O trabalho de professores/as em um Espaço de privação de liberdade

The work of teachers in an Incarceration space

Resumos

O presente artigo apresenta uma pesquisa que teve como problemática as necessidades de formação continuada dos docentes que atuam na Escola Supletiva da Penitenciária, situada no Complexo Penitenciário do município de Florianópolis. A pesquisa evidenciou e neste artigo se apresentam as demandas de atuação dos/as docentes investigados, as quais não estão restritas às questões relacionadas diretamente ao modo de funcionamento dos espaços de privação de liberdade, mas sim a questões mais abrangentes relacionadas às particularidades do trabalho docente nesses espaços, às metodologias, modo de compreender os estudantes, a relação com os profissionais do complexo penitenciário e fundamentos da Educação de Jovens e Adultos.

Docência; Educação de Jovens e Adultos; Espaços de Privação de Liberdade


The present paper presents a research work that had as its problematics the needs for continuing education of the teachers acting in the Penitentiary Supplementary School, sited in Florianópolis city Penitentiary Complex. The research shows evidence that the needs for continuing education of the teachers under investigation are not only restricted to the way the incarceration spaces work, but also to broader questions related to specificities of the educators working in those spaces, to their methodologies, their understanding of the students, the relationship with employees of the penitentiary complex, and to the foundations of Education for Youngsters and Adults.

