Imagens da prisão feminina: ilustrações presentes no jornal Só Isso!

Images of women's prisons: illustrations in the Só Isso! newspaper

Daiane de Oliveira Tavares

Resumos

Tendo como fonte/ objeto de pesquisa o jornal - Só Isso! - produzido por apenadas na Penitenciária Talavera Bruce, situada no Rio de Janeiro, o objetivo deste trabalho é investir na análise de algumas de suas imagens, refletindo acerca da importância destas, na medida em que trazem maior sentido à escrita do impresso e se tornam um meio de interlocução entre os leitores e autores. A partir dessa interpretação, é possível pensar os sentidos da escrita e ilustrações oriundas da prisão a fim de ampliar a compreensão de discursos e práticas de privados de liberdade, dando visibilidade às suas vozes e às suas tentativas de constituição de um elo com um mundo entre grades, para além dos muros da prisão.

Imagens; Privação de Liberdade; Mulheres; Escrita


The newspaper - Só Isso! - made by the inmates of the Talavera Bruce prison in Rio de Janeiro is the source for this research, the main object of this work is to analyze on the importance of some of their images, since by this we can make more sense of their writings.This method of observation based on both the illustrations and writings made inside , allow us to have a better understand of the inmate's life, also giving a voice for their attempts to dialog their inner thoughts with the outside world.

Image; Deprivation of Liberty; Women; Writing


  • ARFUCH, Leonor. O Espaço Biográfico: dilemas da subjetividade contemporânea. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2010.
  • BONILLA, Diego Navarro. Archivos y Cultura Escrita Carcelaria: escribir y documentar la prisión desde el siglo XVI. In: SIERRA BLAS, Verônica; GÓMEZ, Castillo (Org.). Letras Bajo Sospecha: escritura y lectura en centros de internamiento. Alcalá: Ediciones Trea, 2005. P. 17-42.
  • CATANI, Denice Barbara; BASTOS, Maria Helena Camara (Org.). Educação em Revista: a imprensa periódica e a história da educação. São Paulo: Escrituras Editora, 2002.
  • CHARTIER, Roger. Formas e Sentido Cultura Escrita: entre distinção e apropriação. Campinas: Mercado de Letras, 2003.
  • CHARTIER, Roger. A História Cultural: entre práticas e representações. Lisboa: Difel, 2002.
  • CHIES, Luiz Antônio Bogo; VARELA, Adriana Batista. A Ambiguidade do Trabalho Prisional num Contexto de Encarceramento Feminino: o circulo vicioso da exclusão. In: XIII CONGRESSO BRASILEIRO DE SOCIOLOGIA. Sociedade Brasileira de Sociologia. 29 de maio a 01 de junho de 2007, UFPE, Recife (PE). GT30: Violência e Sociedade: segurança, controle e castigo. Anais... Pernambuco, 2007. Disponível em: < http://www.sbsociologia.com.br/portal/index.php?option=com_docman&task=cat_view&gid=160&Itemid=171 >. Acesso em: 07 jun. 2010.
  • CHIES, Luiz Antonio Bogo; BARROS, Ana Luisa Xavier. A Prisão dentro da Prisão: sínteses de uma visão sobre o encarceramento Feminimo na 5ª Região Penitenciária do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Ciências Criminais, São Paulo, ano 17, n. 79, p. 01-14, 2009.
  • DIAS, Márcia Hilsdorf. A escola Normal Paulista na ótica dos conservadores. In: GONDRA, José. Dos Arquivos à Escrita da História: educação brasileira entre o império e a república. Bragança Paulista: EDUSF, 2002. P. 109-132.
  • FERNANDES, Ana Lúcia Cunha. O Impresso e a Circulação de Saberes Pedagógicos: apontamentos sobre a imprensa pedagógica na história da educação. In: Xavier, Libânia Nacif; Magaldi, Ana Maria Bandeira de Mello. IMPRESSOS e História da Educação: usos e destinos. Rio de Janeiro: 7letras, 2008. P. 15-29.
  • FOUCAULT, Michel. O que É um Autor? Lisboa: Passagens, 1992.
  • GÓMEZ CASTILLO, Antonio; SIERRA BLAS, Verônica. Prólogo: entre la represión y la libertad. In: Letras Bajo Sospecha: escritura y lectura en centros de internamiento. Alcalá: Ediciones Trea, 2005. P. 11-16.
  • LEMGRUBER, Julita. Cemitério dos Vivos: análise sociológica de uma prisão de mulheres. Rio de Janeiro: Achiamé, 1999.
  • MIGNOT, Ana Chrystina Venâncio. Artesãos da Palavra: cartas a um prisioneiro político tecem redes de ideias e afetos. In: BASTOS, Maria Helena Camara; CUNHA, Maria Teresa Santos; MIGNOT, Ana Chrystina Venâncio (Org.). Destinos das Letras: história, educação e escrita epistolar. Passo Fundo: Ed. UFP, 2002. P. 115-116.
  • MORAES, Eliane Robert. A Cifra e o Corpo: as cartas de prisão do marquês de Sade. In: GALVÃO, Walnice Nogueira; GOTLIB, Nádia Battella. Prezado Senhor, Prezada Senhora – estudo sobre cartas. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. P. 55-60.
  • NÓVOA, Antonio. A Imprensa de Educação e Ensino: concepção e organização do repertório português. In: CATANI, Denice; BASTOS, Maria Helena Camara. Educação em Revista: a imprensa periódica e a história da educação. São Paulo: Escrituras Editora, 2002. P. 11-31.
  • RUBACALBA PÉREZ, Carmen. Escribo aquello que no sabía decirle a nadie: la escritura en reclusión. In: SIERRA BLAS, Verônica; GÓMEZ, Castillo (Org.). Letras Bajo Sospecha: escritura y lectura en centros de internamiento. Alcalá: Ediciones Trea, 2005. P. 217-235.
  • SIERRA BLAS, Verônica. Aprender a Escribir Cartas: los manuales epistolares en la España contemporánea (1927-1945). Gijón: Trea, 2003.
  • SOARES, Bárbara Musumeci Soares; ILGENFRITZ, Iara. Prisioneiras: vida e violência atrás das grades. Rio de Janeiro: Garamond, 2002.
  • SOUZA, Elizeu Clementino de. Histórias de vida, escritas de si e abordagem experiencial. In: SOUZA, Elizeu Clementino de. Histórias de Vida e Formação de Professores Rio de Janeiro: Quartet: FAPERJ, 2008. P. 87-101.
  • TAVARES, Daiane de Oliveira. Escritas Encarceradas: representações do universo prisional feminino nas páginas do jornal da Penitenciária Talavera Bruce. 2011. 141 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    21 Mar 2013
  • Data do Fascículo
    Mar 2013

Histórico

  • Recebido
    16 Jul 2012
  • Aceito
    03 Dez 2012
Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação Avenida Paulo Gama, s/n, Faculdade de Educação - Prédio 12201 - Sala 914, 90046-900 Porto Alegre/RS – Brasil, Tel.: (55 51) 3308-3268, Fax: (55 51) 3308-3985 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: educreal@ufrgs.br