Nursing Activities Score nos sítios assistenciais em Unidade de Terapia Intensiva

Claudia Maria Silva Cyrino Magda Cristina Queiroz Dell'Acqua Meire Cristina Novelli e Castro Elaine Machado de Oliveira Sérgio Deodato Priscila Masquetto Vieira de Almeida Sobre os autores

Resumo

Objetivo:

Comparar o Nursing Activities Score (NAS) entre os Sítios Assistenciais na Unidade de Terapia Intensiva.

Método:

Estudo descritivo, retrospectivo, realizado na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital escola. Os pacientes foram organizados em Sítios Assistenciais, conforme suas características clínicas e o dimensionamento dos profissionais de enfermagem foi realizado de acordo com o NAS. Considerou-se p < 0,05.

Resultados:

Predominaram-se pacientes do sexo masculino, cirúrgicos e com idade média de 56,8 anos. O Sitio Pós-Operatório apresentou maior rotatividade de pacientes. O NAS médio global foi 71,7%. Verificou-se diferença da carga de trabalho de enfermagem entre os dias nos diferentes Sítios Assistenciais. O menor tempo de internação e os pacientes não sobreviventes contribuíram para aumentar a carga de trabalho na UTI.

Conclusão:

Comparar o NAS nos diferentes Sítios possibilitou organizar a dinâmica do processo de trabalho da equipe de enfermagem conforme a especificidade de cada grupo contribuindo para a segurança do paciente.

Palavras-chave:
Carga de trabalho; Enfermagem; Organização e Administração; Unidade de Terapia Intensiva

Universidade Federal do Rio de Janeiro Rua Afonso Cavalcanti, 275, Cidade Nova, 20211-110 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil, Tel: +55 21 3398-0952 e 3398-0941 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: annaneryrevista@gmail.com