Economia e Sociedade, Volume: 30, Issue: spe, Published: 2021
  • Wilson Cano, um farol contra o crepúsculo Apresentação

    Baltar, Carolina Troncoso; Campos, Fábio Antonio de; Macedo, Fernando Cézar de
  • Sovereignty, development and society Artigos Originais

    Medeiros, Carlos Aguiar de; Sarti, Fernando

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A partir da formulação de Wilson Cano (1999) discute-se a questão da soberania da política econômica no contexto das economias latino-americanas. Argumenta-se que em sua evolução histórica, a subordinação da política econômica às finanças internacionais foi o principal divisor de águas entre o período desenvolvimentista e o período que se afirmou após os anos 1970. Estas economias recuperaram parcialmente uma maior autonomia no novo milênio, mas a abandonam sobretudo pós 2015. Argumenta-se que este abandono se deu num contexto externo bastante distinto do que se passou nos anos 1980 e 1990, quando reversão era imposta por crises cambiais e deve ser explicado, no caso da economia brasileira, por razões políticas internas. O conflito distributivo e a desnacionalização contribuíram para o triunfo do neoliberalismo como estratégia de acumulação.

    Abstract in English:

    Abstract Based on Wilson Cano’s (1999) formulation, we discuss the sovereignty of economic policy in the context of Latin American economies. It is argued that during its historical evolution, the subordination of economic policy to international finance was the main watershed between the developmental period and the period that was established after the 1970s. Latin American economies partially recovered greater autonomy in the new millennium but lost it largely after 2015. It is argued that this took place in an external context quite different from that of the 1980s and 1990s, when reversal was imposed by exchange rate crises and can be explained, in the case of the Brazilian economy, by domestic political reasons. Distributive conflict and denationalization contributed to the triumph of neoliberalism as a dominant accumulation strategy.
  • Sovereignty, industrialization and national integration: Wilson Cano and the Brazilian development mosaics Artigos Originais

    Severian, Danilo; Lacerda, Antonio Corrêa de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A obra de Wilson Cano perpassa diferentes aspectos do desenvolvimento econômico, tendo como centralidade a preocupação com a soberania nacional. O artigo traz uma leitura da produção intelectual de Cano destacando sua abordagem original sobre os aspectos regionais da industrialização brasileira e a importância que o complexo capitalista cafeeiro exerceu neste processo. Destaca e qualifica, ainda, os períodos de concentração e desconcentração da atividade industrial no território brasileiro em relação ao Centro-Sul, sobretudo quanto ao estado de São Paulo, e os efeitos deletérios que a reorientação do papel do Estado e a hegemonia das políticas de corte neoliberal exerceram sobre a dinâmica regional e a estrutura produtiva do país. Os sentidos que as políticas de corte regional assumem contemporaneamente também são tratados à luz do debate proposto por Wilson Cano, bem como as possibilidades de retomada do aparelho industrial no Brasil.

    Abstract in English:

    Abstract The work of Wilson Cano analyzes different aspects of economic development, the central theme of which is national sovereignty. This paper provides an interpretation of Cano's intellectual production, highlighting his original approach to regional aspects of Brazilian industrialization and the importance of the capitalist complex of coffee in this process. It highlights and qualifies the periods of concentration and deconcentration of Brazilian industrial activities in relation to the Central-South region, especially as regards the state of São Paulo, and the deleterious effects that the reorientation of the role of the State and the hegemony of reducing neoliberal policies have on regional dynamics and the country's production structure. The current regional policies are also studied in light of the debate proposed by Wilson Cano, as well as the possibilities to recapture the industrial core in Brazil.
  • Political aspects of the economics of development and underdevelopment economy according to Wilson Cano Artigos Originais

