Accessibility / Report Error

Um país dentro da casa: o caráter político do espaço doméstico em três romances brasileiros

resumo

A partir da análise do espaço da casa, o estudo comparativo dos romances Fogo morto, de José Lins do Rego (1943), A menina morta, de Cornélio Penna (1954), e Crônica da casa assassinada, de Lúcio Cardoso (1959), permite entrever complexo quadro de relações entre forma romanesca e sociedade brasileira. São romances cujos enredos transcorrem no interior ou à sombra do espaço doméstico cujo significado aponta para as especificidades da sociedade brasileira ancorada na estrutura e no funcionamento do modo de produção escravista, expresso pela significativa presença do lar como casa-grande. Ao formular as especificidades locais, a casa-país transfigura-se em prisão, hospício e espaço tumular.

palavras-chave:
Casa-grande; Patriarcado; Família; Prisão; Loucura

Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo Rua da Reitoria,109 - Cidade Universitária, 05508-900 São Paulo SP - Brasil, Tel: (55 11) 3091-1675/3091-1676, Fax: (55 11) 3091-4306 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: estudosavancados@usp.br