Solicitude constituindo o cuidado de enfermeiras obstétricas à mulher-que-dá-à-luz-na-casa-de-parto

La solicitud como forma de cuidado de enfermeras obstétricas a la mujer-que-da-a-luz-en-casa-de-parto

Marcele Zveiter Ivis Emília de Oliveira Souza Sobre os autores

Objetivo:

Este artigo objetiva analisar a constituição do cuidado de enfermeiras obstétricas à mulher que dá à luz na Casa de Parto.

Métodos:

O fio condutor da hermenêutica se sustenta na compreensão vaga e mediana das enfermeiras obstétricas. A fenomenologia heideggeriana foi o referencial teórico-filosófico-metodológico. Como contribuição, da e para a enfermagem obstétrica, apresenta-se a hermenêutica da consideração e da paciência fundada no conceito de solicitude e inerente ao movimento existencial das enfermeiras. Participando da discussão sobre o direito das enfermeiras na assistência ao parto e a qualidade da atenção, aponta-se a Casa de Parto David Capistrano Filho como um espaço de cuidado diferente do modelo hospitalar.

Resultados:

Como resultado, o cuidado de enfermeiras obstétricas à mulher que dá à luz na Casa de Parto se desvela sendo uma construção fundada no compartilhar.

Conclusão:

Envolvidas por este cuidado, a enfermeira e a mulher estão num movimento existencial que favorece um cuidado autêntico.

Filosofia; Cuidados de Enfermagem; Enfermagem Obstétrica


Universidade Federal do Rio de Janeiro Rua Afonso Cavalcanti, 275, Cidade Nova, 20211-110 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil, Tel: +55 21 3398-0952 e 3398-0941 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: annaneryrevista@gmail.com