    Gomes Júnior, Evaldo; Aruto, Pietro Caldeirini; Tonin, Vitor Hugo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O presente artigo objetiva analisar a economia política da América Latina a partir do pensamento do professor Wilson Cano. Este pensador se debruçou sobre o subdesenvolvimento da região durante toda sua trajetória intelectual, especificamente do Brasil. Por isso mesmo, também relacionou em sua análise, níveis mais gerais do (sub)desenvolvimento econômico com o caráter específico da reprodução capitalista nos espaços subnacionais. A metodologia parte da análise dos seus escritos e de como eles se conectam com a tradição crítica da economia política da chamada Escola de Campinas e da Cepal. Argumenta-se que Wilson Cano enfrenta o liberalismo econômico com rigor, tanto no pensamento econômico como na arena política em torno do Estado nacional. Ao final, debate-se a categoria capital mercantil, central em sua análise, para evidenciar sua coerência histórica em detrimento de alguns limites teóricos.

    Abstract in English:

    Abstract This paper aims to analyze the political economy of Latin America from the perspective of Professor Wilson Cano. Building on from the ECLAC methodological tradition, he associated general determinants of the international economic system with the specific capitalist reproduction conditions in each country. Throughout his works, he focused on the economic underdevelopment of the Brazilian economy and of the different regions. As neoliberalism ascended as the new official agenda for underdevelopment countries, Cano wrote numerous articles criticizing its effects over the productive structure and increasing inequality. Methodologically, current analysis emphasizes his writings and how they relate to the critical tradition of political economy of the “Campinas School of Economy” and the ECLAC. It is shown how Cano criticizes neoliberalism, both in terms of economic thought and the national political arena. The article concludes with a debate on the mercantile capital category, due to its relevance in his analysis, to evidence both its historical coherence and some theoretical limits.
  • Economic complex and economic complexity: originality and topicality in Wilson Cano Artigos Originais

    Campolina, Bernardo; Diniz, Clélio Campolina

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este artigo analisa a contribuição teórica e metodológica de Wilson Cano no que diz respeito ao conceito de complexo econômico para interpretar o desenvolvimento econômico do Brasil e seus resultados ou impactos diferenciados no território. Para ele, o complexo, criado e induzido pela cafeicultura do planalto paulista, e sua capacidade de diversificação e inter-relação setorial, constitui a base para a interpretação do processo de crescimento e concentração industrial naquele estado. Por contraste, resgata as principais experiências históricas, a saber: produção de açúcar no nordeste brasileiro, extração de borracha na região amazônica, agricultura dispersa nos três estados do Sul, cafeicultura escravista do vale do paraíba e do leste mineiro e extração de ouro no século XVIII. Demonstra que nessas regiões não estavam presentes as condições necessárias à indução de um processo virtuoso de industrialização com criação de uma estrutura econômica diversa e complexa. Por último, apresentamos um contraponto entre a formulação teórica proposta por Cano (1977) e a recente metodologia da complexidade econômica proposta por Hausmann e Hidalgo (2011). Procuramos demonstrar a originalidade e riqueza de Cano (1977) que, a despeito da falta de dados e sistemas computacionais, continua sendo atual para pensar os desafios ligados aos processos de desenvolvimento, especialmente em países de grande dimensão e diversidade territorial, por incluir também as condicionantes internacionais, institucionais, sociais e políticas.

    Abstract in English:

    Abstract This article analyzes Wilson Cano’s theoretical and methodological contribution regarding the concept of the economic complex to interpret Brazil’s economic development and its results or differentiated impacts on the territory. The coffee economy created and induced by the coffee plantation in the São Paulo Plateau, and its capacity for diversification and sectorial interrelationship constitutes the basis for the interpretation of the process of industrial growth and concentration in São Paulo. By contrast, the author analyzes the main historical events, namely: sugar production in the Brazilian northeast; rubber extraction in the Amazon region; dispersed agriculture in the three southern states; coffee plantations driven by slave labor in the Paraíba Valley and eastern Minas Gerais; and gold extraction in the 18th century, in order to demonstrate that these regions did not have the necessary conditions to induce a virtuous process of industrialization with the creation of a diverse and complex economic structure. Finally, we present a counterpoint between the theoretical formulation proposed by Cano (1977) and the recent methodology of economic complexity proposed by Hausmann and Hidalgo (2011), to demonstrate the originality and richness of Cano’s (1977) contribution. Despite missing data and the fact that computer systems were not yet available, Cano’s analysis is still current when one considers the challenges related to development processes, particularly in large, diverse countries, considering the international, institutional, social, and political dimensions.
  • The limits of the industry's contribution to development in the Lula and Dilma administrations: a new version of peripheral industrialism? Artigos Originais

