Inovação na era digital: novo mercado de trabalho e mudanças educacionais

Sidney Luiz de Matos Mello Nicholas Van Erven Ludolf Osvaldo Luiz Gonçalves Quelhas Marcelo Jasmim Meiriño Sobre os autores

Resumo

A era digital chama nossa atenção para os avanços industriais, mudanças no mercado de trabalho e no sistema educacional. Este estudo investiga tais fatores, por meio de indicadores analíticos como desempenho da força de trabalho, educação e inovação no Brasil no contexto mundial. Trata-se de uma pesquisa exploratória qualitativa, que permite refletir sobre a relação entre a força de trabalho e a educação tecnológica para mão de obra qualificada. O banco de dados utilizado incluiu dados documentais da literatura e dados de pesquisas censitárias no Brasil e no exterior. Os dados indicam que o Brasil está significativamente atrasado na indústria digital, capital humano e pesquisa; atrás de todos os outros BRICS em termos de desempenho em inovação. Cerca de 11 milhões de pessoas com idades entre 15 e 29 anos não estão trabalhando e não estão matriculadas em ensino médio, ensino superior, curso técnico ou qualificação profissional. O número de alunos de 15 a 19 anos que frequentam cursos técnicos ainda é de cerca de 9%. A rede de institutos técnicos nacionais é essencial para a recomposição rápida de mão de obra qualificada em conexão com a indústria. A economia brasileira precisa crescer, fortalecendo a indústria digital e a pesquisa. As políticas públicas são orientadas para a educação técnica ligada à indústria e ao sucesso da Agenda Brasileira para a Indústria 4.0.

Transformação digital; Força de trabalho; Educação tecnológica; BRICS

Fundação CESGRANRIO Revista Ensaio, Rua Santa Alexandrina 1011, Rio Comprido, 20261-903 , Rio de Janeiro - RJ - Brasil, Tel.: + 55 21 2103 9600 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: ensaio@cesgranrio.org.br