“O que é o bom resultado?” Indagando o sentido da avaliação e suas articulações curriculares* * Esse artigo é fruto de pesquisa financiada pela FAPERJ - Jovem Cientista do Nosso Estado e Grupos Emergentes; CNPq - Ciências Humanas e Sociais; UERJ – Prociência, decorrente do projeto de pesquisa “Múltiplos contextos de produção curricular em suas conexões, conflitos e ações: em foco as instâncias de mediação da rede Municipal de Educação do Rio de Janeiro” (2012–2015).

“What is a good result?” Inquiring the sense of assessment and its curriculum articulations

“¿Qué es un buen resultado?” Investigando el sentido de evaluación y sus articulaciones curriculares

Rita de Cássia Prazeres Frangella Juliana Camila Barbosa Mendes Sobre os autores

Resumo

Esta reflexão desdobra-se de pesquisa que interroga a produção de políticas curriculares no Município do Rio de Janeiro, discutindo as conexões e articulações entre as demandas da rede e as demandas locais de cada escola, dando especial atenção à coordenação pedagógica como espaço de articulação/produção curricular. Em meio às análises do corpus empírico da pesquisa, a relação entre currículo e avaliação, num cenário de cultura de testagem, foram sendo postos em destaque os sentidos de uma prática avaliativa e sua relação com a produção curricular. Assim, problematizamos os deslocamentos de sentidos que são ressignificados e hegemonizados na produção da política curricular que tem a avaliação como dimensão instituinte de uma política calcada na prescrição de qualidade atrelada a um discurso de accountability.

Avaliação; Accountability; Política curricular; Qualidade

Fundação CESGRANRIO Revista Ensaio, Rua Santa Alexandrina 1011, Rio Comprido, 20261-903 , Rio de Janeiro - RJ - Brasil, Tel.: + 55 21 2103 9600 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: ensaio@cesgranrio.org.br