Caracterização do termo humanização na assistência por profissionais de enfermagem

Caracterización del termo humanización en la atención por profesionales de enfermería

Os objetivos deste estudo foram conhecer os dados sociodemográficos que caracterizam os profissionais participantes da pesquisa, identificar os significados atribuídos por profissionais de enfermagem aos termos humanização e não humanização e analisá-los à luz dos preceitos da Política Nacional de Humanização.

Métodos:

Exploratório-descritivo, com aplicação de questionários com perguntas fechadas e abertas a 70 profissionais de enfermagem. Para análise do material utilizaram-se recursos estatístico-descritivos e técnica de análise de conteúdo.

Resultados:

Aspectos pessoais, subjetivos, morais, éticos e relacionais caracterizam a humanização. A valorização da técnica procedimental, do modelo biomédico e dos problemas emergentes na área de atenção à saúde caracterizam a não humanização. Conclui-se que a assistência de enfermagem voltada aos preceitos da política nacional de humanização é aquela que vai ao encontro dos significados dos próprios partícipes do cuidado, devendo, portanto, ser considerada como coautora no processo saúde-doença.

Humanização da assistência; Enfermagem; Equipe de enfermagem


Universidade Federal do Rio de Janeiro Rua Afonso Cavalcanti, 275, Cidade Nova, 20211-110 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil, Tel: +55 21 3398-0952 e 3398-0941 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: annaneryrevista@gmail.com