Trabalho decente e vulnerabilidade ocupacional no Brasil

Decent work and occupational vulnerability in Brazil

O principal desafio das políticas destinadas a promover o trabalho decente é a redução da vulnerabilidade ocupacional. No Brasil, apesar das iniciativas para reduzir o desemprego, combater o trabalho precário e erradicar as situações mais graves de exclusão e discriminação, permanece muito elevada a proporção de trabalhadores sem emprego regular e/ou expostos a uma inserção ocupacional inadequada. O artigo pretende: (i) apresentar a agenda de políticas sugeridas pela OIT para a promoção do trabalho decente e o combate a distintas formas de vulnerabilidade ocupacional; (ii) verificar se a retomada do crescimento econômico (2004-2008) produziu redução significativa no déficit de oportunidades de emprego e na proporção de situações ocupacionais mais precárias no País; e (iii) examinar as principais situações vulneráveis que afligiam os trabalhadores brasileiros após a crise econômica ocorrida entre o final de 2008 e meados de 2009. Dessa forma, procura-se ressaltar a importância de sustentar um crescimento econômico robusto e, ao mesmo tempo, eliminar a cultura da informalidade.

Trabalho decente; Trabalho precário; Trabalho informal


Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas Rua Pitágoras, s/n. CP 6135., 13083-857 - Campinas - SP - Brasil, Tel.: +55 19 3521-5726 e 3521-5721, Fax: +55 19 3289-3580 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: publicie@unicamp.br