• Untitled document Editorial

  • O autogerenciamento de docentes em sua formação e em seu trabalho Artigos

    Paraíso, Marlucy Alves

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo trabalha com a perspectiva da governamentalidade de Michel Foucault e utiliza o seu conceito de governo com o intuito de discutir as autoridades convocadas e autorizadas em uma parte do discurso da mídia educativa brasileira sobre educação escolar, divulgada entre os anos de 1999 e 2001. O discurso investigado é significado como integrando um conjunto de mecanismos de governo em relação à conduta dos indivíduos na sociedade contemporânea. A análise focaliza as estratégias e técnicas utilizadas nesse discurso para ensinar aos professores a se auto-regularem e agirem para o bem da educação e do desenvolvimento do Brasil. Demonstra que a educação escolar é apreendida no discurso investigado como um problema social e traduzida como um objeto passível de intervenção e regulação. Essa intervenção deve ser feita por todos, mas alguns experts são convocados para ensinar-nos como devemos nos conduzir e como devemos intervir na educação. O argumento desenvolvido é o de que a mídia educativa - por meio de operações tecnológicas diferenciadas, do uso de especialistas e da produção de novas autoridades em educação - apresenta-se como uma autoridade em educação, colocando em funcionamento mecanismos heterogêneos para ensinar aos professores procedimentos que devem aplicar sobre si mesmos de modo a governar sua própria conduta e auxiliar no processo de governo dos outros.

    Abstract in English:

    The present article works in the perspective of Michel Foucault's governmentality, and makes use of his concept of govern with the purpose of discussing the authorities summoned and authorized in part of the discourse of the Brazilian educational media on school education circulated between 1999 and 2001. The discourse investigated is signified as integrating a set of govern mechanisms associated to the conduct of individuals in contemporary society. The analysis focuses on the strategies and techniques used in this discourse to instruct teachers on how to self-regulate and act for the good of education and of the development of Brazil. It demonstrates that school education is apprehended in the discourse investigated as a social problem, and translated as an object susceptible to intervention and regulation. Such intervention must be made by all, but some experts are called upon to teach us how we should behave and how to intervene in education. The argument developed here is that the educative media - through various technological operations, the use of specialists, and the production of new authorities in education - presents itself as an authority in education, putting to work heterogeneous mechanisms to instruct teachers on procedures they should apply to themselves so as to govern their our conduct, and to help in the govern process of others.
  • O professor, as condições de trabalho e os efeitos sobre sua saúde Artigos

    Gasparini, Sandra Maria; Barreto, Sandhi Maria; Assunção, Ada Ávila

    Abstract in Portuguese:

    O estudo das relações entre o processo de trabalho docente, as reais condições sob as quais ele se desenvolve e o possível adoecimento físico e mental dos professores constituem um desafio e uma necessidade para se entender o processo saúde-doença do trabalhador docente e se buscar as possíveis associações com o afastamento do trabalho por motivo de saúde. Este artigo apresenta o perfil dos afastamentos do trabalho por motivos de saúde de uma população de profissionais da educação. Buscando elementos na literatura disponível, aventa a hipótese de que as condições de trabalho nas escolas podem gerar sobreesforço dos docentes na realização de suas tarefas. Foram analisados os dados apresentados no Relatório preparado pela Gerência de Saúde do Servidor e Perícia Médica (GSPM) da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, Minas Gerais, relativos aos afastamentos do trabalho de funcionários da Secretaria Municipal de Educação, de abril de 2001 a maio de 2003. Os afastamentos foram indicados pelos atestados médicos fornecidos pela própria instituição. Os dados obtidos, embora não permitissem discriminar o número de professores envolvidos, possibilitaram o conhecimento do número de afastamentos entre os professores, sendo que os transtornos psíquicos ficaram em primeiro lugar entre os diagnósticos que provocaram os afastamentos.

