Racionalidade e gerencialismo na política educacional paulista de 1995 a 2014: muito além das conjunturas

Racionality and managerialism in the São Paulo educational policy of 1995 to 2014: beyond conjunctures

Racionalidad y gerencialismo en la política educativa de São Paulo desde 1995 hasta 2014: más allá de las coyunturas

Géssica Priscila Ramos Sobre o autor

Resumo

Este artigo objetiva apresentar o modelo de gestão que embasa a política educacional paulista de 1995 a 2014, reconstruindo, para tanto, a lógica que sustenta e entrelaça os principais programas, projetos e ações implementados no período. A partir de análise bibliográfica e documental, verificou-se que, nesse período, os eixos racionalização organizacional, mudança nos padrões de gestão e melhoria na qualidade do ensino, mantiveram-se como base da reforma educacional no Estado. Sob essa configuração, o material analisado revela que tal processo sustenta-se num modelo gerencialista e de racionamento da educação e, por conseguinte, da própria qualidade do ensino.

Política educacional paulista; Gestão educacional; Qualidade de ensino

Fundação CESGRANRIO Revista Ensaio, Rua Santa Alexandrina 1011, Rio Comprido, 20261-903 , Rio de Janeiro - RJ - Brasil, Tel.: + 55 21 2103 9600 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: ensaio@cesgranrio.org.br