Accessibility / Report Error

Internacionalização do Ensino Superior no Cazaquistão: da vontade política à implementação

Resumo

Como todo o país, o Ensino Superior no Cazaquistão está em uma fase de transição há mais de 30 anos. Uma das dimensões dessa transição é ligada à internacionalização do Ensino Superior. Nessa contribuição, apostamos na internacionalização em casa. Em primeiro lugar, sintetizamos a literatura acadêmica dedicada a essa questão no Cazaquistão. Em segundo lugar, analisamos os fluxos de estudantes estrangeiros naquele país durante os últimos anos. O país tem conseguido atrair cada vez mais estudantes de países vizinhos, embora o número continue pequeno comparado com os estudantes do Cazaquistão que vão para o exterior. Terceiro, destacamos duas estratégias adicionais usadas para aumentar a internacionalização no país: emprego de acadêmicos estrangeiros e o lançamento de campi estrangeiros no Cazaquistão. Por fim, discutimos o uso de línguas estrangeiras e, principalmente, o inglês como ferramenta de internacionalização local. Provavelmente, o país superestimou sua capacidade de fazer do inglês uma língua de ensino de nível universitário.

Cazaquistão; internacionalização; mobilidade; desenvolvimento; política universitária

Fundação CESGRANRIO Revista Ensaio, Rua Santa Alexandrina 1011, Rio Comprido, 20261-903 , Rio de Janeiro - RJ - Brasil, Tel.: + 55 21 2103 9600 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: ensaio@cesgranrio.org.br