    Abstract in English:

    The study of the relations between the teaching work process, the real conditions under which it is developed, and the possible physical and mental ailment of teachers constitutes a challenge and a necessity to understand the health-sickness process of teachers, and to seek new associations with sick leaves. This article presents the sick leave profile of a population of professionals in education. Drawing from the available literature, the study raises the hypothesis that the working conditions at schools may be leading to teachers' overload when carrying out their duties. The study analyzed data presented in the Report prepared by the Worker Health Administration and Medical Examination Office (GSPM) of the City of Belo Horizonte, Minas Gerais, corresponding to sick leaves by employees of the Municipal Secretary for Education between April 2001 and May 2003. The sick leaves were recommended in medical reports issued by the GSPM itself. The data obtained, although not allowing to ascertain the total number of teachers involved, made is possible to know the number of sick leaves among teachers. Psychiatric disorders were top of the list among the diagnostics that resulted in sick leaves.
  • Formação de professoras e Escolas Normais paulistas: um estudo da disciplina Biologia Educacional Artigos

    Viviani, Luciana Maria

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho apresenta resultados de pesquisa sobre a história da disciplina Biologia Educacional (1933 a 1970), no âmbito da Escola Normal paulista. As elaborações dessa disciplina inseriram-se em projetos de renovação educacional em desenvolvimento no país desde a década de 1920, produzindo determinadas necessidades para o processo de formação de docentes e para suas futuras práticas. Esse processo, bem como os objetivos e as finalidades sociais da disciplina, foi analisado mediante o exame da atuação de diferentes grupos de interesses sociais, políticos e profissionais. Também foram investigadas as formas sob as quais o conhecimento científico disponível à época foi recriado para servir a esse processo de formação. Tomando como referência teórica os escritos de André Chervel e Ivor Goodson, pressupõe-se o caráter criativo das produções do sistema escolar, levando em conta suas possibilidades de reelaborar conhecimentos acadêmicos e de formar os indivíduos e também uma cultura escolar, produzindo padrões que se estendem a outras esferas sociais. A investigação baseou-se em análises de planos e programas de ensino, manuais didáticos, documentação arquivística e depoimentos de professoras. Foram identificadas várias formas de organização de conteúdos, com destaque para o padrão de maior sucesso, calcado no binômio hereditariedade e meio, dado como facilitador do conhecimento das individualidades humanas e, conseqüentemente, do trabalho do educador no sentido de disciplinar seus alunos para a máxima eficiência física e mental. Verificou-se também a construção de perfis de atuação social, em referência às crianças, mães e donas de casa, bem como de um ideal de desempenho profissional considerado moderno.

    Abstract in English:

    This work presents results of a research on the history of the discipline of Educational Biology (1933 to 1970) within the Normal Schools in the State of São Paulo. The formulations of this discipline were part of projects of educational reform under way in the country since the 1920s, engendering specific needs for the education of teachers, and for their future professional practice. This process, as well as the social objectives and purposes of this discipline, were analyzed through the examination of the action of different groups of social, political, and professional interest. The study also focused on the forms in which the scientific knowledge available at the time was recreated to serve that education process. Theoretically grounded on the works of André Chervel and Ivor Goodson, this study assumes the creative character of school productions, taking into account their possibilities to reconstruct academic knowledges, and to form individuals and also a school culture, giving birth to standards that reach out into other social spheres. The investigation was based on the analyses of teaching plans and programs, didactic manuals, archive documentation, and teachers' testimonies. Several forms of organizing the contents were identified, with emphasis on the most successful pattern, based on the binomial heredity-environment, considered as a key to understand the human individualities and, consequently, to the work of the educator to prepare her students to maximum physical and mental efficiency. The study also recognized the construction of profiles of social action associated to children, mothers and housewives, as well as of an ideal of professional performance regarded as modern.
  • O conselho de classe e a construção do fracasso escolar Artigos

    Mattos, Carmen Lúcia Guimarães de

    Abstract in Portuguese:

    Este texto descreve uma das formas de construção do Fracasso Escolar de alunos e alunas do ensino fundamental. É parte dos resultados da pesquisa etnográfica intitulada Fracasso escolar: imagens de explicações populares sobre "dificuldades educacionais" entre jovens de área rural e urbana no Estado do Rio de Janeiro. Foi desenvolvida em duas escolas públicas. Durante quatro anos de pesquisa foram observadas duas salas de aula de quarta séries, cujas professoras voluntariamente colaboraram com a pesquisa. Foram, também, acompanhados por meio de observação participante e videoteipe, por dois anos consecutivos, os conselhos de classe de todas as turmas das duas escolas. Nos Conselhos de Classe percebeu-se a existência de uma orquestração de falas de professoras que ratificam mutuamente suas impressões sobre os resultados escolares de seus alunos e alunas. Tal orquestração caracteriza-se por expressões articuladas, de forma interpolada, em conjunto, pelo grupo, constituindo-se numa decisão final sobre o sucesso ou o fracasso do aluno ou da aluna. Observou-se a indefinição e a ausência de critérios avaliativos de origem acadêmica sendo substituídos por apreciações subjetivas sobre o aluno ou a aluna. O que se conclui disso é que esta forma de avaliação torna os alunos e as alunas com dificuldades educacionais vulneráveis às decisões do Conselho, favorecendo seu fracasso escolar e sua exclusão do ensino fundamental do sistema educacional. Observou-se ainda que o uso de videoteipe foi vital para a fundamentação das análises e conclusões aqui apresentadas.

