting muscle forces to the stomatognathic system. Selective grinding should not be used in place of well planned and executed orthodontic movement. AIM: The aim of this article is to present the rationale use of occlusal adjustment in Orthodontics.
Dental Press Editora Av. Euclides da Cunha nº. 1718 - Zona 5, 87015-180 Maringá-PR-Brasil, Tel.: (44) 3031-9818, Fax: (44) 3262-2425 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: dental@dentalpress.com.br