Repercussões da proatividade no gerenciamento do cuidado: Percepções de enfermeiros* * Artigo extraído da Dissertação de Mestrado "Proatividade do enfermeiro no gerenciamento do cuidado", apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGENF-UFRGS), 2013.

Repercusiones de la proactividad en la gestión del cuidado: percepciones de los enfermeros

Gímerson Erick Ferreira Clarice Maria Dall'Agnol Adrize Rutz Porto Sobre os autores

RESUMO

Objetivo:

Conhecer percepções de enfermeiros acerca da proatividade no gerenciamento do cuidado.

Métodos:

Abordagem qualitativa, exploratória-descritiva, informações coletadas mediante técnica de vinheta com 35 enfermeiros, submetidas à análise de conteúdo.

Resultados:

As informações convergiram para quatro categorias temáticas: proatividade como impulsor do desenvolvimento organizacional; proatividade como oportunidade de ir além da doença; proatividade como estímulo à cooperação, liderança e aprendizagem em equipe; proatividade como fomento à realização e reconhecimento no trabalho.

Conclusão:

Os enfermeiros entendem que suas ações, quando exercidas de modo proativo, podem repercutir beneficamente em diferentes âmbitos relacionados ao gerenciamento do cuidado: organizacional, do usuário, da equipe e individual. O estudo contribui para a reflexão do modo de agir do enfermeiro, despertando para possíveis implicações e aguçando para oportunidades de articulações estratégicas e de ações individuais e coletivas que permitam o desenvolvimento de melhores práticas no gerenciamento do cuidado.

Palavras-chave:
Papel do profissional de enfermagem; Gestão em saúde; Enfermagem

Universidade Federal do Rio de Janeiro Rua Afonso Cavalcanti, 275, Cidade Nova, 20211-110 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil, Tel: +55 21 3398-0952 e 3398-0941 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: annaneryrevista@gmail.com