    Abstract in English:

    This text describes one of the forms of constructing the School Failure of boys and girls in fundamental education. It is part of the results of an ethnographic study called "School failure: images of popular explanations about 'educational difficulties' among youths of rural and urban areas in the State of Rio de Janeiro". The research was carried out in two public schools. During four years of study, two 4th-grade classrooms, whose teachers collaborated voluntarily with the research, were observed. The class councils of all classes from both schools were also observed during two consecutive years through participative observation and video recording. At the class councils, the existence of an orchestration of teachers' speeches was observed, in which they would mutually reinforce their impressions about their pupils' results. Such orchestration was characterized by articulated statements interpolated by the group as a whole, constituting a final decision on the pupil's success or failure. The study revealed the vagueness and absence of academic assessment criteria, the latter being replaced by subjective evaluations about the pupil. What can be concluded from these observations is that the work of class councils makes pupils with educational difficulties vulnerable to the decisions of the council, favoring their failure and exclusion from fundamental education. It was also observed that video recording was essential to establish the analyses and conclusions presented here.
  • Apresentação Em Foco: Educação ambiental

  • Environmental education: the challenge of constructing a critical, complex and reflective thinking Em Foco: Educação ambiental

    Jacobi, Pedro Roberto

    Abstract in Portuguese:

    A multiplicação dos riscos, em especial os ambientais e tecnológicos de graves conseqüências, é elemento chave para se entender as características, os limites e as transformações da nossa modernidade. É cada vez mais notória a complexidade desse processo de transformação de uma sociedade cada vez mais não só ameaçada, mas diretamente afetada por riscos e agravos socioambientais. Os riscos contemporâneos explicitam os limites e as conseqüências das práticas sociais, trazendo consigo um novo elemento, a "reflexividade". A sociedade, produtora de riscos, torna-se crescentemente reflexiva, o que significa dizer que ela se torna um tema e um problema para si própria. O conceito de risco passa a ocupar um papel estratégico para o entendimento das características, dos limites e das transformações do projeto histórico da modernidade e para reorientar estilos de vida coletivos e individuais. Num contexto marcado pela degradação permanente do meio ambiente e do seu ecossistema, isso envolve um conjunto de atores do universo educativo em todos os níveis, potencializando o engajamento dos diversos sistemas de conhecimento e a sua capacitação numa perspectiva interdisciplinar. Os educadores têm um papel estratégico e decisivo na inserção da educação ambiental no cotidiano escolar, qualificando os alunos para um posicionamento crítico face à crise socioambiental, tendo como horizonte a transformação de hábitos e práticas sociais e a formação de uma cidadania ambiental que os mobilize para a questão da sustentabilidade no seu significado mais abrangente.

    Abstract in English:

    The proliferation of risks, particularly of those of severe environmental and technological consequences, is a key element to understand the features, limitations and transformations of our modernity. The complexity of this process is more and more clear in a society not only increasingly threatened but also increasingly affected by socio-environmental risks and harms. The contemporary risks expose the limits and consequences of social practices, bringing with them a new element: the "reflectiveness". The society, a producer of risks, becomes more and more reflective, which means that it becomes a theme and a problem to itself. The concept of risk assumes a strategic role in understanding the characteristics, limitations, and transformations of the historical project of modernity, and to reorient collective and individual lifestyles. In a context marked by the continual degradation of the environment and of its ecosystem, this involves an array of actors from the educative universe in all its levels, stimulating the involvement of the various systems of knowledge and their formation in an interdisciplinary perspective. Educators play a strategic and decisive role in the insertion of environmental education in school everyday life, preparing their students for a critical attitude before the socio-environmental crisis, having as their horizon the transformation of social habits and practices, and the constitution of an environmental citizenship that will motivate them to the issue of sustainability in its wider meaning.
  • Weaving the threads of environmental education: the subjective and the collective, the thought and the lived Em Foco: Educação ambiental