    Diegues, Antônio Carlos

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O objetivo deste artigo é analisar os limites da contribuição da indústria brasileira ao desenvolvimento em dois momentos qualitativamente distintos: o ciclo de relativa pujança entre 2003-2010 e a desaceleração e reversão entre 2011 e 2015. A partir deste esforço, pretende-se estabelecer um diálogo com a obra de Wilson Cano - principalmente com suas reflexões na última década - em três dimensões. A primeira delas refere-se à maneira em que estas reflexões compreendem o desenvolvimento como um processo histórico. A segunda diz respeito à heterogeneidade estrutural característica do subdesenvolvimento e a compreensão da industrialização como uma condição necessária para se buscar contornar a dinâmica de reprodução deste processo. Por fim, busca-se compreender os limites da contribuição da indústria ao desenvolvimento ao dialogar com a interpretação presente em toda a obra do autor acerca da centralidade de um projeto de desenvolvimento nacional como vetor de tal estratégia. Na dimensão empírica, para se compreender os limites das contribuições da indústria brasileira entre 2003 e 2015, utiliza-se a metodologia de decomposição estrutural, a fim de se mensurar tal contribuição em três dimensões: (i) produtividade, (ii) salários e remuneração média e (iii) sofisticação das exportações em relação às importações. Como resultados, o artigo traz elementos que sugerem a consolidação de um padrão de organização estrutural da indústria brasileira que limita sua capacidade de contribuição ao desenvolvimento independentemente dos econômicos domésticos. Esses limites seriam materializados na incapacidade de se engendrar um ciclo de desenvolvimento virtuoso que viabilizasse a reconfiguração da estrutura produtiva. Por fim, conclui-se que os limites estariam associados ao fenômeno que este artigo sugere que seja interpretado como uma nova versão do industrialismo periférico (e agora regressivo).

    Abstract in English:

    Abstract This paper aims to analyze the limits of the contribution of Brazilian industry to development in two different moments: the cycle of relative growth between 2003-2010 and the deceleration and reversal between 2011-2015. For this, the structural decomposition methodology is used through the shift-share technique, in order to measure such contribution in three dimensions: (i) productivity, (ii) wages and average remuneration and (iii) sophistication of exports in relation to imports. The article relates to Wilson Cano's reflections considering three dimensions: (i) its understanding of development and underdevelopment as historical processes, (ii) the justification of the centrality of industrialization as an instrument to circumvent the reproduction of the structural heterogeneity characteristic of underdevelopment and (iii) the centrality of national development as a vector of such strategy. The paper suggests the consolidation of a pattern of structural organization of Brazilian industry that limits its capacity to contribute to development, independently of economic cycles. These limits would materialize in the incapacity to create a virtuous development cycle that fosters the reconfiguration of the productive structure. Finally, it is concluded that these limits are associated with the phenomenon that this paper suggests is interpreted as a new version of peripheral (and now regressive) industrialism.
  • The myth of São Paulo’s imperialism revisited Artigos Originais

    Oliveira, Fábio Lucas Pimentel de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A ampla e densa agenda de pesquisa elaborada por Wilson Cano permitiu-lhe estabelecer estreito diálogo com pesquisadores, professores, especialistas, políticos e outros interessados nos problemas que perpassavam a questão regional no Brasil. A contribuição dele foi decisiva, por exemplo, na investigação da tese do imperialismo paulista, que vocalizava uma reação regionalista, em particular nordestina, às contradições provocadas pela insuficiência dinâmica das economias regionais, quando cotejadas à economia de São Paulo. Empregando o método histórico-estrutural e outros traços distintivos próprios aos estudos de Wilson Cano, objetiva-se ilustrar como ele colaborou para a explanação do falso problema que revestiu a referida tese. Argumenta-se que esse enquadramento analítico é um legado segundo o qual se torna possível elucidar aspectos que emergiram da evolução das interdependências que vinculam as regiões brasileiras antes e após 1980, envolvendo, em particular, o Nordeste e São Paulo.

