Finitude, "Frequentação do Mundo" e formação humana em Michel de Montaigne

Finiteness, "Frequenting the World" and human formation on Michel de Montaigne

O artigo propõe pensar a formação humana a partir de alguns aspectos da filosofia de Michel de Montaigne que nos são dados no texto clássico Ensaios. Inicialmente apresenta-se um desenho da época renascentista, chão de sua perspectiva antropológica, marcada pela importância do homem no mundo. Tendo por base uma hermenêutica dos ensaios montaigneanos, interpreta-se a ideia de finitude e de frequentação postas pelo autor enquanto elementos fundantes de seu horizonte filosófico. A contribuição da filosofia da educação de Michel de Montaigne aponta, justamente, para o caráter aberto e inconclusivo (e, por isso, rico) da vida, da formação humana e da educação.

Michel de Montaigne; Finitude; "Frequentação do Mundo"; Formação Humana; Filosofia da Educação


Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação Avenida Paulo Gama, s/n, Faculdade de Educação - Prédio 12201 - Sala 914, 90046-900 Porto Alegre/RS – Brasil, Tel.: (55 51) 3308-3268, Fax: (55 51) 3308-3985 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: educreal@ufrgs.br