    Tristão, Martha

    Abstract in Portuguese:

    O pressuposto deste ensaio é o de que, ao longo de sua trajetória, a educação ambiental foi constituindo uma narrativa que lhe é própria. Algumas palavras com sentidos conceituais polissêmicos, como natureza, participação, solidariedade, cooperação, autonomia, interdisciplinaridade e, mais recentemente, sustentabilidade, transdisciplinaridade e transversalidade, fundamentam a Educação Ambiental e fazem parte de seu léxico ou de sua rede semântica. O objetivo é analisar os campos do sentido produzidos por alguns desses termos e a trama de inter-relações entre os sujeitos e suas práticas discursivas, recusando a doutrina da unidade da razão e de um sujeito unitário em direção ao objetivo da perfeita coerência. Como a linguagem forma-se no seio de uma cultura, transita entre o individual/ coletivo, o subjetivo/ cultural, no caso da Educação Ambiental, é carregada de sentidos e de significados de um paradigma emergente, de novos modos de sensibilidades entre utopistas e utopias. É propósito entender se, de fato, a Educação Ambiental, em nome da emancipação, opõe-se ao projeto liberal de uma "razão educadora", de um conhecimento-regulação, de uma educação universal baseada em métodos universais, analisando de modo complexo a função social das narrativas generalistas e/ou denunciatórias. Foi considerado tanto o potencial positivo como os limites analíticos e estratégicos das narrativas que se manifestam de forma auto-referenciais. A preocupação central e conclusiva é: as práticas cotidianas que demandam iniciativas e encaminhamentos podem fazer sentido e criar campos de interface para o exercício de uma Educação Ambiental?

    Abstract in English:

    The assumption behind this essay is that, throughout its history, environmental education constituted a narrative of its own. Some conceptually polysemic words such as nature, participation, solidarity, cooperation, autonomy, interdisciplinarity, and, more recently, sustainability, transdisciplinarity, and transversality are fundamental to Environmental Education, and are part of its lexicon or semantic network. The objective is to analyze the fields of meaning produced by some of these terms and the fabric of interrelations between the subjects and their discursive practices, refusing the doctrine of the unity of reason and of a unitary subject aiming at the goal of perfect coherence. Since language is shaped inside a culture, it traverses the individual and the collective, the subjective and the cultural; in the case of Environmental Education, it is teeming with senses and meanings from an emergent paradigm, from new modes of sensibility between utopists and utopias. It is a goal here to understand if, in fact, Environmental Education, in the name of emancipation, opposes the liberal project of an "educating reason", of a knowledge-regulation, of a universal education based on universal methods, analyzing in a complex way the social function of generalist and/or denouncing narratives. Both the positive potential and the analytic and strategic limits of the narratives that manifest themselves in a self-referential way were considered. The central and conclusive concern is: can the daily practices that demand initiatives and follow-up make sense and create fields of interface to the exercise of an Environmental Education?
  • Environmental education in times of catastrophes: the education response to the shipwreck of the Prestige

    Meira Cartea, Pablo Angel

    Abstract in Spanish:

    En noviembre de 2002, un petrolero obsoleto, el Prestige, naufragó y vertió su carga en las costas de Galicia (noroeste de la Península Ibérica). Este accidente originó un "experimento" social indeseado pero valioso para comprender cómo se representa socialmente la experiencia catastrófica de los "riesgos manufacturados". Este artículo analiza la respuesta del sistema educativo regional a la catástrofe desde dos puntos de vista: a) su comprensión en el marco de la respuesta social crítica y proactiva ante los intentos oficiales de representar una "no-catástrofe" y, b) el papel de la Educación Ambiental (EA) como praxis pedagógica cuya dimensión política se revela como indispensable. La tesis que defendemos es que la naturaleza política de la EA, muchas veces sólo implícita y otras negada explícitamente, se redescubre aquí como eje primordial en la respuesta del sistema educativo y de otros agentes educadores. En este sentido, la catástrofe no ha sido sólo ecológica, sino también, y sobre todo, social y política al cuestionar la globalización económica - su causa radical - y poner en evidencia la vulnerabilidad de las administraciones, incapaces de prevenir o mitigar su impacto sobre el ambiente y las comunidades humanas. En este escenario, la EA contribuye a reflexionar sobre el origen de la catástrofe como consecuencia inesperada de la "modernidad avanzada", en sintonía con el análisis que hace Ulrich Beck sobre la "sociedad del riesgo" y sobre el potencial politizador de las sucesivas catástrofes - la punta del iceberg - en las que el nuevo ethos social se manifiesta y construye.