    Abstract in English:

    Abstract Wilson Cano’s broad and dense research agenda enabled him to establish a close dialogue with researchers, professors, specialists, politicians, and others interested in the problems that pervaded the regional issue in Brazil. His contribution was decisive in the investigation of a regionalist reaction to the contradictions caused by the dynamic insufficiency of regional economies when compared to that of São Paulo, considered to be imperialist. Using the historical-structural method and other central characteristics that appear in Wilson Cano’s studies, this paper illustrates how he contributed to the elucidation of the false problem that influenced this thesis. It argues that this analytical framework is a legacy according to which it is possible to explain aspects that emerged from the evolution of the interdependencies that link Brazilian regions before and after 1980, involving, particularly, the Northeast and São Paulo.
  • Regional economy and the formation of the critical urban theory Artigos Originais

    Clementino, Maria do Livramento

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este ensaio rende tributo à reflexão intelectualmente crítica, do Professor Wilson Cano para com a urbanização brasileira. Resgata aspectos relevantes dos seus estudos sobre o urbano, com ênfase no Nordeste. Sua interpretação do urbano foi construída a partir de uma visão global do desenvolvimento, onde a urbanização decorre das grandes transformações estruturais que o país sofre, especialmente a partir da industrialização. Ele nos ensinou entender as interrelações do urbano com o rural e os nexos que disso decorrem para alterar o urbano. Segue o caminho metodológico que ele mesmo indicou, rigorosamente, em suas análises. Indaga sobre as ações e omissões do Estado no processo da urbanização regional, com destaque para sua atuação associada a orbita privada do capital mercantil, e na capacidade de reciclagem dessa forma de capital. Rende homenagem ao valioso legado de sua ampla agenda de pesquisa distinguindo aspectos importantes da relação entre o desenvolvimento e a urbanização.

    Abstract in English:

    Abstract This article pays tribute to Professor Wilson Cano’s intellectually critical reflection on Brazilian urbanization. It retrieves relevant aspects of his studies on the urban area, with an emphasis on the Northeast. His interpretation of urban areas was built from a global vision of development, where urbanization results from the major structural changes that the country is undergoing, especially as a result of industrialization. He taught us to understand the interrelationships between urban and rural areas and how the resulting connections change urban areas. It follows the methodological path that he himself rigorously indicated in his analyzes. He examines the actions and omissions of the State in the process of regional urbanization, with an emphasis on its performance associated with the private orbit of mercantile capital, and on the recycling capacity of this form of capital. It pays homage to the valuable legacy of his broad research agenda, distinguishing important aspects of the relationship between development and urbanization.
  • Wilson Cano: “a vida me deu tudo que eu queria...” Depoimentos

    Brandão, Carlos Antônio
  • Wilson Cano, mestre notável e amigo generoso Depoimentos

    Maciel, Cláudio Schuller
  • Wilson Cano (1937-2020): mestre, orientador, mentor Depoimentos

    Costa, Fernando Nogueira da
  • Wilson Cano: professor, colega e amigo Depoimentos

    Silva, José Graziano da
  • Tributo a Wilson Cano, professor, pesquisador, intelectual e cidadão engajado Depoimentos

    Coutinho, Luciano
  • Wilson Cano - Saudades do amigo e companheiro de muitas batalhas Depoimentos

    Belluzzo, Luiz Gonzaga
  • Wilson Cano - Um professor a serviço do Brasil Depoimentos

    Sampaio Jr., Plínio de Arruda
Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas, Publicações Rua Pitágoras, 353 - CEP 13083-857, Tel.: +55 19 3521-5708 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: publicie@unicamp.br