Antissepsia cirúrgica e utilização de luvas cirúrgicas como potenciais fatores de risco para contaminação transoperatória

Antisepsia quirúrgica y el uso de guantes quirúrgicos como potenciales factores de riesgo para contaminación durante la cirugía

Adriana Cristina de Oliveira Camila Sarmento Gama Sobre os autores

RESUMO

Objetivo:

Objetivou-se investigar a prática da antissepsia cirúrgica das mãos e a integridade das luvas estéreis após seu uso pela equipe cirúrgica de um hospital universitário de Belo Horizonte.

Métodos:

Realizou-se um estudo transversal envolvendo o serviço de ginecologia, em abril de 2013. Os dados foram coletados por meio da observação da prática da antissepsia cirúrgica das mãos e teste para avaliação de perfuração das luvas após seu uso. Foi realizada uma análise estatística descritiva.

Resultados:

Somente 16% dos cirurgiões cumpriram com a técnica e tempo recomendados para a prática antissepsia cirúrgica das mãos. Para as luvas registrou-se 11,1% de perfurações e 31,8% foram percebidas.

Conclusão:

Evidenciou-se no presente trabalho que falhas nesses procedimentos ocorrem rotineiramente, sendo capazes de interferir na segurança do paciente e do profissional, incitando a reflexão acerca da temática em diferentes instituições de saúde.

Palavras-chave:
Desinfecção das Mãos; Luvas Cirúrgicas; Cirurgia

Universidade Federal do Rio de Janeiro Rua Afonso Cavalcanti, 275, Cidade Nova, 20211-110 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil, Tel: +55 21 3398-0952 e 3398-0941 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: annaneryrevista@gmail.com