Entre as manobras da mão e do espírito: o assombro da formação humana

Between the maneuvers of the hand and the soul: the wonders of human formation

Resumos

O artigo apresenta a fecundidade do conceito de formação humana. Apoia-se nos estudos de Valéry e Nietzsche destacando as manobras da mão e do corpo para mostrar um fazer no campo da educação que põe em movimento os exercícios do espírito e produz beleza. Formar-se implica dançar com os pés, as mãos, as palavras, os conceitos para, em alguma medida, ser capaz de enfrentar as tensões entre natureza e cultura e dar lugar ao ato criativo. Talvez as manobras testemunhem um corpo que exige de si mesmo pensar de outro jeito. Manobras que tocam detalhes, têm dedos para nuances, suportam a novidade e resistem a encontrar a si mesmo nas coisas. Capazes de suportar o assombro dos inícios para sofisticar a formação humana.

Formação; Educação; Natureza; Cultura


The present text aims to discuss the fruitfulness of the concept of human development. It is based on studies of Nietzsche and Valéry, highlighting the maneuvers of the hand and body to present action in the educational field, which brings to light exercises of the mind that imply in the production of beauty. The process of formation involves dancing with your feet, your hands, your words, your concepts, so that one becomes able to cope with the tensions between culture and nature, while allowing the creative act to take place. Perhaps the maneuvers witness a body that requires thinking of itself differently. Maneuvers that have fingers to touch details, support and resist the finding of oneself (find yourself) in everything. Such maneuvers are able to withstanding the shock of the beginnings to refine the human formation.

Formation; Education; Nature; Culture


  • ALMEIDA, Cídio Lopes de. A Educação Estética de Nietzsche. Revista Omnia Lumina, São Paulo, v. 1, n. 2, p. 123-155, jul./dez. 2010.
  • GARCIA HOZ, Victor (Org.). Diccionario de Pedagogia Barcelona: Editorial Labor, 1964. 2 v.
  • MACHADO, Roberto. Arte e Filosofia no "Zaratustra" de Nietzsche. In: NOVAES, Adauto (Org.). Artepensamento São Paulo: Companhia das Letras, 1994.
  • MACHADO, Roberto. O Nascimento do Trágico: de Schiller a Nietzsche. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2006.
  • MATOS, Olgária C. F. Filosofia – a Polifonia da Razão: filosofia e educação. São Paulo: Scipione, 1997.
  • NIETZSCHE, Friedrich. O Crepúsculo dos Ídolos ou Como se Filosofa com o Martelo Tradução, notas e posfácio de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das letras, 2006.
  • NIETZSCHE, Friedrich. Ecce Homo Tradução, organização e notas de Marcelo Backes. Porto Alegre: L&PM, 2003.
  • REY, Jean-Michel. Valéry, os Exercícios do Espírito. In: Novaes, Adauto (Org.). Artepensamento São Paulo: Companhia das Letras, 1994. P. 149-161.
  • SILVA, Sérgio Pereira da. Pedagogia do Ressentimento: o otimismo nas concepções e nas práticas de ensino. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 92, n. 230, p. 107-125, jan./abr. 2011.
  • VALÉRY, Paul. Introdução ao Método de Leonardo Da Vinci Tradução de Geraldo Gérson de Souza. Ed. bilíngue. São Paulo: Ed. 34, 1998.
  • VIESENTEINER, Jorge Luiz. Aprender a Ver, Aprender a Pensar, Aprender a Falar e Escrever: condições do conceito de Bildung no Crepúsculo dos Ídolos de Nietzsche. Artigo no prelo, disponibilizado em Palestra/UFSC-2011.
  • WEBER, José Fernandes. Formação (Bildung), Educação e Experimentação em Nietzsche Londrina: EDUEL, 2011.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    23 Set 2013
  • Data do Fascículo
    Set 2013

Histórico

  • Recebido
    15 Dez 2011
  • Aceito
    07 Maio 2012
Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação Avenida Paulo Gama, s/n, Faculdade de Educação - Prédio 12201 - Sala 914, 90046-900 Porto Alegre/RS – Brasil, Tel.: (55 51) 3308-3268, Fax: (55 51) 3308-3985 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: educreal@ufrgs.br