O sinal do espiralamento anti-horário da linea nigra

Daniel Klotzel Marina Zamuner Andrea Maria Novaes Machado Cristina Tiemi Amadatsu Adolfo Wenjaw Liao Sobre os autores

RESUMO

Objetivo:

Descrever a morfologia da linea nigra supra e infraumbilical em puérperas.

Métodos:

O estudo foi realizado no período de setembro de 2017 a abril de 2018 e incluiu 157 puérperas admitidas para o parto no Serviço de Obstetrícia de uma maternidade pública da cidade de São Paulo (SP). O abdome das pacientes foi fotografado no primeiro ou segundo dia pós-parto, com a paciente deitada simetricamente em decúbito dorsal a uma distância padronizada. O contraste foi ligeiramente ajustado, e o padrão morfológico da linea nigra supra e infraumbilical na proximidade da cicatriz umbilical foi caracterizado. As imagens foram analisadas independentemente por dois pesquisadores, e apenas os resultados concordantes dos dois observadores foram utilizados.

Resultados:

Dos 157 casos observados, 139 (88,5%) imagens apresentaram resultados concordantes entre os dois pesquisadores. Excluindo 41 casos de ausência ou má definição da linea nigra, 98 imagens foram analisadas. As linea nigra supra e infraumbilicais foram analisadas separadamente e classificadas de acordo com três direções (esquerda, centro e direita da cicatriz umbilical). A combinação das imagens supra e infraumbilicais resultou na formação de nove padrões distintos, sendo os mais prevalentes nas primíparas (72,2%) e multíparas (50,0%), o que os autores denominaram “espiralamento anti-horário da linea nigra”.

Conclusão:

A análise das linea nigra supra e infraumbilical em puérperas mostrou predominância do que os autores denominaram “sinal do espiralamento anti-horário da linea nigra”.

Descritores:
Linea nigra; ; Hiperpigmentação/diagnóstico; Pele/patologia; Pigmentação da pele; Alterações fisiológicas na gravidez

Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein Avenida Albert Einstein, 627/701 , 05651-901 São Paulo - SP, Tel.: (55 11) 2151 0904 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista@einstein.br