    Abstract in English:

    In November 2002, the Prestige, an obsolete oil tanker, sank and spilled her cargo offshore Galicia (in the northwest of the Iberian Peninsula). This accident originated a social experiment, unwanted but valuable to understand how the catastrophic experience of the "manufactured risks" is socially represented. The present article analyzes the response of the regional education system to the catastrophe from two viewpoints: a) of its comprehension in the context of the critical and proactive social response to the official intent of representing a "non-catastrophe", and b) of the role of Environmental Education (EE) as a pedagogical praxis whose political dimension is revealed as indispensable. The thesis we shall defend is that the political nature of EE, many times just implicit and others explicitly denied, is recognized here as the fundamental axis in the response of the education system and of other education agents. In this sense, the catastrophe has not been just ecological but also, and foremost, social and political by questioning the economic globalization - its profound cause - and by putting in evidence the vulnerability of the administrations, incapable of preventing or mitigating its impact on the environment and on the human communities. In this scenario, EE contributes to the reflection about the origin of the catastrophe as an unforeseen consequence of the "advanced modernity", in conformity with the analysis by Ulrich Beck of the "risk society", and of the politizing potential of the successive catastrophes - the tip of the iceberg - in which the new social ethos is manifested and constructed.
  • Environmental education as public policy Em Foco: Educação ambiental

    Sorrentino, Marcos; Trajber, Rachel; Mendonça, Patrícia; Ferraro Junior, Luiz Antonio

    Abstract in Portuguese:

    A educação ambiental surge como uma das possíveis estratégias para o enfrentamento da crise civilizatória de dupla ordem, cultural e social. Sua perspectiva crítica e emancipatória visa à deflagração de processos nos quais a busca individual e coletiva por mudanças culturais e sociais estão dialeticamente indissociadas. A articulação de princípios de Estado e comunidade, sob a égide da comunidade, coloca o Estado como parceiro desta no processo de transformação do status quo situado, segundo Boaventura de Souza Santos, como um "novíssimo movimento social". A tal Estado cumpre o papel de fortalecer a sociedade civil como sede da superestrutura. No campo ambiental, o Estado tem crescido em termos de marcos regulatórios sem uma capacidade operacional que condiga com a demanda em vista da redução do Estado (década de 1990) e da ausência de reformas que não sejam a do Estado mínimo. À educação ambiental cumpre, portanto, contribuir com o processo dialético Estado-sociedade civil que possibilite uma definição das políticas públicas a partir do diálogo. Nesse sentido, a construção da educação ambiental como política pública, implementada pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) e pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), implica processos de intervenção direta, regulamentação e contratualismo que fortalecem a articulação de diferentes atores sociais (nos âmbitos formal e não formal da educação) e sua capacidade de desempenhar gestão territorial sustentável e educadora, formação de educadores ambientais, educomunicação socioambiental e outras estratégias que promovam a educação ambiental crítica e emancipatória. As políticas públicas em educação ambiental implicarão uma crescente capacidade do Estado de responder, ainda que com mínima intervenção direta, às demandas que surgem do conjunto articulado de instituições atuantes na educação ambiental crítica e emancipatória.

    Abstract in English:

