Mudanças de comportamento em idosos com Doença de Alzheimer e sobrecarga para o cuidador

Cambios en el comportamiento de las personas mayores con enfermedad de Alzheimer y la carga para el cuidador

Aline Miranda da Fonseca Marins Cristina Gonçalves Hansel Jaqueline da Silva Sobre os autores

RESUMO

Objetivo:

Identificar principais mudanças comportamentais em idosos com Doença de Alzheimer e distinções na sobrecarga imposta ao cuidador.

Métodos:

Pesquisa guiada pela Teoria Fundamentada nos Dados utilizando entrevista semiestruturada como a principal técnica de coleta dos dados, junto a vinte e cinco cuidadores de idosos com Doença de Alzheimer.

Resultados:

Segurança comprometida por contato com fogo, fugas e saídas desacompanhadas foi destacada por 80% dos cuidadores. Metade dos idosos sob os cuidados dos participantes requeriam supervisão e proteção constantes.

Conclusão:

Mudanças comportamentais em idosos com Doença de Alzheimer tem impacto emocional e resultam em situações estressantes, comprometendo a qualidade de vida dos cuidadores. Segurança comprometida significou sobrecarga de funções, sofrimento e medo para os cuidadores participantes. Dentre as implicações para as enfermeiras está demanda por parceria direcionada ao planejamento de cuidado protetor, para manejar mudanças comportamentais.

Palavras-chave:
Idoso; Enfermagem; Doença de Alzheimer; Cuidadores; Família

Universidade Federal do Rio de Janeiro Rua Afonso Cavalcanti, 275, Cidade Nova, 20211-110 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil, Tel: +55 21 3398-0952 e 3398-0941 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: annaneryrevista@gmail.com