Algo de novo sob o sol no Ensino Médio: um estudo de caso

Silvia Regina dos Santos Coelho Candido Alberto Gomes Sobre os autores

Resumo

O presente artigo relata um estudo de caso realizado numa escola média, que há dezessete anos implantou oficinas de aprendizagem, com interseriação e interdisciplinaridade, bem como o ensino a distância complementar. O estabelecimento, num bairro periférico de Curitiba, Brasil, mantém acordos para que seus alunos, optativamente, cursem o ensino técnico no contraturno. A metodologia, de natureza quali-quantitativa incluiu análise documental, observação, entrevistas semiestruturadas com diretores, orientadores, professores e alunos e aplicação de questionários a amostras de conveniência de docentes e discentes. Os resultados evidenciam que, atendendo às expectativas sociais, a Escola investigada se tornou publicamente diferente pelas suas metodologias e pelo êxito ao conciliar a preparação para os estudos superiores e o curso técnico. A avaliação contínua e a recuperação paralela reduzem a reprovação e o abandono a níveis mínimos. A imagem organizacional predominante é a da escola como empresa, com componentes do modelo burocrático, para enquadrar as inovações nos moldes oficiais, e a imagem da escola como cultura. Discutem-se implicações destas imagens organizacionais.

Ensino médio; Política educacional; Projeto educacional; Ensino-aprendizagem; Escola como organização formal

Fundação CESGRANRIO Rua Santa Alexandrina 1011, Rio Comprido, 20261-235 Rio de Janeiro - RJ - Brasil, Tel.: + 55 21 2103 9600, Fax: + 55 21 2103 9600 r.338, - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: ensaio@cesgranrio.org.br