Teaching; Education of Youngsters and Adults; Incarceration Spaces


  • ABREU, Almiro Alves de. Educação entre Grades: um estudo sobre a educação penitenciária do Amapá. 2008. 130 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, São Paulo, 2008.
  • BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Nacionais para a Oferta de Educação para Jovens e Adultos em Situação de Privação de Liberdade Parecer n. 04 de 9 de março de 2010. Brasília, 2010.
  • BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Dispõe sobre as Diretrizes Nacionais para a Oferta de Educação nos Estabelecimentos Penais Resolução n. 03 de 11 de março de 2009. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12992:diretrizes-para-a-educacao-basica&catid=323:orgaos-vinculados>. Acesso em: 17 abr. 2010.
  • CARVALHO, Marília Pinto de. No Coração da Sala de Aula: gênero e trabalho docente nas séries iniciais. São Paulo: Xamã, 1999.
  • CERTEAU, Michel de. A Invenção do Cotidiano: as artes do fazer. Petrópolis: Vozes, 1998.
  • CONTRERAS, Jose. A Autonomia de Professores São Paulo: Cortez, 2002.
  • COSTA, Francisco Xavier Santos, et. al. Educação em Espaços de Privação de Liberdade: considerações acerca do Parecer CNE/CEB nº 4/2010. In: I CONGRESSO INTERNACIONAL DA CÁTEDRA UNESCO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS. 2010. João Pessoa. Anais... 2010. V. 1. P. 01-15.
  • FIORE, Miriam Rodrigues. A Educação na Penitenciária Feminina da Capital: a crença na reabilitação. 2003. 131 f. Dissertação (Mestrado em Educação, Administração e Comunicação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de São Marcos, São Marcos, São Paulo, 2003.
  • FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.
  • FURINI, Dóris Regina Marroni; DURAND, Olga Celestina da Silva; SANTOS, Pollyana dos. Sujeitos da Educação de Jovens e Adultos, Espaços e Múltiplos Saberes. In: LAFFIN, Maria Hermínia Lage Fernandes (Org.). Educação de Jovens e Adultos e Educação na Diversidade Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2011. P. 160-245.
  • GOFFMAN, Erving. Manicômios, Prisões e Conventos São Paulo: Perspectiva, 2010.
  • IRELAND, Timothy. Anotações sobre a Educação em Prisões: direito, contradições e desafios. In: CRAIDY, Carmen Maria. Educação em Prisões: direito e desafio. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2010. P. 23-36.
  • JULIÃO, Elionaldo Fernandes. As Políticas de Educação para o Sistema Penitenciário. In: ONOFRE, Elenice Maria Cammarosano (Org.). Educação Escolar entre as Grades São Carlos: EdUFSCar, 2007. P. 29-50.
  • LAFFIN, Maria Hermínia Lage Fernandes. Reciprocidades e Acolhimento na Educação de Jovens e Adultos: ações intencionais na relação com o saber. Revista Educar, Curitiba, Editora UFPR, n. 29, p. 101-119, 2007.
  • LAFFIN, Maria Hermínia Lage Fernandes. A Constituição da Docência entre Professores de Escolarização Inicial de Jovens e Adultos 2006. 216 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, 2006.
  • MACHIN, Felipe. Condiciones que Deberían Estar Presentes para una Mejor Intervención Educativa en las Prisiones. In: CRAIDY, Carmen Maria. Educação em Prisões: direito e desafio. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2010. P. 56-57.
  • NAKAYAMA, Andréa Rettig. O Trabalho de Professores/as em um Espaço de Privação de Liberdade 2011. 226 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, 2011.
  • ONOFRE, Elenice Maria Cammarosano. Escola da Prisão: espaço de construção do homem aprisionado. In: ONOFRE, Elenice Maria Cammarosano (Org.). Educação Escolar entre as Grades São Carlos: EdUFSCar, 2007. P. 11-28.
  • PAIVA, Jane. Estudantes Internos Penitenciários. In: AGUIAR. Maria Ângela da Silva. (Org.). Educação de Jovens e Adultos: o que dizem as pesquisas. Recife: Gráfica J. Luiz Vasconcelos, 2009. P. 09-36.
  • PEREIRA, Tânia Maria Dahmer. O Guarda Espera um Tempo Bom: a relação de custódia e o ofício dos inspetores penitenciários. 2006. 365 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) – Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006.
  • RIBEIRO, Vera Maria Masagão. A Formação de Educadores e a Constituição da Educação de Jovens e Adultos como Campo Pedagógico. Educação & Sociedade, Campinas, n. 68, p. 184-201, dez. 1999.
  • SACRISTÁN, Gimeno. Consciência e Acção sobre a Prática como Libertação Profissional dos Professores. In: NÓVOA, A. (Org.). Profissão Professor Porto Editora: Porto, Portugal, 1995. P. 63-92.
  • SANTA Catarina. Diretoria de Educação Básica e Profissional. Documento Normativo Educação Básica e Profissional – 2009 Florianópolis, 2009.
  • SANTOS, José Jackson Reis dos. Especificidades dos Saberes para a Docência na Educação de Pessoas Jovens e Adultas. Práxis Educacional, Vitória da Conquista/ES, v. 6, n. 8, p. 157-176, jan./jun. 2010. Disponível em: <http://periodicos.uesb.br/index.php/praxis/article/viewFile/292/325>. Acesso em: 01 set. 2011.
  • SANTOS, Sílvio dos. A Educação Escolar na Prisão sob a Ótica dos Detentos. In: ONOFRE, Elenice Maria Cammarosano (Org.). Educação Escolar entre as Grades São Carlos: EdUFSCar, 2007. P. 93-110.
  • SARTORI, Anderson. Legislação, Políticas Públicas e Concepções de Educação de Jovens e Adultos. In: LAFFIN, Maria Hermínia Lage Fernandes (Org.). Educação de Jovens e Adultos e Educação na Diversidade Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2011.
  • SILVA, Maria da Conceição Valença da. A Prática Docente da EJA: o caso da Penitenciária Juiz Plácido de Souza em Caruaru. 2004. 274 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Pernanbuco, 2004.
  • VIEIRA, Elizabeth de Lima Gil. Trabalho Docente: de portas abertas para o cotidiano de uma escola prisional. 2008. 137 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.
  • ZANIN, Joslene Eidam. Direito a Educação: políticas públicas para a ressocialização através da educação carcerária na penitenciária estadual de Ponta Grossa. 2008. 92 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, Minas Gerais, 2008.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    21 Mar 2013
  • Data do Fascículo
    Mar 2013

Histórico

  • Recebido
    16 Jul 2012
  • Aceito
    09 Jan 2013
Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação Avenida Paulo Gama, s/n, Faculdade de Educação - Prédio 12201 - Sala 914, 90046-900 Porto Alegre/RS – Brasil, Tel.: (55 51) 3308-3268, Fax: (55 51) 3308-3985 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: educreal@ufrgs.br