Interfaces à transmissão e spillover do coronavírus entre florestas e cidades

ANDRE LUIS ACOSTA FERNANDO XAVIER LEONARDO SUVEGES MOREIRA CHAVES ESTER CERDEIRA SABINO ANTONIO MAURO SARAIVA MARIA ANICE MUREB SALLUM Sobre os autores

RESUMO

O atual formato de desenvolvimento humano gera severos impactos ambientais, os quais repercutem negativamente na saúde; dentre eles, a intensificação da transmissão de doenças infecciosas, epidemias e pandemias, como a Covid-19. A forma como lidamos com a biodiversidade e os ecossistemas, em conjunto com as mudanças climáticas, viabiliza interfaces e corredores por onde ocorrem diversificação, spillover e circulação de vírus. Por esses meios, o Sars-CoV-2 poderá invadir biomas brasileiros, transformando florestas como a Amazônia em imensos reservatórios, de onde o coronavírus poderá retornar ainda mais agressivo à saúde.

PALAVRAS-CHAVE:
Pandemia do coronavírus; Covid-19; Sars-CoV; Biodiversidade e ecossistemas; Saúde planetária

Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo Rua da Reitoria,109 - Cidade Universitária, 05508-900 São Paulo SP - Brasil, Tel: (55 11) 3091-1675/3091-1676, Fax: (55 11) 3091-4306 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: estudosavancados@usp.br