Educação e as novas concepções de realidade, interação e conhecimento

Education and new conceptions of reality, interaction and knowledge

Resumos

Neste artigo analisamos as colocações de pensadores como Nietzsche, Heidegger e Foucault, dentre outros, acerca da suposta superioridade epistemológica da modernidade, fruto do entendimento comum de que os modelos explicativos modernos manteriam uma conexão privilegiada com a realidade, tida como absoluta. Consideramos que os entendimentos propostos por estes pensadores modificam as concepções de interação e de conhecimento e que, portanto, isso deve ser considerado para uma concepção revisionista de educação. Nesse sentido, analisamos e contrapomos os questionamentos básicos da crítica à pós-modernidade, como passou a ser chamada a cena atual, e de forma sucinta indicamos caminhos metodológicos para uma prática educacional para esse contexto.

Realidade; Interação; Pós-modernidade; Educação Revisionista


In this paper we analyse the ideas which thinkers like Nietzsche, Heidegger and Foucault, among others, put forward concerning the supposed epistemological superiority of the modernity, as a consequence of the usual understanding that modern explanatory models would maintain a privileged connection with reality, taken as absolute. We consider that the understandings proposed by those thinkers change the conceptions of interaction and knowledge, and therefore that they should be taken into account in a revisionist conception of education. In this sense, we analyse and develop counter-arguments to the basic criticisms against the post-modernity - as the current scene has been called - and briefly point out methodological approaches for an educational practice for this context.