    Environmental education emerges as one of the possible strategies to face up to the double-order, cultural and social, civilization crisis. Its critical and emancipative perspective intends to trigger processes in which the individual and collective searches for cultural and social change are dialectically intertwined. The articulation of State and community principles, with the sanction of the community, establishes the State as the latter's partner in the process of transformation of the status quo referred to by Boaventura de Souza Santos as a "brand new social movement". Such State must play the role of strengthening civil society as the mainstay of superstructure. In the environmental field, the State has advanced in terms of regulatory marks without an operational capacity befitting the demand, owing to the reduction of the State (in the 1990s) and to the absence of reforms other than that of the minimal State. Environmental education must, therefore, contribute to a State-civil society dialectical process that allows the definition of public policies based on dialogue. In this sense, the construction of environmental education as a public policy implemented by the Ministry for Education and Culture (MEC) and by the Ministry for the Environment (MMA) includes processes of direct intervention, regulation and contractualism that strengthen the articulation of various social actors (in both formal and non-formal education contexts) and their ability to carry out sustainable and educative territorial management, training of environmental educators, socio-environmental educommunication, and other strategies that promote a critical and emancipative environmental education. The public policies in environmental education will require a growing capacity of the State to respond, even if with minimal direct intervention, to the demands emerging from the articulated set of institutions acting on the critical and emancipative environmental education.
  • A discussion of environmental education on the basis of diagnostics of four ecosystems in Brazil Em Foco: Educação ambiental

    Carvalho, Isabel Cristina de Moura

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo disponibiliza os principais resultados do estudo "Uma leitura da educação ambiental em cinco estados e um bioma do Brasil", realizado em quatro redes de educação ambiental. O estudo em questão foi concluído em novembro de 2004, respondendo à demanda da Rede Brasileira de Educação Ambiental e baseou-se nos dados dos diagnósticos realizados pelas seguintes redes: Rede Paulista - REPEA(SP); Rede Sul - REASUL (PR, SC e RS); Rede Aguapé (MT e MS/bioma Pantanal) e Rede Acre - RAEA (AC) para alimentação do Sistema Brasileiro de Informações Ambientais; Ministério do Meio Ambiente (SIBEA/MMA) no período 2001-2003. O estudo teve como objetivos apresentar uma sistematização das categorias comuns pesquisadas em cada rede; discutir se é possível, a partir consolidação dos dados recolhidos, comparar as características da educação ambiental para as regiões pesquisadas; e, finalmente, destacar desafios, limites e oportunidades que se evidenciam no desenvolvimento da educação ambiental. Na análise dos dados são destacadas tendências como: a natureza das instituições que oferecem atividades de educação ambiental, na sua maioria instituições públicas e da sociedade civil e em menor escala, privadas; as instituições de educação ambiental e educadores/especialistas e pesquisadores concentram-se na região sudeste; predominam atividades de sensibilização/mobilização seguidas de capacitação em educação ambiental; o conceito de educação ambiental não apresenta uma compreensão consensual no conjunto das redes; existem mais projetos que programas de educação ambiental; predominam cursos de curta duração na formação do educador ambiental. Nas considerações finais são analisadas estas tendências à luz dos contextos políticos e educacionais e sugeridas questões para a reflexão sobre as relações entre educação ambiental e sua inserção social.

    Abstract in English:

    This article brings the main results of a study called "An investigation of environmental education in five states and a biome in Brazil" carried out in four networks of environmental education. The study was commissioned by the Brazilian Network of Environmental Education, and was concluded in November 2004; it was based on data of the diagnostics performed by the following networks: State of São Paulo Network - Repea (SP), Southern Network - Reasul (PR, SC, and RS), Aguapé Network (MT and MS/Pantanal Biome), and Acre Network - Raea (AC). They all fed data into the Brazilian System of Environmental Information of the Ministry for the Environment (Sibea/MMA) in the 2001-2003 period. The objectives of the study were to present a systematization of common categories researched in each network, to discuss the possibility of comparing the features of environmental education for the regions researched on the basis of the consolidation of the data gathered, and finally to highlight challenges, limitations and opportunities perceived in the development of environmental education. The analysis of the data emphasizes aspects such as: the institutions offering activities of environmental education are mainly public and of the civil society and, on a small scale, private; institutions of environmental education, educators/experts, and researchers are concentrated in Southeastern Brazil; activities are mostly of awareness/mobilization, followed by capacitation in environmental education; the concept of environmental education is not understood evenly across networks; there are more projects than programs of environmental education; there is a predominance of short duration courses in the training of environmental educators. The final considerations of the text analyze these tendencies in the light of the political and educational contexts, and suggestions are made for further reflection on the relations between environmental education and its social insertion.
  • Environmental education: possibilities and constraints Tradução

    Sauvé, Lucie
  • Errata

Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Av. da Universidade, 308 - Biblioteca, 1º andar 05508-040 - São Paulo SP Brasil, Tel./Fax.: (55 11) 3091-3525 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revedu@usp.br