Reality; Interaction; Post-Modernity; Revisionist Education


  • AZEREDO, Vânia Dutra de. Nietzsche e a Dissolução da Moral São Paulo: Discurso Ed. e Ed. UNIJUÍ, 2000.
  • DOUGLAS, Mary. Como as Instituições Pensam São Paulo: Editora da USP, 2007.
  • FERREIRA JR., Wanderley. A Universidade na Era da Técnica: tarefas e desafios. Aprender – Caderno de Filosofia e Psicologia da Educação, Vitória da Conquista, v. 6, n. 10, p. 223-254, jan./jul. 2008.
  • FOUCAULT, Michel. A Arqueologia do Saber 7. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.
  • FOUCAULT, Michel. Microfísica do Poder 24. ed. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2007.
  • FOUCAULT, Michel. As Palavras e as Coisas: uma arqueologia das ciências humanas. 8. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.
  • FOUCAULT, Michel. Verdade, Poder e Si. In: FOUCAULT, Michel. Dits et Écrits Paris: Gallimard, 1994. V. IV, p. 777-783. Disponível em: <http://www.unb.br/fe/tef/filoesco/foucault/>. Acesso em: 01 ago. 2011.
  • FREIRE, Sônia Barreto. A Determinação Ontológica do Mundo: um perfeito a priori. In: Aprender – Caderno de Filosofia e Psicologia da Educação, Vitória da Conquista, v. 6, n. 10, jan./jul. 2008.
  • GHIRALDELLI JR., Paulo. Filosofia da Educação e Ensino: perspectivas neopragmáticas. Ijuí: Ed. UNIJUÍ, 2000.
  • HEIDEGGER, Martin. Ser e Tempo 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.
  • LIRA, Edgar. Heidegger e a Educação. In: Aprender – Caderno de Filosofia e Psicologia da Educação, Vitória da Conquista, v. 6, n. 10, p. 57-72, jan./jul. 2008.
  • LOPES, Francisco Adaécio Dias. Educação Científica no Contexto Pós-ontológico: por uma concepção plural de conhecimento e educação. 2010. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências Naturais e Matemática) – Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal. Disponível em: <http://bdtd.bczm.ufrn.br/tedesimplificado/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=3700>. Acesso em: 17 jul. 2013.
  • LOPES, Francisco Adaécio Dias; JAFELICE, Luiz Carlos. Educação Científica no Contexto Pós-ontológico: um novo ensino de ciências para uma nova imagem da ciência. In: XVIII SIMPÓSIO NACIONAL DE ENSINO DE FÍSICA, Vitória, 2009. Disponível em: <http://www.sbf1.sbfisica.org.br/eventos/snef/xviii/sys/resumos/T0420-1.pdf>. Acesso em: 17 jul. 2013.
  • MAFFESOLI, Michel. Elogio da Razão Sensível Petrópolis: Vozes, 2005.
  • MARTON, Scarlett. O Homem que foi um Campo de Batalha. In: NIETZSCHE, Friedrich. Assim Falou Zaratustra São Paulo, Martin Claret, 2001. P. 11-21.
  • NICOLESCU, Basarab. O Manifesto da Transdisciplinaridade São Paulo: TRIOM, 1999.
  • NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. A Gaia Ciência São Paulo: Companhia das Letras, 2001a.
  • NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Assim Falou Zaratustra São Paulo: Martin Claret, 2001b.
  • NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Humano, Demasiado Humano: um livro para espíritos livres. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.
  • O'SULLIVAN, Edmund. Aprendizagem Transformadora: uma visão educacional para o século XXI. São Paulo: Cortez: Instituto Paulo Freire, 2004.
  • OVERING, Joanna. O Mito como História: um problema de tempo, realidade e outras questões. Mana, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 107-140, 1995.
  • RIBEIRO, Caroline Vasconcelos. Freud se Encaixaria no rol dos Operários (Handwerker) das Ciências Naturais? Considerações Heideggerianas Acerca da Psicanálise Freudiana. In: Aprender – Caderno de Filosofia e Psicologia da Educação, Vitória da Conquista, v. 6, n. 10, p. 123-158, jan./jul. 2008.
  • RORTY, Richard. Filosofia Como Política Cultural São Paulo: Martins Fontes, 2009.
  • RORTY, Richard. Como Emancipar a Nossa Cultura (Por um Secularismo Romântico). In: SOUZA, José Crisóstomo de (Org.). Filosofia, Racionalidade e Democracia: os debates Rorty & Habermas. São Paulo: Ed. UNESP, 2005. P. 85-100.
  • RORTY, Richard. Nietzsche, Sócrates e o Pragmatismo. Cadernos Nietzsche, n. 4, p. 07-16, 1998. Disponível em: <http://www.cadernosnietzsche.unifesp.br/pt/home/item/download/18>. Acesso em: 17 jul. 2013.
  • SANTOS, Milton. Por uma Outra Globalização: do pensamento único à consciência universal. 13. ed. Rio de Janeiro: Record, 2006.
  • SARAMAGO, Lígia. Sobre a Serenidade em Heidegger: uma reflexão sobre os caminhos do pensamento. Aprender – Caderno de Filosofia e Psicologia da Educação, Vitória da Conquista, v. 6, n. 10, p. 159-176, jan./jul. 2008.
  • SPIVAK, Gayatri Chakravorty. Pode o Subalterno Falar? Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2010.
  • WITTGENSTEIN, Ludwig. Conferência sobre Ética. In: DALL'AGNOL, Darlei. Ética e Linguagem: uma introdução ao Tractatus de Wittgenstein. 3. ed. Florianópolis: Ed. da UFSC; São Leopoldo: Editora Unisinos, 2005. P. 213-224.
  • WITTGENSTEIN, Ludwig. Tratado Lógico-Filosófico/Investigações Filosóficas 3. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2002.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    23 Set 2013
  • Data do Fascículo
    Set 2013

Histórico

  • Recebido
    15 Dez 2011
  • Aceito
    17 Set 2012
Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação Avenida Paulo Gama, s/n, Faculdade de Educação - Prédio 12201 - Sala 914, 90046-900 Porto Alegre/RS – Brasil, Tel.: (55 51) 3308-3268, Fax: (55 51) 3308-3985 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: educreal@ufrgs.br